Engenharia 360

Como os robôs são usados na indústria automotiva e quais os riscos de segurança associados ao seu uso?

Engenharia 360
por Redação 360
| 28/12/2023 4 min
Imagem gerada em IA de Freepik

Como os robôs são usados na indústria automotiva e quais os riscos de segurança associados ao seu uso?

por Redação 360 | 28/12/2023
Imagem gerada em IA de Freepik
Engenharia 360

Nos últimos anos, os robôs revolucionaram a indústria automotiva, sendo cada vez mais utilizados dentro das fábricas. Essas máquinas programáveis passaram a assumir tarefas repetitivas e perigosas, como de soldagem, pintura, montagem e até inspeção. E suas ações são de alta precisão e eficiência.

Mas será que esses robôs também oferecem riscos à segurança dos trabalhadores? Um caso recente envolvendo um robô da Tesla nos Estados Unidos acendeu o debate. Saiba mais sobre o caso no texto a seguir, do Engenharia 360!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

robôs industriais - indústria automotiva
Imagem gerada em IA de Freepik

Quais as vantagens do uso de robôs na indústria automotiva?

Especialmente pensando na indústria automotiva, podemos citar alguns benefícios do uso de robôs. Para começar, essas máquinas podem trabalhar mais que os operários e sem precisar de pausas para descanso. Estamos falando de 24 horas por dia, 7 dias por semana, com exceção dos eventuais momentos de pausa para manutenção.

Ao reduzir a mão-de-obra humana, a indústria automotiva pode reduzir seus custos de operação. Ademais, com auxílio dos robôs, consegue-se uma produção final de melhor qualidade. Agora, se as devidas manutenções não forem realizadas, se as falhas forem ignoradas e ainda houver mau uso dos equipamentos, os robôs podem representar risco de segurança para os trabalhadores.

robôs industriais - indústria automotiva
Imagem gerada em IA de Freepik

Quais os riscos de segurança associados ao uso de robôs industriais?

Os riscos de segurança associados ao uso de robôs industriais incluem:

  • Colisão: os robôs podem colidir com trabalhadores ou objetos, causando ferimentos.
  • Queda: os robôs podem cair, causando ferimentos ou até mesmo a morte.
  • Partículas em movimento: os robôs podem gerar partículas em movimento, como faíscas ou fragmentos de metal, que podem causar ferimentos.
  • Exposição a agentes químicos ou perigosos: os robôs podem ser usados para manipular produtos químicos ou perigosos, que podem causar intoxicação ou outros danos à saúde.
robôs industriais - indústria automotiva
Imagem gerada em IA de Freepik

Quais as medidas de segurança indicadas para prevenir acidentes e proteger trabalhadores?

Antes de tudo, vale destacar que todo caso de engenharia, seja de instalação ou manutenção de máquinas, precisa ser avaliado individualmente. Porém, podemos indicar aqui algumas medidas simples que devem ajudar os empresários a prevenir acidentes com robôs industriais e proteger a saúde e a segurança dos seus trabalhadores.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A primeira coisa que se deve fazer é contratar um profissional ou equipe de profissionais que entendem do assunto para selecionar o melhor modelo de robô considerando as necessidades específicas e limitações da sua empresa. Depois vem uma das etapas mais significativas, sendo o treinamento dos funcionários que trabalharão com os robôs, principalmente para que eles compreendam sobre os riscos e medidas de segurança.

Nesse momento, é preciso enfatizar a todos os funcionários sobre a importância do uso dos equipamentos de proteção individual (EPI) adequados para proteger-se dos riscos associados ao uso de robôs. E, por fim, realizar regularmente inspeções das máquinas para garantir que estejam em boas condições de funcionamento.

robôs industriais - indústria automotiva
Imagem gerada em IA de Freepik

Qual o caso da Tesla que chamou atenção da imprensa?

Neste momento do texto, gostaríamos de lembrar que a Tesla é uma das empresas de produção de automóveis que mais investe em robótica.

Recentemente, foi noticiado que um engenheiro de software da Tesla foi atacado por um robô na fábrica da empresa em Austin, nos Estados Unidos. O profissional sofreu ferimentos nas costas e no braço e teve que ser levado ao hospital. Esse caso ocorreu em 2021, mas só em dezembro de 2023 ganhou destaque na imprensa, após a empresa relatar o caso. Conforme a lei, a Tesla precisa apresentar um relatório de todo incidente ou acidente que ocorrer dentro das suas instalações, já que adota um modelo mais automatizado de produção.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aliás, segundo o documento apresentado pela Tesla às autoridades reguladoras, o robô em questão estava ligado durante a configuração e agarrou o engenheiro quando ele se aproximou. O acidente aconteceu porque o engenheiro não percebeu que um dos robôs ainda estava ligado. Então, pode-se concluir que se tratou de um erro humano, não de máquina. Porém, mesmo assim, o caso fez acender o debate sobre a segurança nas fábricas.

robôs industriais - indústria automotiva
Imagem gerada em IA de Freepik

Muitos criticam a Tesla por sua segurança. Infelizmente, essa não é a única ocorrência registrada. No passado, já houve um caso em que um funcionário morreu de insolação. Talvez seja o momento da empresa reavaliar seu modelo de produção e melhorar suas medidas de segurança. A ideia não é deixar de usar os robôs industriais; eles são ferramentas valiosas de engenharia. No entanto, é importante tomar todas as medidas necessárias para prevenir acidentes.

Veja Também:


Fontes: TecMundo.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, liderada pelo engenheiro Eduardo Mikail, e com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo