Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça o BeBot, equipamento da 4ocean para limpeza do oceano, rios e costas

por Redação 360 | 13/09/2021

Dois amigos criaram uma empresa pensando em criar uma cooperação global de limpeza de plásticos nos mares, e lançaram o robô BeBot. Saiba+!

O material plástico é um dos maiores vilões do meio ambiente. Sua produção é muitas vezes bastante cara, seu ciclo de vida limitado, a degradação longa e a poluição na natureza desmedida. A maioria das embalagens feitas de plástico infelizmente acabam em cursos de água, afetando rios e mares, sobretudo os animais. Lá no fim da pirâmide, nós mesmos nos alimentamos de frutos-do-mar e safras cultivadas no campo com seus resíduos. Isso tudo é assustador! E em momentos assim é que surgem ideias como a do robô BeBot!

lixo oceanos
Imagem reproduzida de 4Ocean

Em 2015, dois amigos que viviam no estado americano da Flórida, Alex Schulze e Andrew Cooper, estava surfando em Bali, na Indonésia, quando se deparam com muitos plásticos na água do mar. Foi nesse momento que eles se “despertaram” para esse grave problema ambiental! Pode-se dizer que tal evento de suas vidas foi o começo de uma jornada em busca de um objetivo sustentável em comum! Saiba mais sobre essa história no texto a seguir!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O surgimento da 4ocean

Alex e Andrew voltaram de sua viagem com um sentimento de chamado muito forte e decidiram construir uma empresa. Para o quadro de funcionários, eles contratam pilotos, barcos e pescadores justamente das comunidades mais afetadas pela poluição do plástico. A ideia era fazer com que essas pessoas, pressionadas pelo problema que enfrentavam, se sentissem motivadas a montar uma equipe de limpeza profissional em tempo integral, para recuperar o plástico e outros detritos nocivos do oceano, rios e costas, sete dias por semana.

lixo oceanos
Imagem reproduzida de 4Ocean

Missão da empresa

A missão principal da 4ocean é tentar ajudar o mundo na eliminação do plástico nos oceanos e litorais. Mas como será que essa empresa se sustenta? Bem, seu modelo de negócio foi muito bem elaborado para poder se “apoiar” em empresas com interesses semelhantes, tendo nelas uma parceria feita por doações. Uma das associações feitas foi com a Poralu Marine para o lançamento de um equipamento de limpeza de praias, denominado BeBot.

lixo oceanos
Imagem reproduzida de Inceptive Mind

O robô de limpeza BeBot

Os amigos Alex e Andrew queriam lançar no mercado produtos novos e inovadores que aumentassem a conscientização sobre a crise do lixo plástico nas águas. A ideia deles era, um dia, conseguir gerar uma cooperação global de limpeza. Um dos seus trabalhos é compartilhar discursos para inspirar e capacitar indivíduos para acabar com sua dependência de plástico de uso único. Mas eles também lançaram um robô de limpeza, o BeBot.

lixo oceanos
Imagem reproduzida de 4Ocean
lixo oceanos
Imagem reproduzida de hackster.io

O equipamento faria um trabalho ágil e eficiente “peneirando” a camada superior da areia, ajudando a coletar o lixo das praias – 3.000 m2 em uma hora – antes que eles cheguem aos oceanos. Seu comando seria feito através de controle remoto, com sistema alimentado com baterias conectadas a um painel solar. As grelhas finas filtram pequenos pedaços de plástico difíceis de separar manualmente. Assim, os detritos são recolhidos silenciosamente pelo caminho – numa ação mais rápida do que as opções manuais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Enquanto as máquinas tradicionais equipadas com rodas estavam degradando a costa, a BeBot possui ativos ambientais inovadores e sem precedentes. Com um sistema de trilha exclusivo distribuindo pressão igual e mínima na areia, o BeBot reduz a erosão.”,

“Este design inovador também auxilia na preservação da biodiversidade, pois evita a compressão de ovos de tartaruga e de qualquer ecossistema vegetal na areia.”

– Claire Touvier, membro da equipe de Soluções Ambientais de Poralu Marine, em reportagem de Inhabitat.

Os primeiros testes com o equipamento

Recentemente, a 4ocean está fez os primeiros testes do BeBot na ilha de O‘ahu, no Havaí, uma das praias mais poluídas com plástico no mundo.

“Estamos sempre em busca de tecnologia inovadora para melhorar nossos recursos de limpeza e estamos entusiasmados com a parceria com a Poralu Marine na introdução de uma peça de tecnologia tão impactante.”,

“Com o lançamento do BeBot, somos capazes de trabalhar de forma mais inteligente e sustentável, enquanto recuperamos o plástico que já viu o oceano e evitamos que um novo plástico chegue lá.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

– Alex Schulze, em reportagem de Inhabitat.

Veja Também: Conheça o Sr. Trash Wheel, um “caracol” que coleta lixo de águas poluídas


Fontes: Inova Social, Inhabitat, Fast Company.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.