Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Ilhas Canárias podem ter sua demanda por energia supridas por Energia Eólica OffShore

Engenharia 360
por Beatriz Zanut Barros
| 23/10/2019 2 min

Ilhas Canárias podem ter sua demanda por energia supridas por Energia Eólica OffShore

por Beatriz Zanut Barros | 23/10/2019
Copiado!

Energia Eólica offshore promovem uma quantidade maior de energia em relação as instalações onshore. 

A principal diferença entre os dois tipos de geração de energia se da pelo seguinte fato: as instalações onshore são os parques eólicos em uma região na terra. E as instalações offshore são parques eólicos no meio do oceano.

Pequenas ilhas, como as Ilhas Canárias, não possuem espaço suficiente para uma usina de geração de energia onshore. Por isto, uma alternativa para gerar energia para estas ilhas, sem ocupar espaço e sem interferir com o turismo local é investir em instalações offshore.

offshore
Funcionamento de Energia Eólica offshore (Fonte: Iberdrola)

Um estudo elaborado pela Universidade de Las Palmas (ULPGC), e publicado pela Energy Magazine, chegou a seguinte conclusão: Se 12% do oceano ocupado pelas Ilhas Canárias for ocupado por Parques Eólicos offshore; A superfície das ilhas canárias podem gerar até 22 horas de energia consumida pelo território.

As ilhas canárias tem como objetivo fazer com que pelo menos 45% de sua energia gerada seja renovável até 2025. Afinal, 92% de sua energia vem das Usinas Térmicas; que emitem grande quantidade de CO2, e possuem um custo extremamente alto.

Para vocês terem uma noção de custo, hoje a produção de energia nas Ilhas Canárias custam em média 20€ por kilowatt/hour. Já na península Ibérica o custo da energia gira em torno de 5,7€ por kilowatt/hour.

offshore
Usina eólica offshore (Fonte: Iberdrola)

Hoje, o estudo para construir usinas offshore afirmam que existe a possibilidade de realizar a instalação em uma área que não é protegida, com a profundidade de cada equipamento em até 50 metros de profundidade.

Também, é importante reafirmar que o valor da produção de energia conseguirá ser 30% mais barato do que os preços praticados atualmente.

Leia Também: Aeronaves para produção de energia eólica

Copiado!
Engenharia 360

Beatriz Zanut Barros

Engenheira de Energia formada em 2018 pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestranda em Energia Renovável pela Universitat Politècnica de Catalunya em Barcelona. Acredito que o conhecimento é tudo que possuímos, e sou apaixonada pelas novas tecnologias que além de melhorar a qualidade de vida da população, não prejudicam o meio ambiente.

Comentários