Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Bunkers modernos: aumenta a busca por abrigos subterrâneos durante a Pandemia

por Simone Tagliani | 26/05/2021

Os bunkers são modelos antigos de construções que voltaram à moda e refletem uma triste realidae mundial. Saiba como são os projetos modernos!

Com a chegada da Pandemia do Covid-19, muitas incertezas vieram a tona. Não só isto! Nas últimas décadas, o mundo presenciou catástrofes sérias, como o caso do terremoto e tsunami que atingiu o Japão, no ano de 2011. E aquelas pessoas que realmente estão mais atentas a estes eventos globais – e que se preocupam de verdade com a segurança das suas famílias diante destes tempos épicos e aparentemente catastróficos – consideram adotar ações mais radicais. Uma que tem voltado à tona é a construção de bunkers! Continue lendo para saber!

arquitetura
Imagem extraía de Vivos por Revista Casa e Jardim

O que são bunkers?

Bunkers são um tipo de abrigo subterrâneo. Construções como estas são usuais em países como Estados Unidos, Israel, Suíça e Singapura. Seus projetos são pensados para durar centenas de anos, resistir a explosões nucleares e funcionar de maneira autônima, sem a necessidade de que os seus moradores precisem voltar à superfície. Ou seja, a ideia é que estas instalações sejam moradia temporária daqueles que tentam fugir e diversas situações extremas. Seriam elas:

  • agentes químicos e biológicos;
  • terremotos e inundações;
  • pulsos eletromagnéticos;
  • ataques armados e nucleares;
  • instabilidades políticas e econômicas;
  • entre outros desastres naturais, saques e caos generalizados.

A saber, existem remanescentes de bunkers ainda do período das Grandes Guerras – alguns reformados, claro. Dois exemplos famosos são o bunker Fuhrerbunker, o bunker de Hitler, que funcionou como centro de comando e abrigou assessores do Exército quando Berlim foi atacada pelos soviéticos. E, segundo, o Palácio Subterrâneo bunker de Saddam Hussein, com capacidade para cerca de cem pessoas, capaz de aguentar impactos nucleares com a mesma potência da bomba de Hiroshima.

Por que construir bunkers nos dias de hoje?

Atualmente, só os verdadeiramente milionários é que conseguem investir dinheiro para a construção de bunkers ou abrigos subterrâneos capazes de resistir situações extremas. Entre 2020 e 2021, muitos pensaram que este seria um bom investimento financeiro, pois acreditavam que construções como estas poderiam oferecer uma proteção contra a covid-19. Mas, infelizmente, isto não é possível! Agora, para outras catástrofes, vai saber!

“As pessoas estão preocupadas é com o depois, com os eventos que podem se seguir a uma pandemia. Com a possibilidade de quebra da ordem, escassez de alimentos, de mantimentos, de água, coisas do tipo.” – Brian Camde, proprietário da empresa Hardened Structures, em reportagem de BBC News.

“Nossos clientes recebem a vantagem única de ter uma segunda casa de luxo que também é um abrigo nuclear.” – disse Larry Hall, desenvolvedor dos abrigos Vivos xPoint, em reportagem de CNN.

arquitetura
Imagem extraía de Vivos por Revista Casa e Jardim

Como são construídos os bunkers modernos?

Bunkers devem ser construídos à, no mínimo, dois metros abaixo do nível da terra. Suas paredes e portas devem ser bem grossas – de concreto armado ou aço, por exemplo -, próprias para aguentar grandes impactos. São como apartamentos compactos, mas que podem ser externamente luxuosos. Veja outras características:

  • Ventilação com recuperação, captação e purificação do ar: por meio de um respiradouro simples, parecido com um snorkel de mergulhador, ou por meio de um sistema de ar condicionado.
  • Filtragem de água: assim como para o ar, que filtra agentes biológicos e radiação.
  • Eletricidade: garantido por meio de geradores – a diesel, gasolina ou gás natural – ou de baterias.
  • Esgoto: por fossa séptica num nível mais baixo do bunker e ligada aos ralos das pias, banheiro e vaso sanitário.
  • Lixo: acondicionado em sacos de polietileno e, então, colocado num contêiner com vedação para reter odores.
  • Comunicação: antenas retráteis de rádio e de satélite.

Além disso, os bunkers modernos contam com sistemas tecnológicos para proteção contra pulsos eletromagnéticos, dispersão química, biológica e radiológica.

arquitetura
Imagem extraía de Atlas Survival Shelters
arquitetura
Imagem extraía de Atlas Survival Shelters

Como é a arquitetura dos novos bunkers?

Realizando uma pesquisa na internet, podemos encontrar vários exemplos bem interessantes de arquitetura nova para bunkers – alguns em quadrados de concreto, cilindros de aço, e mais. Internamente, eles lembram demais casas comuns, com piso de madeira, banheiros e cozinhas completas. Contudo, sem janelas e com portas blindadas, como “uma Arca de Noé moderna”.

A área dos apartamentos pode chegar a 100 ou 200 metros quadrados, por exemplo – isso para cada família, lembrando que grandes bunkers podem ter muitas unidades, fora academia, bar, piscina, SPA, sauna, cinema, biblioteca e clínica médica e dentária. Estes imóveis podem vir equipados com televisores, máquinas de lavar e secar roupas, mini bar, adega, sala de jogos, hidromassagem, quadros eletrônicos que ficam trocando paisagens, decoração personalizada com direito a luzes de LED e mais.

arquitetura
Imagem extraía de Vivos por Gazeta do Povo
arquitetura
Imagem extraía de Survival Condo Project
arquitetura
Imagem extraía de Survival Condo Project

“A segurança vem em primeiro lugar. Minha prioridade era garantir sono confortável, temperatura, comida de qualidade, água e ar. O resto é apenas para conforto.” – engenheiro Olha Sobchyshyna, autor Projeto da Underground House Plan B, em reportagem de UOL.

arquitetura
House Plan B – Imagem extraía de UOL
arquitetura
Imagem extraída de Projeto da Underground House Plan B – UOL

Enfim, esta a ideia da construção de bunkers ainda é muito controvérsia e esperamos que seja cada vez menos necessária! E você, o que pensa disso? Escreva nos comentários!

Veja também: Laboratório brasileiro Sirius “abre as portas” para visitação online


Fontes: Gazeta do Povo, Revista Casa e Jardim, UOL, Superinteressante, GPS Lifetime, BBC.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.