Engenharia 360

Um tour por dentro do Museu da Mercedes-Benz na Alemanha

Engenharia 360
por Redação 360
| 16/05/2022 | Atualizado em 05/06/2022 4 min

Um tour por dentro do Museu da Mercedes-Benz na Alemanha

por Redação 360 | 16/05/2022 | Atualizado em 05/06/2022

Por Flavia Garcia
Publicitária, mora há 2 anos e meio em Stuttgart.

Localizado na cidade de Stuttgart, a 600 quilômetros da capital Berlim, o Museu da Mercedes-Benz parece mais uma visita ao futuro, do que ao passado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com uma estrutura moderna, é uma imersão na trajetória da marca e de seus fundadores, mas também na evolução do automóvel em meio a acontecimentos importantes da nossa história.

Museu da Mercedes-Benz
Imagem reproduzida de wikimedia

Quando falamos em carros da Mercedes-Benz, associamos a luxo, qualidade e tecnologia. A mais antiga empresa de automóveis do mundo, fundada em 1924 por Karl Benz e Gottlieb Daimler, foi responsável não apenas por veículos, mas pelo desenvolvimento de motores e outras tecnologias que usamos até hoje.

Além do museu, a cidade de Stuttgart também abriga a sede e a fábrica da Mercedez-Benz. A empresa é responsável por empregar uma parte dos estrangeiros que se mudam para a região.

A visita ao museu começa em um elevador bem futurístico que nos leva ao último andar do prédio. É lá que conhecemos o primeiro dos “carros”: o cavalo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Museu da Mercedes-Benz
Imagem de Flavia Garcia

No mesmo pavimento podemos contemplar o primeiro modelo de automóvel, patenteado em janeiro de 1886 por Karl Benz. Motorwagen, como foi batizado, tinha um motor monocilíndrico de quatro tempos e 954 cilindradas e era capaz de percorrer curtas distâncias e em uma velocidade inferior a 15 km / h.

Curiosidade…

A primeira viagem de carro de longa distância foi feita por Bertha Benz, esposa de Karl Benz, e aparentemente sem o conhecimento do marido. Ela percorreu 194 km na companhia dos dois filhos adolescentes, entre as cidades alemãs de Mannheim e Pforzheim.

Museu da Mercedes-Benz
Imagem de Flavia Garcia

No meio do caminho, ela comprou benzina em uma farmácia para usar como combustível, fazendo com que este fosse o primeiro posto de combustível da história.

O circuito continua através de ladeiras circulares que revelam andares temáticos com uma timeline da história do automóvel. A produção em massa permitiu que mais pessoas tivessem acesso a um carro, dando início a um novo comportamento coletivo: as viagens a lazer.

Ao longo de todo o percurso, estão instalados painéis onde podemos ver ano a ano acontecimentos históricos importantes e como eles se relacionam e evoluem no mesmo passo que a tecnologia e as engenharias.

As grandes guerras e os arsenais mais eficazes entre uma e outra, as mudanças políticas, as viagens espaciais, as pesquisas científicas… Como a história de um engenheiro mecânico alemão que descobriu por acidente um raio capaz de revelar o que há por baixo do tecido humano. Pela descoberta, ele ganhou o Primeiro Prêmio Nobel de Física em 1901.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Museu da Mercedes-Benz
Imagem de Flavia Garcia

Esse cuidado em documentar o progresso tecnológico é para mostrar como o desenvolvimento e investimento em um setor beneficia vários outros. Projetar um motor mais potente requer conhecimentos que favorecem o avanço em outras áreas.

E por falar em motor… Por que Mercedes-Benz?

Foi em 1899, quando um empresário rico encomendou aos engenheiros de Karl Benz um motor novo e mais rápido. Ele prometeu comprar 36 automóveis se nomeasse o novo motor com o nome de sua filha: Mercedes.

Museu da Mercedes-Benz
Imagem de Flavia Garcia

Já nos últimos pavimentos, é possível visitar uma área totalmente dedicada aos carros famosos da Mercedes-Benz, aqueles sendo estrelas de filmes ou que pertenceram a alguma celebridade.

Estamos falando do papamóvel, carro da Lady Di, Nicolas Cage, Jurassic Park… Tem até foto do artista com o automóvel. Vale uma paradinha mais demorada nessa ala!

Museu da Mercedes-Benz
Imagem de Flavia Garcia

Na última parte, a emoção toma conta com os carros de corrida. Mesmo estáticos, a impressão que se tem é que estão em movimento, com o ambiente tomado pelo som dos motores e um show de cores vibrantes para os amantes de carros.

Museu da Mercedes-Benz
Imagem de Flavia Garcia

Antes de encerrar a visita, a Mercedes-Benz joga nossa imaginação lá para frente, com a projeção do que serão os carros voadores e de tudo que se espera para o futuro do automóvel.

O museu abre para visitas de terça a domingo e o ingresso custa 10 euros.


Antes de deixar este artigo, veja outras imagens do Museu da Mercedes-Benz:

Museu da Mercedes-Benz
Imagem de Flavia Garcia
Vídeo de Flavia Garcia
Vídeo de Flavia Garcia
Vídeo de Flavia Garcia
Vídeo de Flavia Garcia

Fontes: Mercedes-Benz.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.