Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Fundações em rocha: aplicações na construção de barragens

por Redação 360 | 05/03/2019

Neste texto, estudaremos e caracterizaremos as principais fundações em rocha para barragens. Fique por dentro do assunto!

O projeto de uma barragem deve ser elaborado, primordialmente, sempre em função do objeto ou objetos a que se propõe a obra a ser executada. Sabendo disso, e das principais finalidades a que se destina uma represa d’água – que são, respectivamente, abastecimento de água, irrigação e geração de energia hidrelétrica -, é notadamente importante colocar em pauta a estabilidade e relevância de conhecer o que torna um barramento mais ou menos estável a depender do solo e da quantidade de água que se pretende reter no local. A seguir, veja quais as principais características das Fundações para Barragens, com ênfase nas em rocha!

barragem
Imagem de portal-spravok.ru

Sobre os projetos de fundações em rocha

Em termos de Barragens, o estudo e projeto de fundações é imprescindível, pois é aqui onde se garante a estabilidade da estrutura em termos das cargas transmitidas do aterro para o solo e das percolações existentes. Para tanto, as fundações em barragens se dividem em três principais grupos:

  • Fundações em rocha;
  • Fundações em solos permeáveis (solos arenosos e pedregosos); e
  • Fundações em solos impermeáveis (solos argilosos e siltosos).

Dentro desses grupos, com o objetivo de coibir problemas geotécnicos que podem levar a estrutura ou maciço à ruína, é necessário aplicar os tratamentos de fundação inerentes a cada um. Neste texto, falaremos, sucintamente, sobre possíveis tratamentos para tipo um de fundações em barragens!

Fundações em rocha

São os tipos de fundações mais resistentes, apresentando poucos problemas, porém, quando apresentam, é necessário rápido tratamento. Aliás, esses tais problemas podem ocorrer por possíveis fraturas e falhas em rocha, geradas pela percolação da água, podendo causar rompimento do maciço rochoso desestabilizando a estrutura, consequentemente levando-a à ruína.

barragem
Imagem de Correio do Povo

É importante salientar que a fundação, ou melhor, todo o projeto geotécnico é a fase mais importante para obras de contenção como essa. Erros, com facilidade, podem ocasionar perdas humanas, culturais, ambientais e materiais!

Tratamento das fundações em rocha

Geralmente, neste caso, aplicam-se tratamentos de impermeabilização, prevenindo o avanço de fraturas e corrigindo falhas na rocha. Por exemplo, injeções de cimento, argila, lama bentonítica ou produtos químicos, assim como também muros de concreto.

Dentre os processos gerais para o tratamento das fundações em rocha, vale destacar também:

  1. Valas corta-águas (“Cutoff”);
  2. Valas corta-águas parciais;
  3. Banquetas de montante;
  4. Estacas prancha;
  5. Tapetes filtrantes;
  6. Drenos de pé e valas drenantes; e
  7. Poços de alívio.

Como observação, também é preciso dizer que, se o objetivo é a construção de uma superestrutura, tal como barragem para geração de energia hidrelétrica, e o leito do rio ou riacho estive sobre rochas impenetráveis/sólidos – embasamentos cristalinos, por exemplo -, pode se edificar a estrutura no próprio leito, pois suportará as cargas e pressões que serão geradas como produto da obra.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.