Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenhoca é capaz de reciclar garrafas PET

por Walison de Oliveira | 05/08/2015
Copiado!

Com o passar do tempo começamos a perceber que realmente os fins justificam os meios e que realmente na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma (respectivas frases de Nicolau Maquiavel e Lavoisier). Um grande exemplo são os fins que damos a vários materiais industrializados e a capacidade desses mesmos materiais serem reutilizados ou reciclados. Um desses materiais é o plástico, que representa cerca de 10% do desperdício total produzido pela humanidade, ou seja, toneladas diárias de plásticos “à Deus dará”.
Um dos derivados do plástico é o PET (politereftalato de etila) que é produzido em grande escala para fabricação de garrafas de todo tipo, e por consequência à um acúmulo imensurável do material em rios e oceanos, causando poluição e morte de animais aquáticos que acabam consumindo pequenos fragmentos.
Nas cidades o problema do descarte de forma inadequada do PET pode causar enchentes e inundações, entupindo bueiros e córregos.
 

Imagem: maniacorrer.blogspot.com


Pensando nisso, Alceu, um ex-vendedor de farmácia da cidade de Jaru (RO), decidiu largar o emprego e ir atrás do seu sonho. Depois de muita pesquisa inventou uma maquina capaz de transformar garrafas PET em cordas de plástico para a fabricação de vassouras e cordas de varal (isso mesmo, tudo numa maquina só!). A engenhoca foi batizada de “Máquina do Futuro”.
A criação em si já é uma reciclagem. Feita de carenagens, correntes e coroas de bicicletas, canos PVC e madeira, tem como motor é de uma maquina de lavar antiga. Para produção de 30 metros de corda são necessárias sete garrafas PET e a pequena fabrica consegue produzir 400 metros de cordas por dia. Segundo o inventor, a máquina já tirou mais de cinco mil garrafas das ruas da cidade onde mora.
 
Imagem: redeglobo.globo.com

Imagem: redeglobo.globo.com


A engenhoca ainda não recicla a tampa e o fundo das garrafas, mas Alceu já está pensando em um “upgrade“.
Hoje o criador vive da renda da invenção, e toda a família ajuda na coleta das garrafas.
Invenções e atitude como essa, vindo de pessoas simples e com o pensamento inovador, nos incentiva a continuar e acreditar…
Veja o vídeo:
 
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=DwqhNIryohk]
 
Para a Engenharia, seja ela qual for, é de suma importância a questão da sustentabilidade, afinal, além de economizar dinheiro, tempo e mão de obra, podemos limpar a sujeira que fizemos em nosso próprio planeta!
 

Copiado!

Comentários