Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Construção de barragens: como e por onde começar?

por José Joebson Lima | 20/02/2018
Copiado!

O domínio da construção de barragens remonta o início das civilizações, uma vez que o homem passou a observar locais onde ele pudesse se fixar, adotando como um dos critérios principais a existência de água em qualidade e quantidade para garantir sua subsistência.

Outro fator foi a produção agrícola manual, com o aumento das comunidades para assim então culminar na formação das civilizações que evoluíram até os moldes atuais. A figura abaixo, por exemplo, mapeia os recursos hídricos da Mesopotamia, local onde a civilização obteve grandes avanços.

Mesopotamia/Oriente Médio (Foto: Reprodução).

Barragista

“Barragista” é o termo que os engenheiros civis especialistas no projeto e construção de barragens e diques de contenção recebem. Durante o curso de Engenharia Civil, diversas disciplinas ensinam/orientam, de acordo com as normas e precisão físico-matemática necessárias, onde e como construir barragens.

Segundo o Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB), “as barragens, definidas como obstáculos artificiais com a capacidade de reter água, qualquer outro líquido, rejeitos, detritos, para fins de armazenamento ou controle, podem variar em tamanho desde pequenos maciços de terra, usados frequentemente em fazendas, a enormes estruturas de concreto ou de aterro, geralmente usadas para fornecimento de água, de energia hidrelétrica, para controle de cheias e para irrigação, além de diversas outras finalidades. Os principais tipos existentes de barragens são as de aterro, de concreto-gravidade e de concreto em arco”.

Onde construir as barragens para melhor aproveitá-las?

A Geologia e Topografia recomendam e governam na escolha do melhor lugar. No caso de vales estreitos e/ou gargantas (canyons), recomenda-se barragens de concreto, com fundação e obreiras sobre rocha sólida e compacta, a fim de suportar as pressões da água e do peso do barramento. Em ocasiões em que topograficamente a região de construção tenham predominância de vales abertos, recomenda-se barragens de terra.

Entretanto, em todas as situações, essas estruturas deverão ser construídas na cota mais baixa possível do terreno para melhor aproveitar toda a drenagem por meio da qual a água escoa do divisor topográfica e converge para o exutório (local a ser barrado). O porquê se traduz no fato de reduzir a quantidade, entre outros aspectos consideráveis, de material a ser utilizado na construção da extensão da parede que terá um tipo de estrutura a ser definido.

Exemplo de barramento em vale estreito. Barragem em Arco (concreto). (Foto: Reprodução).

O tipo de barragem a ser construído vai responder aos materiais de construção disponíveis, jazidas e outros aspectos de carácter construtivo (salutar). Saiba mais clicando aqui.


Veja também: Adutoras de Engate Rápido: saiba como funciona a estrutura que tem ajudado a levar água para várias regiões do Nordeste

Copiado!

Comentários