Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Nova bateria israelense recarrega em cinco minutos

por Redação 360 | 10/03/2021

A premissa da startup que inova em baterias de íon-lítio é que um carro elétrico com a bateria descarregada ficar pronto para uso em somente cinco minutos

Um carro elétrico com a bateria totalmente descarregada ficar pronto para uso em somente cinco minutos. Impossível? Pois essa é a premissa da StoreDot, startup israelense que traz inovação e investimento em baterias de íon-lítio.

A empresa surgiu em 2021 e tem sido reconhecida por seu trabalho focado nas baterias de recarga ultrarrápida. Segundo Doron Myersdorf, fundador da StoreDot, o objetivo é  que carros elétricos possam competir com carros convencionais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Doron Myersdorf (à esquerda) com colega de trabalho, durante testes da Store Dot.
Doron Myersdorf (à esquerda) com colega de trabalho, durante testes da Store Dot.

Pela popularização de carros elétricos

“Estamos mudando toda a experiência dos motoristas, o problema da ‘margem de ansiedade’, causada pela possibilidade de ficar preso na estrada sem energia”, afirma Doron.

De fato, os atuais carros elétricos ainda não apresentam um bom equilíbrio entre o tempo necessário para a recarga e a durabilidade da bateria. Isto é, leva-se muito tempo para recarregá-la, mas sua vida útil é muito curta. Por isso, seu uso acaba não sendo muito prático, apesar dos benefícios ecológicos que o modelo traz.

Considerando isso, os avanços da startup contribuem expressivamente para uma possível popularização de carros elétricos. Consequentemente, é possível diminuir os impactos ambientais causados pelos combustíveis convencionais.

No momento, centenas de protótipos da nova bateria são testados.  Além disso, algumas dessas baterias foram testadas em celulares, drones e scooters, como uma forma de a empresa “se preparar” antes de enfrentar a enorme indústria automobilística.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Store Dot tem sua base em Herzliya, cidade próxima a Tel Aviv, Israel. Suas pesquisas são possíveis graças ao patrocínio de grandes marcas de diferentes setores que têm apostado em tendências ecológicas para o futuro: a fábrica alemã Daimler, a inglesa British’s Petroleum e os gigantes do setor eletrônico Samsung e TDK.

storedot baterias

A “revolução” das baterias ainda está distante

Embora os recentes avanços das baterias para carros sejam uma ótima notícia, ainda estamos longe de erradicar o uso de combustíveis fósseis na sociedade. Eric Esperance, analista na Roland Berger, firma de consultoria, atesta que ainda faltam muitos estágios para atingir este ponto.

Na realidade, a produção de uma bateria de íon-lítio como a da StoreDot em escala industrial é, atualmente, algo inviável. Apesar dos recentes avanços das pesquisas nessa área – o Prêmio Nobel de Química de 2019 foi dado a John Goodenough, Akira Yoshino e Stanley Whittingham pelo desenvolvimento dessas baterias -, a produção em massa é algo que demanda mais tempo, além de custos menores de produção.

Hoje, a StoreDot produz cerca de 100 baterias por semana. A próxima geração delas virá com o objetivo de, justamente, diminuir custos e aumentar a produtividade.

Ainda assim, até a popularização de carros elétricos será necessário todo um período de adaptação, em que postos de gasolina se tornarão postos de recarga de baterias. E, afinal, isso demanda a troca de equipamentos, algo que não acontece de uma hora para a outra.

Por fim, é necessário pensar em formas de reciclar elementos químicos como o lítio, pois sem isso toda a ideia de ecologia será em vão. Hoje, essa tecnologia ainda está só no começo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fontes: Techxplore; Blog das Baterias

E você, o que acha dos avanços feitos com as baterias de lítio? Conte para a gente nos comentários!

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.