Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Entenda a influência do traçado urbano no funcionamento da cidade

por Engenheiros Sem Fronteiras Brasil | 16/12/2020

A cidade pode ser pensada de diferentes maneiras. Ela não é constituída apenas um conjunto de formas, mas é berço de história e efervescência social.

Existem diversas formas de pensar a cidade. Ela pode ser interpretada como um tecido, um livro histórico e também um ser vivo: nasce, cresce e se transforma. Tal forma de olhar a cidade desperta ao espectador um olhar crítico sobre a forma, a arquitetura e a engenharia urbana. O traçado urbano não é nada mais do que o modo em que a sociedade se organiza no espaço a partir do elemento primordial: o lote.

Em um país com tantos problemas de infraestrutura e uma legislação precária, não é raro ver os traçados urbanos sendo perdidos por ocupações irregulares e por um governo ausente. Até mesmo o famoso traçado da cidade de Brasília, projetado pelo arquiteto Lúcio Costa, sofreu modificações e hoje se encontra comprometido: prédios comerciais se instalaram em bairros residenciais, as demarcações dos lotes foram desintegradas e a modernidade sucumbiu ao subdesenvolvimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Esses problemas, no entanto, não são exclusividades do Brasil. Os países da Europa, por exemplo, precisaram repensar o urbanismo no século passado para atender a infraestrutura que a tecnologia carecia. Os problemas ficaram presos em um dilema: como conciliar as cidades históricas com a modernização e preservação da cultura? Logo, diversas escolas surgiram para entender esse fenômeno, entre elas a italiana e a francesa.

Esboço do Plano Piloto de Brasília — Foto: Arquivo Público do Distrito Federal/Fundo Novacap
Esboço do Plano Piloto de Brasília — Foto: Arquivo Público do Distrito Federal/Fundo Novacap

Interpretando a cidade

Essas escolas buscavam entender o funcionamento das cidades e só foram conciliadas em uma ciência muito tempo depois. Dessa forma, a cidade passou a ser pensada em sua forma mínima (o lote) e definida com algumas comparações relevantes:

  • O tecido: a cidade pensada dessa maneira traz uma ideia de conectividade e interação. Tudo está conectado. A cidade se tornou o ponto de encontro e de efervescência social.
  • Um livro: a cidade é uma história e guarda a herança dos antepassados através de seus monumentos e características.
  • O ser-vivo: a cidade nasce com as relações sociais e é expandida à medida que precisa atender um número maior de pessoas. A cidade, como um ser vivo, também é finita. Ela se desintegra, perde a sua essência e pode morrer.

O papel do Governo

O investimento em infraestrutura e organização do traçado urbano é indispensável para a construção de uma potência econômica. O Brasil, bem como todos os países em desenvolvimento, precisa repensar o modo em que a cidade é observada. Ela é um conjunto da nossa história, dos nossos sonhos e da busca insana de encontrar oportunidades pessoais e profissionais. A cidade deve oferecer conforto, lazer, segurança e ser próspera.

Abaixo podem ser observados alguns traçados urbanos curiosos:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Traçado de Boa Vista, Roraima
Boa Vista, Roraima. Pinterest by Brunna Fraga
traçado de Brøndby Haveby (Dinamarca)
Brøndby Haveby (Dinamarca). Foto by mdig
Traçado de Palmanova, Itália
Palmanova, Itália. Foto by mdig.
Traçado de Sun City, EUA
Sun City, EUA. Foto by mdig.
traçado de  La Plata, Argentina
La Plata, Argentina. Foto by mdig
Dubai, Emirados Árabes Unidos, vista aérea
Dubai, Emirados Árabes Unidos. Screenshot by Google Maps.
Vista aérea de Brasília, Brasil.
Brasília, Brasil. Foto by mdig.

Você pode conhecer mais sobre os traçados urbanos aqui.

Referências: SPOSITO, Redes e Cidades.

Leia também: Luxo e funcionalidade são destaque em estações de metrô na Rússia


Sobre o autor:

Graduando em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Espírito Santo e membro temporário da organização Engenheiros sem Fronteiras,

Antônio Lucas Sgrancio Uliana

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Instagram: @antonio_ulianaa

e-mail: [email protected]


Conhece alguma cidade com um traçado curioso? Conta para a gente!

Comentários

Engenharia 360

Engenheiros Sem Fronteiras Brasil

Ser Engenheiros Sem Fronteiras é acreditar na importância da engenharia para o desenvolvimento social e ser protagonista desta transformação. O ESF-Brasil faz parte da rede Engineers Without Borders – International (EWB-I), presente em 65 países ao redor do mundo. Desde 2010 no Brasil já transformamos mais de 84 mil vidas. Acreditamos na importância do envolvimento comunitário, do diálogo e da cooperação. Os projetos são desenvolvidos e executados por voluntários locais organizados em núcleos, que se envolvem pessoalmente com os membros da comunidade, escutam suas necessidades e estabelecem parcerias e amizades. Nós da Diretoria Nacional replicamos essa tecnologia social, capacitando e orientando os líderes destes núcleos para desta forma gerarmos o impacto nos locais que atuamos.