Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Estudante cria fusca movido à base de energia solar e eólica com sucata [Será que isso funciona?]

por Redação 360 | 17/08/2021

Quem valoriza mais potência do que estética vai adorar essa história, um fusca montado com sucata e que funciona melhor do que muitos carros caros!

Neste texto, vamos contar um pouco da história de um protótipo de fusca diferente criado pelo estudante Segun Oyeyiola, da Universidade Obafemi Awolowo, localizada na antiga cidade de Ifé, no estado de Oxum, na Nigéria. A trajetória desse estudante é mais um exemplo de como podemos usar os conhecimentos adquiridos na graduação para salvar o planeta e de que #engenhariatransforma!

fusca
Segun Oyeyiola – Imagem reproduzida de Pensar Contemporâneo

Séria preocupação com a saúde e o meio ambiente

Para o meio ambiente, os impactos mais conhecidos causados pela emissão de gases poluentes são o aquecimento global, o efeito estufa e também o chamado efeito smog – diminuição da visibilidade e chuva ácida que causa alterações no solo, nas águas e na vegetação. A saber, o dióxido de carbono prejudica gradualmente o clima, os ecossistemas e a agricultura.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A emissão de poluentes pelos automóveis causa, principalmente, graves danos às vias respiratórias das pessoas e animais. O efeito smog, pode causar inflamações no pulmão, dificuldades para respirar, intensificar asma, alergias e problemas cardíacos. Já o material particulado pode causar até mesmo câncer de pulmão. Diante disso, Segun sentiu que precisa fazer algo com o seu conhecimento para ajudar o planeta!

Veja Também: Efeito estufa – será que alterar o DNA de árvores poderia ajudar a combater este problema mundial?

Algumas substâncias tóxicas emitidas pelos automóveis

  • Monóxido de carbono (CO) – gás asfixiante, que diminui a oxigenação no sangue, causando tonturas, vertigens e alterações no sistema nervoso central, agravando problemas cardíacos e respiratórios. 
  • Dióxido de carbono (CO2) – principal causador do efeito estufa, por ser o gás emitido em maior quantidade.
  • Óxido de nitrogênio (NOx) – agrava problemas respiratórios, causa diminuição da imunidade e alterações celulares.
  • Metano (CH4) – o excesso de emissão contribui para o aquecimento global.
  • Hidrocarboneto (HC) – além de ser cancerígeno, provoca irritação nos olhos, nariz, pele e aparelho respiratório.
  • Material particulado (MP) – é a fumaça que sai do escapamento dos veículos, principalmente dos movidos a diesel; causa grandes danos ao sistema respiratório, irritação e desconforto, além de contribuir muito para o efeito estufa.

O fusca eco-friendly de Oyeyiola

Consciente dos prejuízos causados pelas substâncias tóxicas emitidas pelos automóveis, Oyeyiola resolveu construir um veículo movido a energias limpas, energia eólica e energia solar, a partir de sucatas. E olha que incrível, ele fez isso somente com um investimento de cerca de US$ 6.000!

O estudante passou um ano adaptando os materiais que conseguiu através de doações feitas por amigos e familiares para criar o seu veículo sustentável. Ele instalou um painel solar gigante no topo do Fusca. Depois, inseriu uma turbina eólica sob o capô – isso permite que o ar flua para a grade enquanto o fusca está em movimento, carregando a bateria, que fica localizada na parte de trás do carro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

fusca
Imagem extraída de Brand South Africa
veículo
Imagem extraída de Somos Verde
veículo
Imagem extraída de 4×4 Brasil – Portal Off-Road

Aprimoramento do protótipo

Oyeyiola diz que ainda está trabalhando na bateria do seu fusca, pois, hoje, ela leva de quatro a cinco horas para carregar. Para o veículo suportar o peso da bateria, o estudante construiu um forte sistema de suspensão. E esse fusca ainda ganhou um sistema de GPS que ajuda a monitorar o funcionamento – ou seja, verificar a “saúde” do carro. 

O diretor do departamento de Engenharia Física da Universidade de McMaster, localizada em Hamilton, Ontário, Canadá, e também orientador acadêmico para a equipe de carro solar da escola, Dr. John Preston, diz que nunca viu nada parecido como a “engenhoca” de Oyeyiola. Ele afirma que, se o veículo puder usar a energia eólica e a solar, juntas, significa que poderá ser dirigido tanto de dia quanto à noite.

veículo
Imagem reproduzida Fast Company

O sonho de Oyeyiola é mesmo criar carros a energia solar e energia eólica que aproveitem o clima quente e ensolarado da Nigéria. E, na sequência, seguir em suas melhorias até se tornar o carro do futuro da Nigéria.

Então, o que você achou da história? Escreva suas impressões nos comentários!


Fontes: Istoé Dinheiro, Click Petróleo e Gás.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.