Engenharia 360

Entenda como funciona o relógio de ferrofluido

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 31/08/2018 | Atualizado em 13/09/2023 2 min

Entenda como funciona o relógio de ferrofluido

por Larissa Fereguetti | 31/08/2018 | Atualizado em 13/09/2023
Engenharia 360

O tempo flui, literalmente, no Rhei, um relógio de ferrofluido. Ele foi projetado pelo designer Damjan Stankovic e pelo produtor Marko Pavlovic. Após um ano de parceria, eles conseguiram criar o dispositivo, que ainda é um protótipo.

relógio de ferrofluido
Imagem: tecmundo.com.br

Veja Também: Quer saber as horas? Então antes resolva as equações deste relógio

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Conheça o Rhei

O Rhei é, basicamente, um relógio eletromecânico. As horas são mostradas em um display líquido que funciona por meio da interação entre ímãs.

Como funciona o relógio de ferrofluido

Para quem vê o relógio funcionar pela primeira vez, parece algo saído do universo de Harry Potter. Porém, não é mágica. O segredo está no ferrofluido, que é rearranjado por meio de campos magnéticos.

relógio de ferrofluido
Imagem: tendendee.com.br

A ideia parece simples, mas a verdade é que ela foi bem genial para um relógio. Ver o tempo fluindo lembra uma modernização da boa e velha ampulheta. Além disso, ele encaixa muito bem em vários ambientes.

O que é o ferrofluido?

Se você ficou curioso para saber mais sobre o ferrofluido, pode ficar tranquilo que nós vamos explicar. Como o nome já diz, o ferrofluido é um material que possui características ferromagnéticas (tem magnetismo) de substâncias sólidas e de fluido de substâncias líquidas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao aproximar um campo magnético dele, é possível formar “esculturas”. O que acontece para causar os efeitos divertidos é que, quando o ferro é atraído pelo campo magnético, a parte fluida não é influenciada.

relógio de ferrofluido
Imagem: wikimedia.org

O ferrofluido é usado na indústria de eletrônicos, em ressonâncias magnéticas, em peças mecânicas e outros. O industrial é composto de magnetita, zinco ou manganês. Porém, ele possui um custo elevado.

O mais divertido é que dá para fazer em casa. Ele não fica exatamente igual ao ferrofluido comprado, mas já é possível se divertir bastante com ele. Quem dá a dica e ensina o passo a passo no vídeo abaixo é o Manual do Mundo.


Fontes: Rhei; Business Insider; Tecmundo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Cientista e Engenheira de Saúde Pública, com mestrado, também doutorado em Modelagem Matemática e Computacional; com conhecimento em Sistemas Complexos, Redes e Epidemiologia; fascinada por tecnologia.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo