Engenharia 360

Ondulações no asfalto: mestre de obras aposentado inspira com seu TCC em Engenharia Civil

Engenharia 360
por Redação 360
| 19/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023 4 min

Ondulações no asfalto: mestre de obras aposentado inspira com seu TCC em Engenharia Civil

por Redação 360 | 19/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Engenharia 360

Então, você já desistiu de cursar o Ensino Superior por conta da sua idade? Que pena! Talvez você esteja enganado na sua escolha! Primeiro porque, depois de tanta experiência de vida, os mais velhos são capazes de aproveitar bem mais o que é transmitido nas aulas, sabia disso? A maturidade, nos faz refletir mais seriamente sobre diversas questões. O mestre de obras Ubiraci da Silva Macêdo, hoje com 60 anos, apostou na sua capacidade e resolveu cursar a faculdade de Engenharia Civil. Sua história, pouco a pouco, viralizou nas redes sociais por conta da aprovação do seu TCC. Saiba mais a seguir!

Engenharia civil
Imagem reproduzida de G1 – Globo

Ingresso na faculdade

Ubiraci faz sua faculdade em Macapá, capital do estado do Amapá e já ingressou no curso de Mestrado. Ele é dos 18 acadêmicos formandos em Engenharia Civil de uma turma que, inicialmente, tinha 120 alunos inscritos. Antes disso, ele trabalhou por 25 anos como mestre de obras. E também chegou a atuar em empreendimentos como marceneiro. Quanto à universidade, diz que sua motivação partiu de uma sobrinha; de acordo com ele, foi ela que o inspirou com seu discurso ao se formar na faculdade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia civil
Imagem reproduzida de G1 – Globo

“Eu tava trabalhando com meu irmão que tinha uma empresa de construção, eu era o encarregado dele. Ele chegou um dia na obra e apresentou a filha de 22 anos como a nova funcionária que tinha acabado de se formar como engenheira civil. Aí eu fui saber como funcionava o curso e abri os olhos pra estudar.”

“Me sinto realizado profissionalmente, gosto de trabalhar em canteiro de obra, de ver nascer a obra e o término. Esse é um grande prazer. Eu sempre tive vontade de ver meu nome na placa da obra como ‘engenheiro técnico responsável’ e hoje eu já começo a ver o meu sonho sendo realizado.”

– Ubiraci, em reportagem de G1.

TCC em Engenharia Civil

A história de Ubiraci ganhou fama na Internet depois que seu filho postou um texto contando a sua história. E o que chamou a atenção dos internautas não foi só o fato dele cursar a faculdade de Engenharia Civil com idade mais avançada, que foi uma experiência a parte – lembrando que a maioria dos vestibulando são jovens recém-saídos da escola -, mas o tema do seu TCC, sobre ondulações no asfalto de Macapá.

Engenharia civil
Imagem reproduzida de Jornal A Voz da Serra

O seu trabalho de conclusão abordou os tipos de pavimentações asfálticas usadas vias urbanas do município, focando nos problemas recorrentes, como as ondulações. Para você entender melhor a questão, resolvemos trazer algumas explicações rápidas. Veja!

O que são pavimentações asfálticas?

Pavimentações asfálticas são um tipo de revestimento composto da mistura de agregados e ligantes asfálticos. Este é basicamente formado por quatro camadas principais: revestimento asfáltico, base, sub-base e reforço do subleito.

Engenharia civil
Imagem reproduzida de Blog Asfalto de Qualidade

Quais os tipos de asfalto que existem?

  • Cimento Asfáltico de Petróleo: está presente em revestimentos de altíssimo padrão, por exemplo, o Concreto Betuminoso Usinado à Quente.
  • Asfalto Diluído de Petróleo: normalmente utilizado para a impermeabilização da base de onde será feito o pavimento.
  • Emulsão Asfáltica: relacionada a revestimentos de médio a baixo padrão, como os tratamentos superficiais.
  • Asfalto comum: utilizado em ruas residenciais e composto de betume, areia, brita e pó de pedra.
  • Asfalto de borracha: composto por fragmentos de pneus usados, com alta resistência e flexibilidade, e custo de produção menor.
  • Asfalto verde: que leva óxido de titânio na mistura, permitindo absorver quase 50% da poluição do ar, além de ser permeável, contribuindo para a diminuição de enchentes e alagamentos de rodovias.
  • Asfalto poroso: mistura de asfalto com pedras pequenas, que permite que a água das chuvas seja captada e reutilizada para diversos fins.

Veja Também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quais as principais causas das ondulações no asfalto?

São algumas das causas mais comuns para ondulações no asfalto:

  • frenagem e trânsito de veículos pesados;
  • altas temperaturas do solo – onde a capa asfáltica se amolece e gera um esforço no pavimento;
  • solo de base da pavimentação arenoso demais, mal aterrado, terraplanado ou compactado, gerando problemas estruturais;
  • trabalhos mal feitos de recapeamento;
  • preparo errado do concreto betuminoso;
  • e contaminação da mistura asfáltica e a falta de aeração das misturas líquidas de asfalto.
Engenharia civil
Imagem reproduzida de GZH

Como evitar as ondulações no asfalto?

São as recomendações apresentadas por especialistas em Engenharia Civil:

  • buscar sempre o concreto betuminoso em Cariacica (ES) de melhor qualidade, com mistura feita de forma correta e com profissionalismo;
  • atentar também ao processo de pavimentação;
  • realizar manutenção periódica e adequada do asfalto, garantindo o bom rolamento das vias, fora a segurança e capacidade de suporte da carga do tráfego;
  • e sempre contar com o controle de planejamento e avaliações de especialistas.
Engenharia civil
Imagem reproduzida de Infra Brasil

Fontes: G1, Wasaki, Vila Betume.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo