Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Metodologia IKIGAI: Como se manter motivado e produtivo

Engenharia 360
por Andreza Ribeiro
| 06/05/2020 4 min

Metodologia IKIGAI: Como se manter motivado e produtivo

por Andreza Ribeiro | 06/05/2020
Copiado!

Nesses tempos modernos as coisas vêm acontecendo com uma grande dinâmica, o que era novidade ontem, hoje já não é mais. Portanto, informações que nossos avós recebiam ao longo de toda uma vida nos é jogada na cara em poucas semanas. A novidade de hoje, já será substituída por outra amanhã.

De fato, a sociedade está modificando seus padrões, as grandes companhias e corporações também estão, e em meio a todo esse caos, as chances de nos perdermos é grandiosa. Com isso, somos cada dia mais cobrados e não sabemos como lidar. É nesse sentido que a metodologia IKIGAI pode ajudar.

O que significa ter uma vida (iki, em japonês) em harmonia com seus desejos e expectativas (kai)?

Não existe uma tradução direta para o termo. No entanto, o mais próximo que se pode chegar é a descrição feita por Ken Mogi, autor do livro Ikigai: Os cinco passos para encontrar seu propósito de vida e ser mais feliz (Astral Cultural, 2018). “Ikigai é a sua razão de viver”, diz o neurocientista japonês. Segundo o autor, é “muito importante identificar as coisas que você gosta de fazer e que te dão prazer, porque elas dão propósito à vida e levam a uma existência longa e feliz“.

livro e caneca em um parapeito

Uma metodologia de autoconhecimento que aborda diversas áreas e intersecções da vida pessoal e profissional. Assim, alinha seus valores, expectativas, desejos e possibilidades reais de trabalho.

Certamente, quando o trabalho é motivado por um propósito pessoal e há alinhamento entre seus valores individuais e os valores de uma organização, você fica mais satisfeito e produtivo – o que beneficia todo mundo.

É a felicidade que vem de sempre ter algo para fazer, de estar ocupado.“, diz Francesc Miralles, que, junto com Héctor García, escreveu o livro Ikigai: Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz (Intrínseca, 2016). Ou seja, a ideia por trás disso é que, “se você encontra algo que dê sentido à sua vida, isso o faz seguir em frente e o mantém motivado.”, diz Miralles.

O Ikigai é moldado pela intersecção de quatro dimensões básicas: a sua paixão, a sua profissão, o seu talento (vocação) e a sua missão de vida.

esquema da metodologia ikigai
Fonte: Ikigai Brasil

Como moldar seu Ikigai?

Na primeira seção (o que amo fazer), está é a motivação mais profunda do indivíduo. Questione-se: Qual é sua paixão? O que ama? Pense no conselho de Warren Buffet: o que você faria se não precisasse de dinheiro?

Na segunda seção (o que posso fazer bem), a proposta é aproximar-se de sua vocação de maneira mais prática. Questione-se: No que você é bom? Quais são seus pontos fortes? O que sabe que pode fazer bem? O que outros valorizam em você? Pergunte também para amigos, colegas e familiares.

Na terceira seção (o que posso ser pago para fazer), a visão é mais realista: Onde você poderia trabalhar? Que profissão poderia exercer que esteja alinhada com suas reflexões anteriores? O que você faz e que outros estão dispostos a pagar? Pense no maior número de trilhas possível.

Na quarta seção (o que é bom para mundo) é um tanto mais abstrata, mas nem por isso menos importante. Qual é sua missão na Terra? O que você pode conquistar que ajudará outros, tornar o mundo melhor ou agregar valor social? Acredite: todo mundo guarda isso dentro de si.

Seria o Ikigai o segredo da longevidade?

Se você acha seu Ikigai, as pequenas coisas que dão significado à vida podem te ajudar a preservar sua saúde por mais tempo. Pesquisas mostram que, ao saber seu propósito na vida, as pessoas fazem escolhas melhores sobre dieta e estilo de vida.

Estudos realizados pela Universidade Tohoku, em Tóquio, que investigam o sentido e significado da vida e sua correlação com a taxa de mortalidade em idosos. Diz que há uma correlação entre longevidade e ter uma razão de viver: seu sistema imunológico – e, em especial, um tipo de glóbulo branco, o neutrófilo – atua melhor, ajudando a mantê-los saudáveis por mais tempo.

Em uma outra pesquisa, a neuropsicóloga americana Patricia Boyle, do Centro Rush para Mal de Alzheimer, em Chicago, acompanhou 900 idosos que corriam o risco de desenvolver demência em um período de sete anos. Ela concluiu que aqueles com uma boa noção de seu propósito de vida tinham 50% menos chances de ficar doentes.

Aspectos fundamentais

  • Pare de atuar no piloto automático: pergunte a si mesmo diariamente se o que você faz lhe traz felicidade.
  • Não se compare a ninguém, não deseje ter o mesmo que os outros. Você é a sua própria referência.
  • Todos nós temos talento. Porque sempre há algum tipo de habilidade excepcional que nos diferencia dos outros e que devemos aproveitar, nos apropriarmos dela e desfrutá-la.
  • É uma dimensão que nos dá energia todas as manhãs e que se traduz em uma série de atividades diárias nas quais desejamos continuar investindo o nosso tempo para fazer cada vez melhor.
  • O Ikigai é o oposto da passividade ou do conformismo. Pois ele exige muito de você e o faz se sentir vivo, livre e cheio de energia, independentemente da sua idade ou do seu estado físico.

Vale ressaltar que as dicas acima não estão dispostas para que você se sinta pressionado a encontrar seu Ikigai. Este despertar pode ir acontecendo ao longo da vida. Trabalhar com satisfação aumenta a nossa auto-estima e melhora o nosso humor.

O que você achou dessa metodologia? Deixe sua opinião nos comentários!

Copiado!
Engenharia 360

Andreza Ribeiro

Graduando em Engenharia de produção, possui certificado em Business English realizado em Toronto na Stafford House Internacional. Interessada em Gestão, Finanças e Inovação, além de ser apaixonada em astronomia e viajar o mundo.

Comentários