Engenharia 360

Reaproveitando o lodo de estações de tratamento de água: alternativas sustentáveis

Engenharia 360
por Redação 360
| 22/03/2023 | Atualizado em 10/07/2023 5 min
Imagem reproduzida de IMA

Reaproveitando o lodo de estações de tratamento de água: alternativas sustentáveis

por Redação 360 | 22/03/2023 | Atualizado em 10/07/2023
Imagem reproduzida de IMA
Engenharia 360

As estações de tratamento de água são instalações que processam água bruta para remover impurezas, contaminantes e organismos nocivos, tornando-a segura para o consumo humano e outros fins. O processo de tratamento pode incluir várias etapas, dependendo da qualidade da água bruta e dos requisitos para a qualidade final da água. No texto a seguir, o Engenharia 360 aborda as etapas comuns envolvidas em uma estação de tratamento de água, os profissionais envolvidos em sua operação e o subproduto gerado durante o processo.

O que são estações de tratamento de água?

As estações de tratamento de água são instalações que purificam a água para torná-la segura para o consumo humano. O processo inclui várias etapas, como coagulação, sedimentação, filtração, desinfecção e ajuste de pH. Após o tratamento, a água é armazenada antes de ser distribuída para casas e empresas. As estações de tratamento de água são cruciais para garantir a segurança do abastecimento de água potável e proteger a saúde pública.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

lodo de estações de tratamento de água
Imagem Divulgação Prolagos via Globo

Quais profissionais trabalham em estações de tratamento de água?

Diferentes profissionais trabalham juntos em estações de tratamento de água, incluindo engenheiros ambientais, químicos, operadores de tratamento de água, técnicos em tratamento de água, encarregados de manutenção, especialistas em controle de qualidade, gerentes de projeto, especialistas em segurança do trabalho, engenheiros elétricos, especialistas em meio ambiente, encarregados de logística, especialistas em comunicação e equipes de limpeza e manutenção. A saber, esses profissionais colaboram para garantir que a água tratada seja segura para consumo humano e atenda aos padrões de qualidade regulatórios.

lodo de estações de tratamento de água
Imagem reproduzida de Acemax

Veja Também: Revelamos à você quais as 5 etapas para o tratamento de água

O que é lodo de estações de tratamento de água?

O lodo de estações de tratamento de água é um subproduto gerado durante o processo de tratamento de água em estações de tratamento de água. Tal material é composto principalmente de sólidos que são removidos da água durante o tratamento. Esses sólidos incluem lodo biológico, areia, lodo primário e produtos químicos que são usados no tratamento da água.

A massa é, então, removida do processo de tratamento de água por meio de um processo chamado de desidratação, que envolve a remoção da água contida no lodo. Depois de desidratado, o lodo pode ser tratado e descartado ou usado para outras finalidades, como produção de energia, fertilizantes e compostagem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

lodo de estações de tratamento de água
Imagem reproduzida de Tera Ambiental

A gestão adequada do lodo é um aspecto importante da operação de uma estação de tratamento de água, uma vez que o lodo pode conter substâncias potencialmente perigosas, como patógenos, metais pesados e produtos químicos. As regulamentações governamentais e normas ambientais são seguidas para garantir que o lodo seja gerenciado de forma segura e ambientalmente correta.

lodo de estações de tratamento de água
Imagem reproduzida de UFMG

O que a Engenharia pode fazer com o lodo de estações de tratamento?

A Engenharia pode desempenhar um papel importante na gestão do lodo de estações de tratamento de água, transformando-o em um recurso valioso e útil. O objetivo é transformar o lodo em um recurso útil e minimizar os impactos ambientais negativos associados ao descarte do lodo. Abaixo estão algumas das principais aplicações:

  • Incineração: o lodo pode ser incinerado para produzir energia, uma vez que contém material orgânico que pode ser queimado para gerar calor.
  • Digestão anaeróbica: o lodo pode ser digerido anaerobicamente para produzir biogás, que pode ser usado como fonte de energia renovável.
  • Compostagem: o lodo pode ser compostado para produzir um fertilizante orgânico rico em nutrientes, que pode ser utilizado em jardins, campos agrícolas e paisagismo.
  • Landfill: o lodo pode ser depositado em aterros sanitários com controle adequado, mas essa não é uma solução sustentável a longo prazo.
  • Secagem térmica: o lodo pode ser desidratado por secagem térmica, removendo a umidade e reduzindo o volume do lodo. Esse processo também esteriliza o lodo, o que pode ser importante para o descarte seguro.
  • Tratamento químico: o lodo pode ser tratado com produtos químicos para remover os contaminantes e reduzir os riscos ambientais.
lodo de estações de tratamento de água
Imagem reproduzida de Unicamp
lodo de estações de tratamento de água
Imagem reproduzida de qualidadeonline's Blog

Veja Também: Engenharia Sanitária: para construção e ampliação de sistemas de água e esgoto

Exemplos de caso

Substituto de areia na construção civil

Um estudo conduzido no Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) avaliou o uso de lodo resultante do tratamento de água como insumo para argamassas na construção civil. A conclusão foi de que a aplicação do lodo pode ser benéfica por dois motivos: evitar a poluição ambiental e reduzir a extração de matérias-primas como areia e cascalho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os pesquisadores exploraram as propriedades físicas e mecânicas do compósito cimentício e a resistência à corrosão de argamassas que utilizam o resíduo de lodo em substituição parcial da tradicional areia. Os resultados dos seus experimentos indicaram que o material pode ser usado em estruturas de concreto armado nas áreas urbanas.

Gás combustível e matéria-prima

Atualmente, menos de 5% do lodo sanitário é reaproveitado no Brasil. Mas empresas de saneamento no país estão investindo em projetos que transformam o lodo gerado nas estações de tratamento de água e esgoto em fonte de energia.

Por exemplo, o lodo pode gerar cerca de 6 milhões de metros cúbicos de gás por dia, equivalente ao mercado de gás natural veicular no país, segundo a Associação Brasileira do Biogás. Aliás, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP) tem um projeto piloto que transforma resíduos do tratamento de esgoto em combustível para veículos; e a Prolagos iniciou um projeto para transformar lodo em gás ou carvão vegetal para agricultura. Outros usos possíveis para o lodo incluem a produção de fertilizantes, adubos, tijolos e cerâmicas.

Veja Também:


Fontes: UOL, Globo.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, liderada pelo engenheiro Eduardo Mikail, e com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo