Engenharia 360

Tecnologias para a Copa do Mundo FIFA de 2022 – parte 2: ciências

Engenharia 360
por Redação 360
| 26/05/2022 2 min

Tecnologias para a Copa do Mundo FIFA de 2022 – parte 2: ciências

por Redação 360 | 26/05/2022

A Copa do Mundo FIFA está quase aí; apenas seis meses para acompanharmos um dos maiores espetáculos do meio esportivo! O Engenharia 360 já trouxe algumas notícias sobre isso para o site. Inclusive, a parte 1 desse texto aborda a questão das novidades preparadas pelo Catar para o evento em termos de construção civil – engenharia, arquitetura e urbanismo. Agora, queremos contar duas outras curiosidades mais ligadas às ciências da saúde, ambas relacionadas indiretamente aos cuidados com o corpo humano. Confira!

copa do mundo 2022
Imagem reproduzida de AsiaNews

Camisetas inteligentes para a Copa

Os pesquisadores envolvidos na preparação da Copa do Mundo 2022 projetaram sensores de ultra-baixo consumo para medir o batimento cardíaco, a respiração e a hidratação dos trabalhadores e atletas – sendo que essa seria uma tecnologia com potencial de ser adaptada posteriormente para idosos também, por exemplo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aliás, esses sensores foram pensados para serem aplicados a camisetas personalizadas. As mesmas teriam um sistema especial para conexão via bluetooth com os sensores. Os sinais vitais seriam monitorados pelos sensores – inclusive trocando informações com as camisetas ao redor e com uma estação base, que pode ser das própria empresa gestora das atividades. Qualquer problema identificado, colegas e socorristas são avisados e podem dar, assim, as devidas assistências o mais breve possível.

Observação: a imagem a seguir é meramente ilustrativa, já que as camisetas inteligentes da Copa do Catar são ainda um protótipo em estudo.

copa do mundo 2022
Imagem reproduzida de MBT Merchandise

Nuvem artificial para os campos de futebol

Já falamos antes que uma das maiores preocupações dos projetistas da Copa 2022 é com o calor que os atletas, trabalhadores e turistas precisarão enfrentar. Mesmo o evento sendo realizado no inverno do Catar, as temperaturas ainda serão altas. Pensando nisso, uma das soluções propostas pelos cientistas é a criação de uma nuvem artificial.

Bem, não seria bem uma nuvem. Um elemento, grande drone de carbono cheio de hélio e com quatro hélices, seria deixado flutuando acima dos campos de futebol, como se fosse um grande guarda-sol, bloqueando os raios solares e ajudando, assim, a diminuir a sensação de calor. A saber, esse drone seria alimentado por eletricidade gerada por painéis solares instaladas na parte superior da sua estrutura. Será que o Catar conseguirá mesmo essa proeza?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

copa do mundo 2022
Imagem reproduzida de Globo Esporte

Veja Também: Tecnologias para a Copa do Mundo FIFA de 2022 – parte 1: construção civil


Fontes: Bola VIPBlog Attri,

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.