Engenharia 360

Comércio eletrônico: instalações da Amazon são invadidas por robôs

Engenharia 360
por Redação 360
| 14/11/2022 | Atualizado em 27/01/2023 3 min

Comércio eletrônico: instalações da Amazon são invadidas por robôs

por Redação 360 | 14/11/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Engenharia 360

Grandes empresas que lidam com comércio eletrônico estão preferindo, para conseguir atender sua demanda, mantendo ou até melhorando a qualidade e velocidade de seus serviços, usar robôs para manuseio dos produtos, atuando em conjunto com funcionários. A exemplo da Amazon, que tem desenvolvido em seu laboratório de robótica em Boston, nos Estados Unidos, máquinas especiais para automatização de seus centros de distribuição. Saiba mais no texto a seguir!

Projeto “Delivering the Future”

“Entregando o futuro”, este é o novo slogan de trabalho da empresa do bilionário Jeff Bezos, pioneira da distribuição, com tecnologia própria e produção norte-americana. É um jeito de traduzir seus planos ambiciosos, de crescer exponencialmente nos próximos cinco anos. ‘Inovação e Manufatura’ traduz este novo momento de desenvolvimento das suas atividades! Mas o que muitos questionam é como tudo isso será conduzido a longo prazo, sobretudo com relação ao trabalho humano dentro dos armazéns da companhia. Será que os funcionários acabariam prejudicados no fim das contas, com perdas maciças de postos de trabalho?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bem, de acordo com a Amazon, não, os robôs não tomarão os lugares das pessoas. Contudo, alguns dizem que isso são só gotas d’água jogadas sobre uma grande fogueira. De acordo com os acionistas, a aposta não é das máquinas substituindo pessoas, mas aliviar tarefas mais pesadas em depósitos; ou seja, pessoas e máquinas trabalhando juntos, colaborando para fazer um trabalho. Contudo, especialistas garantem que ações como esta podem acabar mal; na verdade, aumentando a carga e o ritmo de trabalho, com autocontrole dos trabalhadores.

Novas tecnologias aprimoradas pela Amazon

Robô Sparrow

Mais de 70% das encomendas da Amazon são manipuladas por algum tipo de robô. Por falar nisso, uma das novas tecnologias testadas recentemente é o robô Sparrow, capaz de manipular objetos com grande destreza, ainda detectando e selecionando os produtos com enorme rapidez. Tudo isso com ajuda de câmeras embutidas, que identificam itens na esteira e fazem, na sequência, a distribuição nas cestas empacotadoras.

amazon
Imagem reproduzida de
Fortune
amazon
Imagem reproduzida de Tecnoblog

Modelos de drones

Claro que existem hoje outros programas tecnológicos sendo conduzidos pela Amazon em seu centro de pesquisas, incluindo, além de robótica, desenvolvimento de inteligência artificial, simulação 3D, design de protótipos e mais. E, nessa linha, pensando na redução no intervalo de distribuição e entrega de produtos, a companhia também tem investido na produção de drones. Aliás, a perspectiva é que, até o final deste ano, já se comece a fazer entrega de pacotes com drones em localidades na Califórnia e no Texas, Estados Unidos.

amazon
Imagem reproduzida de TechTudo
amazon
Imagem reproduzida de Olhar Digital
amazon
Imagem reproduzida de G1 – Globo
amazon
Imagem reproduzida de G1 – Globo

Não é só a Amazon que usa robôs para otimizar seu trabalho. O vídeo a seguir dá uma mostra de como andam as atividades dentro dos galpões de entrega da AliExpress. Confira!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

https://www.instagram.com/reel/Cji2wlbMnfL/

Fontes: G1.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo