Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Saiba mais sobre Business Intelligence na construção civil

por Andreza Ribeiro | 18/05/2020
Copiado!

O céu é o limite quando se trata das possibilidades e dos ganhos com a utilização de uma ferramenta de Business Intelligence (BI).

Um problema que atinge muitos empresários na era da informação é o excesso de dados e no ramo da construção civil não seria diferente. O excesso de informação gera desinformação. No caso dos negócios, é preciso filtrar o que realmente interessa, para que os dados sirvam como base para tomada de uma melhor decisão e aumentar assim o desempenho da empresa.

Diferente dos projetos de implantação longos e caros do passado, as novas soluções de BI estão cada vez mais simples, dando ao usuário final a flexibilidade para montar rapidamente suas análises e dashboards.

Este processo se dá basicamente nas seguintes etapas:

  • Coleta de dados;
  • Organização e análise de dados;
  • Formatação de relatórios e indicadores de gestão.
pessoa digitando em computador

Características e vantagens

  • Informações disponíveis a qualquer momento e detalhadas aos níveis desejados.
  • Decisões tomadas no momento imediato ao acontecimento;
  • Acompanhamento diário de custos, despesas, faturamentos, descontos, margens, estoques, serviços executados, etc.;
  • Fácil visualização e entendimento das informações;
  • Maior competitividade;
  • Análise da viabilidade econômica financeira;
  • Extrai, concentra, organiza, e apresenta informações de todas as áreas da empresa – inclusive em tempo real;
  • Compromisso com inovação, melhoria contínua, qualidade e produtividade;
  • Alta flexibilidade e rapidez;
  • Demonstrações em velocímetros, gráficos e planilhas e planejamento de Obras;
  • Criar Insights rápidos para gerar visualizações relevantes, pertinentes e intuitivas.

Na construção civil

É uma área em que sempre há novidades tecnológicas e elas são incorporadas pelas construtoras com bastante frequência. Em um momento de crise como o atual, essa atitude ajuda a driblar quadros desfavoráveis e a ganhar competitividade para aproveitar as oportunidades.

Já pensou em poder combinar dados do seu cronograma de obras com a previsão do tempo? E agilizar sua pesquisa de mercado descobrindo necessidades e desejos de potenciais clientes de forma muito mais rápida? Ou, ainda, ao saber que a produtividade de uma das obras não anda bem, descobrir rapidamente onde está o problema e poder agir de forma certeira sobre ele?

6 homens em um canteiro de obras business intelligence

Mobilidade

Tanto os drones, quanto os dispositivos móveis (smartphones e tablets) fazem parte da realidade na engenharia civil. Eles são grandes facilitadores na gestão dos projetos e obras.

A solução de BI precisa ter integração com esses equipamentos, para que a tomada de decisões seja mais ágil, eficiente e respaldada por dados, a qualquer hora e em qualquer lugar – o que é uma vantagem e tanto para a construção civil.

Imagine que você está visitando uma obra, acessa o painel pelo seu smartphone para visualizar o seu andamento e constata que os indicadores de gestão de resíduos e segurança estão abaixo da meta estabelecida. Rapidamente você consegue desmembrar as informações que compõem cada KPI e descobrir problemas como desperdícios de insumos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) fora do prazo e validade, podendo colocar em prática ações corretivas na mesma hora.

Indicadores de desempenho

KPIs (Key Performance Indicators) ou indicadores de performance são utilizados para medir e acompanhar o desempenho de processos corporativos. Cada empresa pode criar seus próprios KPIs, compostos por dados coletados de diversas fontes que forneçam informações relevantes para o que se deseja medir.

No caso das construtoras, os indicadores podem ser utilizados para a gestão do negócio e dos canteiros de obras, com a criação de KPIs como: qualidade, produtividade, orçamento, gestão de resíduos e segurança. Tomando como exemplo o indicador de produtividade, dados como prazos de conclusão de etapas e número de pessoas envolvidas em cada atividade podem ser combinados para formá-lo.

Desempenho dos colaboradores

Um grande projeto pode contar com tantos funcionários que parece quase impossível que os gestores consigam avaliar e fiscalizar o desempenho de cada um deles, certo?

Com o BI é possível identificar quem está correspondendo às expectativas do projeto e quem está apresentado baixo desempenho, seja no setor de vendas dentro do escritório ou no canteiro de obras, bem como os próprios colaboradores poderão automatizar tarefas e otimizar o tempo para produzir mais e melhor.

Outra vantagem desta captação de dados é que ele permite que você tenha um histórico do passado. Assim pode observar essas informações e analisar sucessos e até mesmo fracassos de projetos antigos.

mesa com notebooks, smartphones e pessoas trabalhando

Gestão financeira

Custos na Construção Civil sempre foi um tema que, na maioria das vezes, gera problemas, muito por conta da falta de planejamento e organização. Mas este é outro ponto onde o BI pode ser muito útil para você, através dele, você pode supervisionar as receitas e despesas do seu projeto. Até mesmo para um trabalho paralelo aos investimentos e avaliar o custo e ganho de cada ação.

Outro dado importante que o BI pode fornecer são os casos de inadimplência, problema comum na Construção Civil. Com essas informações em mãos fica muito mais fácil avaliar o perfil e a localização dos fornecedores ou compradores com falta de pagamento. Assim você pode pensar em ações que minimizem este tipo de situação.

Gestão de obras

Um dos principais cuidados, porém, também um grande desafio para o setor de Construção Civil é fazer um gerenciamento de obras efetivo. Isso porque, estamos falando de uma imensidão de dados para administrar e, posteriormente analisar.

Ter uma visão completa e rápida de tudo que ocorre diariamente nos canteiros de obras de uma construtora não é uma tarefa simples, e por isso nem sempre os gestores e diretores conseguem obter informações precisas para tomar decisões corretas em situações específicas ou até mesmo urgentes.

Para facilitar a gestão dos projetos e obras, os sistemas de gestão precisam conter dados consistentes sobre as etapas da obra, custos e estoque de materiais e insumos, cronogramas e prazos, investimentos, orçamentos e logística, por exemplo, são cruciais tanto para o bom desempenho das obras quanto da própria construtora, pois ajudam na elaboração de indicadores de desempenho.

Esses dados são fundamentais para identificar os gaps de atuação, entender o cenário e suas variáveis, mapear, criar e gerenciar os indicadores de gestão e desempenho.

O que você acha da utilização dessa ferramenta? Conta para a gente nos comentários!

Leia também: Transformação digital já é prioridade em 72% das empresas de construção civil no mundo

Copiado!
Engenharia 360

Andreza Ribeiro

Graduando em Engenharia de produção, possui certificado em Business English realizado em Toronto na Stafford House Internacional. Interessada em Gestão, Finanças e Inovação, além de ser apaixonada em astronomia e viajar o mundo.

Comentários