Engenharia 360

Proteja-se contra o ruído: a ciência por trás do isolamento sonoro em edifícios

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 13/04/2023 | Atualizado em 16/04/2023 5 min
Imagem de andreas em Freepik

Proteja-se contra o ruído: a ciência por trás do isolamento sonoro em edifícios

por Simone Tagliani | 13/04/2023 | Atualizado em 16/04/2023
Imagem de andreas em Freepik
Engenharia 360

Devemos nos preocupar e fazer isolamento sonoro em edifícios porque o excesso de ruído pode ter efeitos negativos na saúde, como estresse, problemas de sono e até mesmo perda auditiva. Além disso, o barulho pode afetar negativamente a qualidade de vida das pessoas, interferindo na comunicação, no trabalho e no descanso. O isolamento sonoro pode ajudar a reduzir o nível de ruído, proporcionando um ambiente mais saudável e confortável para os ocupantes do edifício.

isolamento sonoro
Imagem de Freepik

Veja Também: O que se aprende no curso de Engenharia Acústica?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Noções sobre isolamento sonoro

O isolamento sonoro em edifícios é fundamental para garantir a privacidade entre os ambientes, reduzir a propagação de ruídos e proporcionar conforto aos ocupantes. Para isso, é necessário utilizar materiais com massa suficiente para criar resistência à transmissão sonora e eliminar frestas que possam permitir a passagem de som.

A perda de transmissão sonora (PT) é um fator importante a ser considerado. A saber, para calcularmos a perda de transmissão sonora em ambientes, precisamos da informação do coeficiente de transmissão sonora (τ), determinado em testes de laboratório e dado pela equação:

PT= 10 log(1/ τ)

Outra forma de representar esse fator, é calculando o índice de redução sonora (R) o qual, em geral, é apresentado pelo valor ponderado (Rw) tão presente nos manuais de produtos acústicos de qualidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como aumentar isolamento acústico em ambientes

A lei da massa é uma forma simples de prever o isolamento sonoro de um elemento construtivo, onde o aumento da massa resulta em um aumento de 6 dB na perda de transmissão. No entanto, aumentar a massa nem sempre é viável na prática, especialmente para a alvenaria estrutural, que exigiria paredes com espessuras impraticáveis. Mas há soluções para aumentar a distância entre os ambientes e criar uma barreira acústica mais eficiente.

Parede dupla de isolamento

Por exemplo, isolar 10 dB de som em alvenaria estrutural pode exigir uma parede com espessura praticamente impraticável - já que demanda uma grande quantidade de material, uma fundação adequada e ocupa muito espaço útil do ambiente. Por isso, é preciso buscar outras soluções, como a parede dupla, que aumenta a eficiência acústica sem requerer uma espessura excessiva.

isolamento sonoro
Imagem reproduzida de AECweb

Ao construir qualquer estrutura, é importante considerar o peso total para evitar sobrecarregar a fundação e evitar problemas futuros. Uma parede de cerca de 55 cm pode não ser eficaz para o isolamento acústico, sendo mais viável usar paredes duplas ou triplas.

O isolamento de baixas frequências é um desafio constante, e uma camada de ar mais ampla entre as paredes pode melhorar a eficiência do isolamento acústico. Além disso, preencher a camada de ar com materiais de absorção acústica pode ajudar, mas apenas como parte de um sistema construtivo. Em comparação com a camada de ar, um sistema com material absorvente pode proporcionar um isolamento acústico extra de 6 a 9 dB em uma parede dupla.

Veja Também: Conheça nova técnica de montagem em 3D que usa campos sonoros holográficos compactos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sistemas construtivos mais utilizados para isolamento sonoro

A eficácia do isolamento acústico pode ser avaliada pela diferença padronizada de nível ponderada, que é um descritor técnico difícil de medir. A norma ABNT NBR 15575-5 classifica o desempenho dos elementos de acordo com esse descritor, incluindo não apenas o isolamento acústico, mas também o condicionamento acústico. A norma também fornece uma estimativa simplificada da inteligibilidade da fala em um ambiente adjacente com base no isolamento sonoro e no nível de ruído do ambiente. Os valores de classificação do desempenho são M (mínimo), I (intermediário) e S (superior).

Para avaliar a eficácia do isolamento sonoro entre diferentes materiais de parede, como alvenaria com blocos cerâmicos, blocos de concreto e drywall, pode-se estimar em termos de incidências normais, de campo e aleatória. A incidência de campo é a mais próxima da transmissão sonora que ocorre na prática, e é descrita matematicamente pela lei da massa.

Alvenaria tradicional

A alvenaria tradicional no Brasil é feita por mão de obra pouco qualificada, enquanto a alvenaria racionalizada utiliza blocos de melhor qualidade e um projeto prévio mais eficiente, o que evita o desperdício de material. Mas a alvenaria estrutural é um sistema construtivo racionalizado. Comparando a alvenaria estrutural com o bloco cerâmico e o drywall, a alvenaria apresenta vantagens em relação à acústica, e as densidades superficiais são muito próximas, o que exige menos da fundação da construção em relação aos blocos de cerâmica.

isolamento sonoro
Imagem de pvproductions em Freepik

A alvenaria de tijolos cerâmicos parece ser mais eficiente em termos de isolamento sonoro quando comparada com a mesma espessura de reboco. No entanto, saiba que outros fatores também podem influenciar na escolha do material de parede, e softwares modernos podem fornecer cálculos mais precisos.

Blocos de concreto

Blocos de concreto são utilizados em sistemas estruturais e suportam a carga distribuída ao longo da fundação, enquanto construções convencionais utilizam pilares e vigas para suportar a carga entre as paredes. Os blocos de concreto possuem melhor desempenho acústico do que os blocos cerâmicos devido à sua densidade 30% maior.

Agora vem uma dica, sobre um material que poucos dominam e que pode ajudar no isolamento acústico! A vermiculita é um mineral utilizado na construção civil em argamassas, concretos leves e reboco, além de poder ser usada em contrapisos para aliviar a carga na estrutura. Aditivos como a vermiculita expandida podem ser adicionados aos blocos para melhorar o isolamento sonoro, com estudos de caso mostrando um ganho de 10 dB no isolamento quando adicionado ao bloco de concreto. No entanto, no contrapiso, a espessura da laje pode precisar ser aumentada em até 60% em relação ao projeto.

isolamento sonoro
Imagem de Oleksandr Ryzhkov em Freepik

Gesso acartonato

Drywall é um material usado na construção civil que é um ótimo isolante acústico e pode ter melhor desempenho do que a alvenaria comum para a mesma espessura de parede. Ele é versátil, com configurações variando de acordo com a largura dos perfis estruturais e a forma como será montado. Existem diferentes tipos de placas de gesso para trabalhar isolamentos sonoros e outras características específicas.

As sete principais vantagens do drywall incluem flexibilidade, conforto acústico e térmico, proteção ao fogo, resistência à umidade e facilidade de limpeza, além de ser rápido e fácil de instalar e mais barato do que a alvenaria tradicional. No entanto, o drywall não é resistente às intempéries e pode precisar de acessórios específicos para a instalação de objetos na superfície.

isolamento sonoro
Imagem de Freepik

Veja Também:


Fontes: Portal Acústica.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada nos cursos de Arquitetura & Urbanismo e Letras Português; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital, Marketing Digital, Gestão de Projetos, Transformação Digital e Negócios; e proprietária da empresa Visual Ideias.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo