Engenharia 360

Os Arranha-Céus Verdes: conheça os maiores Jardins Verticais do mundo

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 12/04/2023 4 min
Imagem de UNstudio via SustentArqui

Os Arranha-Céus Verdes: conheça os maiores Jardins Verticais do mundo

por Simone Tagliani | 12/04/2023
Imagem de UNstudio via SustentArqui
Engenharia 360

Jardins verticais são estruturas que permitem o cultivo de plantas em superfícies verticais, como paredes externas de edifícios, muros e cercas. Eles permitem a integração da natureza em áreas urbanas onde o espaço horizontal é limitado e trazem benefícios ambientais e sociais, como a redução da poluição do ar e sonora, melhora do microclima local e aumento da biodiversidade. Também proporcionam espaços de lazer e interação social.

O Engenharia 360 selecionou alguns exemplos de arranha-céus e jardins verticais notáveis em todo o mundo. Entre eles está o próximo edifício mais alto da Austrália, cujas imagens foram recentemente divulgadas na internet. A construção já está avançada e deve ser concluída em 2027, sendo surpreendente por abrigar o maior jardim vertical do mundo. Confira!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Green Spine, Austrália

Esse projeto australiano, em escala sem precedentes, será uma cidade dentro de uma cidade. Composto por duas torres retorcidas, terá cerca de 100 andares e se estenderá até o nível 93 com residências. O Green Spine é a grande estrela do projeto, uma extensão vertical do Vizinho Botanical Garden e Southbank Boulevard, com plataformas, terraços e varandas verdes que se estendem verticalmente no topo mais alto do edifício. O objetivo é aumentar as áreas verdes na região, a mais densamente povoada de Melbourne.

jardins verticais
Imagem de UNstudio via Architect Magazine
jardins verticais
Imagem de UNstudio via ArchDaily

One Central Park, Sydney

Mais um jardim vertical da Austrália, considetado um dos maiores do mundo, com uma parede verde de 116 metros de altura e 1.200 metros quadrados de área verde. Ele está localizado no centro da cidade, próximo a um grande parque, e foi projetado pelo arquiteto francês Jean Nouvel. O jardim é composto por cerca de 35.000 plantas de 383 espécies diferentes, criando uma paisagem única em plena cidade. A estrutura é regada por meio de um sistema de irrigação automático e é iluminada à noite, criando uma vista espetacular.

jardins verticais
Imagem reproduzida de urbanNext

Santalaia, Bogotá

Agora um exmeplo da Colômbia. Este jardim vertical é uma estrutura curva com mais de 3.100 metros quadrados de área verde, criando uma paisagem única e natural em plena cidade. Ele está localizado em um parque público e foi projetado pelo arquiteto Paisajes Emergentes. O jardim é composto por cerca de 115.000 plantas de 10 espécies diferentes, criando um ambiente natural que ajuda a purificar o ar e reduzir a temperatura ambiente. A estrutura é regada por meio de um sistema de irrigação automático e é iluminada à noite, criando uma vista espetacular para quem passa pelo local.

jardins verticais
Imagem reproduzida de Groncol via Greenroofs

É importante ressaltar que a classificação dos maiores jardins verticais pode mudar com o tempo, já que novos projetos podem ser criados e novas estruturas podem ser adicionadas aos existentes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bônus | Estruturas para instalação de jardins verticais em edifícios

Existem várias estruturas de engenharia que podem ser utilizadas para instalação de jardins verticais em fachadas de edifícios, dependendo do tipo de vegetação que se deseja cultivar, das condições climáticas da região e das características da edificação. Algumas opções incluem:

Sistema de treliças metálicas

Uma estrutura de metal em forma de grade que pode ser instalada na parede, permitindo que as plantas cresçam e se espalhem pelos espaços da treliça. Essa opção é adequada para plantas que possuem caules ou ramos que se agarram facilmente a superfícies, como trepadeiras, por exemplo.

Painéis modulares

São painéis pré-fabricados com substrato, irrigação e drenagem integrados, que podem ser fixados diretamente na fachada do edifício. Eles possuem vários espaços para o plantio de diferentes tipos de plantas e são uma boa opção para quem deseja criar um jardim vertical com uma grande variedade de espécies.

jardins verticais
Imagem reproduzida de Ecotelhado

Veja Também: Como é o dia-a-dia de trabalho do engenheiro na mineração?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sistemas hidropônicos

São estruturas que utilizam água para o cultivo de plantas, sem o uso de solo. Essa opção é ideal para edifícios com fachadas que não possuem espaço para o plantio de plantas em vasos ou que possuem uma grande exposição ao sol, o que pode prejudicar o desenvolvimento das plantas.

jardins verticais
Imagem reproduzida deVertigarden

Bolsas de plantio

São sacolas de tecido que podem ser fixadas na parede, permitindo o plantio de diferentes tipos de plantas. Essa opção é mais indicada para espécies de pequeno porte e para quem deseja criar um jardim vertical com uma aparência mais natural e orgânica.

A escolha da estrutura de engenharia ideal para instalação de um jardim vertical em fachadas de edifícios deve levar em consideração não apenas as características das plantas a serem cultivadas, mas também as condições da fachada do edifício, a necessidade de manutenção e irrigação das plantas e as questões estéticas e funcionais do projeto. Por isso, é recomendável contar com a ajuda de um profissional especializado em paisagismo ou jardinagem para planejar e instalar um jardim vertical de forma segura e eficiente.

Veja Também:


Fontes: Blog Canal da Engenharia.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada nos cursos de Arquitetura & Urbanismo e Letras Português; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital, Marketing Digital, Gestão de Projetos, Transformação Digital e Negócios; e proprietária da empresa Visual Ideias.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo