Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

5 dicas para melhorar suas habilidades de comunicação como engenheiro(a)

Engenharia 360
por Kamila Jessie
| 03/03/2020 4 min

5 dicas para melhorar suas habilidades de comunicação como engenheiro(a)

por Kamila Jessie | 03/03/2020
Copiado!

A ideia de que pessoas com habilidades mais técnicas têm dificuldades de comunicação precisa acabar. Como profissionais de engenharia ou não, lidamos com pessoas o tempo inteiro e a comunicação efetiva pode ser sempre melhorada. Pensando nisso, a gente separou algumas dicas:

Mulher falando e gesticulando para um grupo de pessoas. Habilidades de comunicação. Engenharia 360.
Foto: Antenna.

1) Comece bem

Vencer o atrito estático é mais difícil, tal como iniciar uma boa conversa. Isso se aplica tanto a conversas casuais com seus colegas de trabalho quanto a apresentações na frente de clientes em potencial.

Tente praticar uma introdução sólida sobre quem você é e o que faz, sendo sempre gentil e evitando a “carteirada”, que pode deixar seu público acuado. Dê à tarefa um pouco de reflexão e experimente diferentes tipos de apresentações. Mas olha: é importante que você se certifique de que sua apresentação seja suave e confiante, sem que pareça ensaiada e que você consiga transmitir quem você é. Naturalidade é tendência até na comunicação com robôs e assistentes de voz, né?

Mas qual a vantagem disso? Quando tudo corre bem, você, como apresentador, se sente mais à vontade com o público e também expressa essa confiança. E a audiência fica mais à vontade também. Quando o ouvinte ou espectador sente que pode se relacionar com um apresentador tem muito mais probabilidade de responder bem a uma apresentação.

Mão feminina gesticulando durante uma conversa. Engenharia 360.
Foto: The Creative Exchange.

2) Analise seu público antes de falar

Ok, vamos regular o fluxo de palavras aqui. É muito importante verificar sua audiência antes de começar o discurso. Todo profissional tem uma gama de conhecimentos específicos em mente, que incluem questões que, para aquela categoria, podem ser triviais, mas extremamente complexas para outros segmentos.

É importante analisar o seu público e adaptar seu discurso a ele, afinal, você não quer soar arrogante e nem vir com uma verborragia de jargões que não vai permitir que os demais entendam o que você quer falar. Se o seu público não acompanhou o que você disse, sua comunicação não foi efetiva. Encare isso como um problema de engenharia onde sua audiência é o escopo de análise e você precisa de estratégias para lidar com ela, de forma que todos sejam contemplados sem que ninguém pareça mais ou menos inteligente ou que haja tédio para alguns ou desespero para outros durante essa comunicação.

3) Observe e se adapte

Uma das piores coisas que você pode fazer é chegar na frente de um grupo de pessoas e começar a ler sua apresentação e evitar qualquer resposta que você receber do público. Você não pode ignorar a audiência e fingir que está falando para uma sala vazia. Fique de olho nas pessoas com quem você conversa, dê espaço para que elas se manifestem – considerando, claro, as limitações da modalidade de apresentação – e seja responsivo às demandas.

Esse tipo de retorno só é possível quando você dá atenção ao público, seja observando linguagem corporal, seja ouvindo perguntas em momentos estratégicos da apresentação. Com isso, você pode adaptar o modo como expõe os assuntos, sentindo se a terminologia é adequada ou não, bem como a velocidade com a qual você percorre algum tema x.

Sala vazia. Melhorar habilidades de comunicação. Engenharia 360.
Foto: Nathan Dumlao

4) Solicite feedback

Este ponto exige que sejamos proativos e, possivelmente, diminuamos algum tipo de “orgulho” que possa existir aí. Se você estiver fazendo uma apresentação pública ou em que se sinta à vontade com o público, reserve um tempo para distribuir cartões de feedback ou formulários online, anônimos ou não.

Cabe observar que isso não é muito aplicável, por exemplo, depois de fazer uma apresentação para clientes em potencial. No entanto, obter feedback em ambientes que toleram isso, como depois de ministrar um curso, é muito útil.

Pegue as dicas e analise cada coisa humildemente, entendendo que pode estar sujeito a críticas duras, mas também a sugestões que podem alavancar sua abordagem. Contudo, se seguir o caminho do feedback anônimo for um pouco assustador, tente conversar com colegas de trabalho ou amigos que viram sua apresentação. Amigos geralmente são um pouco mais agradáveis ​​com suas palavras, mas podem fazer comentários verdadeiros.

Pessoa levantando a mão. Engenharia 360.
Foto: Marcos Luiz Photograph.

A chave para todas essas dicas é atenção com o público e com você e, além de tudo, esforço. Trabalhe para melhorar suas habilidades de comunicação e ela se tornará a habilidade mais poderosa que você possui.

5) Inspire-se

É natural ter admiração profissional e pessoal por algumas figuras públicas, então vale notar aspectos que se destacam nessas pessoas. Comunicação pode ser um deles. Aqui, a gente não sugere que você copie ninguém, mas repare traços interessantes no discurso de pessoas e profissionais que você admire e tente ver se isso é aplicável para a sua situação.

A gente aproveita a deixa para sugerir 21 perfis do Instagram para acompanhar o cotidiano da engenharia, que podem ser fontes de inspiração.

Leia mais: 9 dicas para arrasar na apresentação de trabalho da faculdade.

Fonte: Interesting Engineering.

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários