Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Os resíduos gerados pela construção civil

por Lucie Ferreira | 09/11/2015
Copiado!

resíduos2_blog-da-engenharia
Segundo a Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição (Abrecon), o Resíduo da Construção e Demolição (RCD) ou Resíduo da Construção Civil (RCC) é resultante do processo construtivo, de reforma, escavação ou demolição. Em uma linguagem mais cotidiana, é o entulho.
O entulho de construção é composto de restos e fragmentos de materiais. Já o de demolição é constituído somente por fragmentos. O destino do entulho, seja de qual tipo for, deve ser ecologicamente correto. Por isso, seu descarte não deve ser feito na natureza, nem acumulado no ambiente urbano, onde atrai insetos e roedores e se torna vetor de doenças.
A reciclagem é a melhor maneira de reutilizar o entulho, pois além de evitar que se torne lixo urbano ou poluente, contribui para a economia como oportunidade de trabalho e de negócio – vários materiais convencionais podem ser substituídos pelo entulho.
residuos_blog-da-engenharia
Antes de serem reciclados, os materiais são separados e, o que for reciclável, é triturado em equipamentos específicos. A separação do entulho e seus materiais é dividida em três grupos:
Grupo I:  Itens fabricados de cimento, cal, areia e brita, como concreto, argamassa e blocos de concreto.
Grupo II: Peças de cerâmica, como telhas, manilhas, tijolos e azulejos.
Grupo III: Resíduos não-recicláveis, como solo, gesso, metal, madeira, papel, plástico, matéria orgânica, vidro e isopor. Entretanto, materiais como embalagens de papel e papelão, madeira e até vidro e metal são encaminhados para outros usos, podendo ser reutilizados ou reciclados.
Estima-se que quase todas as atividades da construção civil produzam entulho. Durante a construção, por exemplo, cerca de 50% do material desperdiçado se torna entulho.
Fonte: Abrecon

Copiado!

Comentários