Engenharia 360

O que é o Ciclo Básico da Engenharia [e dicas de como se preparar para ele]

Engenharia 360
por Redação 360
| 09/09/2022 | Atualizado em 11/09/2022 4 min

O que é o Ciclo Básico da Engenharia [e dicas de como se preparar para ele]

por Redação 360 | 09/09/2022 | Atualizado em 11/09/2022
Engenharia 360

Cursar Engenharia não é fácil. Infelizmente, cinco ou seis anos é pouco para absorver tanta informação. Então, como uma forma de otimizar esse tempo de aprendizado, optou-se por unir conhecimentos em grupos de disciplinas. Para evoluir no curso, é preciso ultrapassar etapas. Ou seja, às vezes, a reprovação em uma cadeira pode trancar várias outras na sequência e fazer o aluno demorar ainda mais para completar a sua faculdade.

Agora, justamente sabendo que o tempo de qualquer graduação costuma ser curto, espera-se que a abordagem do currículo elaborado para o Segundo Grau ou Ensino Médio crie nos alunos as bases suficientes para o aprofundamento de conhecimento proposto no Terceiro Grau. Mesmo assim, o início dos cursos superiores costuma focar em instruções básicas e também em revisões gerais daquilo que pode já ter sido esquecido – não podemos esquecer que muitos não realizam estas etapas em sequência. Eis a necessidade, portanto, de um Ciclo Básico. Veja a seguir!

O que é Ciclo Básico nos cursos de graduação?

O Ciclo Básico nos cursos de graduação seria como uma apresentação geral das disciplinas que serão estudadas em sequência. Cursos com currículos semelhantes podem até mesmo compartilhar essas cadeiras, que trazem informações básicas aos alunos. Após concluir esta etapa, o foco é voltado ao aprendizado de temas específicos dentro do ramo de conhecimento da sua futura profissão.

Quem estuda Engenharia diz que esse momento do curso, equivalente aos dois primeiros anos, é bastante difícil – para alguns, até mesmo desagradável. Inclusive, esta é a fase de maior desistência dos alunos. Mas quem tem certeza dos seus objetivos precisa ser forte para superar essa fase, pois vale a pena. A partir do terceiro ano, as matérias ficam muito mais atrativas, mais voltadas à realidade que será encontrada no mercado de trabalho. E a todo momento a pessoa é levada a exercitar o seu raciocínio lógico.

Ciclo Básico Engenharia
Imagem reproduzida de Sanar

Quais são as disciplinas do Ciclo Básico de Engenharia?

O Ciclo Básico de Engenharia costuma ser recriado de tempos em tempos pelas universidades. Aliás, houve um tempo, por volta do início dos anos noventa, que ele até tinha sido abolido dos cursos de instituições brasileiras como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Contudo, depois se percebeu que ajuda ter esse tempo inicial de curso para os alunos conhecerem o “terreno” em que estão se metendo. Ou seja, se a pessoa não se identifica com as disciplinas dessa fase, não precisa “perder tempo” concluindo a faculdade, já podendo se candidatar a uma vaga de outro curso.

Veja bem, o objetivo do Ciclo Básico é criar essa base sólida de conhecimentos indispensáveis à formação profissional. Portanto, para futuros engenheiros, nesse período, pode ser visto disciplinas como:

  • Introdução à Engenharia;
  • Introdução ao cálculo de Matemática e Física;
  • Química e Biologia básica;
  • Introdução à Computação;
  • Cálculo Intermediário e Avançado;
  • Introdução ao Desenho Técnico;
  • Administração para Engenharia;
  • Introdução à Metodologia Científica;
  • Etc.
Ciclo Básico Engenharia
Imagem reproduzida de Univiçosa

Veja Também: Saiba como funciona o uso da nota de corte em Engenharia

Como se preparar para o Ciclo Básico?

Separamos seis dicas especiais sobre o que você pode fazer para ir super bem no Ciclo Básico da sua faculdade de Engenharia. Anote aí!

  1. Mantenha uma rotina regrada de estudos extraclasse: vale montar o seu próprio calendário personalizado, discriminando quantas horas por dia pode separar para realizar as leituras e fazer os exercícios propostos em aula, pode usar até o despertador para lembrar.
  2. Vá criando um resumo das matérias estudadas: esse resumo servirá para quando precisar realizar suas revisões para as provas, use cores diferentes para chamar atenção daquilo que mais sente dificuldade de aprender, e não esqueça de separar as anotações por matérias.
  3. Crie uma “cola” com as principais fórmulas: não será possível usar isso durante a prova, mas pelo menos na hora de realizar os exercícios, servindo de auxílio até você memorizar tudo.
  4. Consulte modelos de provas: converse com colegas que já realizaram as disciplinas para saber como os exercícios costumam ser apresentados nas avaliações – é bom que nesse meio tempo você já criará amizades e uma boa rede de contatos para parcerias futuras.
  5. Saia do caderno e vá para o computador: quem trabalha com Engenharia hoje em dia precisa estar familiarizado com softwares de conferência de cálculos. Use esse tempo do Ciclo Básico para ir treinando.
  6. Busque formas de controlar o nervosismo e ansiedade: vale fazer meditação, exercícios de respiração e mais para se manter relaxado e tranquilo, porque qualquer coisa do contrário pode causar bloqueio de memória. Portanto, cuidado! Não exagere na cobrança! Faça exercícios, coma bem, durma bem. E se mesmo assim sua saúde não melhorar, pode ser bom consultar um profissional. Todos deveriam fazer terapia, sobretudo nestes momentos tão sobrecarregados da vida pessoal e profissional.

Sua caminhada para se tornar um engenheiro só está começando! Força, foco e fé!


Fontes: Tabula.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo