Engenharia 360

Preciso trocar o chip do celular para usar 5G?

Engenharia 360
por Daiane J. Silva
| 12/08/2022 | Atualizado em 14/08/2022 2 min

Preciso trocar o chip do celular para usar 5G?

por Daiane J. Silva | 12/08/2022 | Atualizado em 14/08/2022
Engenharia 360

O 5G chegou para ficar; e, com ele, vieram diversas perguntas que habitam a cabeça dos novos usuários: “Quais vantagens?”, “Onde existe o 5G?”, “Mas, principalmente, como utilizar essa tecnologia tão nova?”, “É preciso um novo telefone?”, “E o chip, é preciso trocá-lo?”.

Primeiro, para se ter acesso à quinta geração de telefonia móvel (5G), é preciso estar em uma das capitais que já possuem o sinal liberado; são elas: Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), João Pessoa (PB) e São Paulo (SP). Além disso, é preciso que você possua um smartphone que suporte a nova tecnologia. O site da Anatel possui a lista de todos os telefones homologados até o momento para a tecnologia, separados por fabricante.

sinal 5G
Imagem reproduzida de O Globo

Mas se o SIM card é que torna possível a conexão entre operadora e usuário. Neste caso, será preciso então mudar de chip ainda que possua um aparelho compatível com a tecnologia? A boa notícia é que não, você poderá seguir com o mesmo chip e somente trocar de plano para um das 3 operadoras que hoje possuem rede 5G (Claro, Tim e Vivo).

Porém, é importante ressaltar que as empresas Vivo e Claro já especificaram que é possível continuar com o mesmo SIM card apenas para utilização da tecnologia NSA (Non-StandAlone, que é aquela que aproveita parte do 4G, você pode saber mais aqui). Aliás, para uma melhor experiência com o 5G puro (SA), as operadoras precisarão que o componente seja trocado. A TIM informa que será possível prosseguir com a utilização sem a necessidade de nenhuma troca.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo

Engenharia 360

Daiane J. Silva

Engenheira eletrônica e de telecomunicação formada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Feminista, Geek. Fala sobre tecnologia, acessibilidade, empoderamento, educação, negócios e diversidade.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo