Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Domo de Ferro: saiba mais sobre o sistema antimíssil do exército de Israel

por Joachim Emidio | 02/06/2021

O uso do Domo de Ferro tem sido fundamental nos conflitos na Palestina. O escudo protege Tel Aviv e outras cidades contra mísseis vindos de Gaza. Conheça-o!

Com as recentes turbulências entre Israel e o Hamas, tem sido fundamental o uso do Domo de Ferro. Afinal, esse escudo protege Tel Aviv e outras cidades contra mísseis vindos da região de Gaza.

Após 11 dias seguidos de bombardeios entre Israel e o Hamas, o cessar-fogo foi instituído no último dia 20 de maio de 2021. Contudo, os impactos deste pequeno e intenso período podem levar anos para serem reparados. Sobretudo nas comunidades mistas em Israel, onde árabes e judeus convivem, a situação ainda gera tensões.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

bombardeiro
Imagem de Getty Images – Extraída de CNN

Veja Também: Nova bateria israelense recarrega em cinco minutos


Como funciona o aparato móvel de defesa?

O Iron Dome, como é chamado em inglês, é composto por radares que detectam mísseis vindos da faixa de Gaza. Em resposta, mísseis interceptores são enviados, voando em direção aos mísseis de ataque, inibindo o seu efeito.

O sistema, que é móvel, é composto por três partes estruturais: um radar, um sistema de controle de armas e munição e uma unidade de disparo. Assim, a soma destas três partes é chamada de bateria, de modo que Israel possui 10 delas funcionando atualmente.

bombardeiro
Imagem extraída de Israel Trade and Investment Brazil

Segundo o exército israelense, “O radar detecta o lançamento de um foguete e transmite informações sobre sua trajetória para o centro de controle, que calcula o ponto de impacto esperado. (…) Se este local justifica uma interceptação, um míssil é disparado para interceptar o foguete. A carga útil do míssil interceptor explode perto do foguete, em um local que não deve causar ferimentos.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

bombardeiro
Imagem extraída de Revista Esmeril

Os mísseis de Israel têm alcance de 4 a 70 quilômetros, sendo que cada um mede aproximadamente 3 metros de comprimento e 15 centímetros de diâmetro, pesando 90 quilos. Embora o Domo de Ferro tenha tais medidas, se trata de uma estrutura portátil, que pode ser instalada sob qualquer condição climática.


Veja Também: Bunkers modernos: aumenta a busca por abrigos subterrâneos durante a Pandemia


Como o Domo de Ferro se desenvolveu?

O sistema de defesa de Israel é desenvolvido desde 2007, e está em operação desde 2011. A princípio, segundo declaração da própria Força Aérea do país, no mesmo ano de início das operações, o sistema teria uma taxa de interceptação de 70%.

bombardeiro
Imagem extraída de Sputnik Brasil

No entanto, durante a Operação Pilar de Defesa, em 2012, o Domo de Ferro interceptou 85% dos mísseis disparados de Gaza em fase de conflito. em seguida, já em maio de 2019, o sistema obteve 86% de sucesso na interceptação de foguetes disparados em áreas urbanas.

bombardeiro
Imagem extraída de Terra
bombardeiro
Imagem extraída de G1 – Globo

Durante os confrontos recentes, palestinos dispararam mais de 1.600 foguetes. Jonathan Conricus, porta-voz das Forças de Defesa de Israel (IDF), relata à CNN: “Aproximadamente 400 ficaram aquém da Faixa de Gaza e a taxa de interceptação continua em uma média de 90%”.

Além disso, a evolução do projeto contou com extensa ajuda financeira dos Estados Unidos. Em uma de suas ações para seu desenvolvimento, em 2012, Barack Obama encaminhou um fundo de US$ 70 milhões para o sistema. “Este é um programa que tem sido crítico em termos de fornecer segurança e proteção às famílias israelenses”, relatou o presidente na época. “É um programa que foi revisado e evitou ataques de mísseis em Israel”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ademais, até recentemente, os EUA concederam a Israel um total de US$ 1,6 bilhão para investimentos no Iron Dome, segundo relatório do Congressional Research Service. De acordo com autoridades israelenses, o Iron Dome tem valor de US$ 50 milhões, sendo que cada míssil custa a partir de US$ 62.000.

O que achou da tecnologia do sistema de escudo Domo de Ferro que protege Tel Aviv e outras cidades de Israel? Diga nos comentários!


Fonte: CNN, Deutsche Welle.

Comentários

Engenharia 360

Joachim Emidio Ribeiro Silva

Pesquisador, professor e artista. Colaborador do E360, difunde notícias e atualidades da Engenharia e todos os seus desdobramentos. É especialmente curioso sobre os campos de intersecção entre Engenharia e Música, como a Acústica e a Organologia. Atualmente é pós-graduando em Performance Musical pelo Instituto de Artes da UNESP, em São Paulo, SP.