Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Reflexão: a engenharia é ou não é a profissão do futuro?

por Patrícia Pereira Pacheco | 27/07/2017
Copiado!

“A arte de criar coisas” é uma definição rápida e simplória para engenharia. Na verdade, a engenharia é complexa em seu significado e em suas aplicações. Consiste em criar e desenvolver projetos, métodos, produtos e estudar novas formas de executar determinadas atividades de acordo com as novas tecnologias, visando o desenvolvimento do ambiente como um todo, inclusive as necessidades das pessoas.
Cada dia que passa surge algo novo: máquinas que substituem pessoas, softwares que tornam o trabalho mais rápido e eficiente, novas estruturas, máquinas, e por aí vai… É notável que muitas “coisas” utilizadas hoje não existirão mais nas próximas décadas.

Mas e a engenharia?

Por se tratar de uma profissão que abrange todas as áreas possíveis, pode-se dizer que toda essa transformação vem da habilidade de “engenhar”. E fica a pergunta: a engenharia é indispensável para o futuro?

Fonte: Pixabay.

A resposta é um SIM. Em todos os lugares, é possível perceber a presença da engenharia. Em cada aparelho utilizado, as construções, os programas, os métodos de gerenciamento, no meio ambiente, nos jogos, nas indústrias dos mais variados segmentos, nos automóveis, eletrônicos, nas práticas sustentáveis, no estudo de novas estruturas para construção, na implantação de melhorias em processos de produção, no desenvolvimento de novos materiais… Em casa ou na rua, sempre há algo que faça lembrar a engenharia.
E tudo muda o tempo todo. É preciso alguém que saiba como lidar com os recursos, onde obter informações, como pesquisar… Em todos os lugares deve ter alguém com uma visão de futuro, que saiba projetar e utilizar ferramentas que permitam criar “coisas” novas.
A inovação é uma constante e vem do conhecimento, da prática… E conhecimento vem de pessoas, de experimentos feitos por pessoas, estudos desenvolvidos por pessoas.

Fonte: Pixabay.

É necessário muito trabalho e profissionais atentos às necessidades do mundo todo. Alguém vai ter que saber resolver problemas e os engenheiros estão aí para cumprir o papel de propor soluções.
Então, quando se olha para o futuro, muitas coisas são dispensáveis, menos o conhecimento e a habilidade de criar. O mundo precisa de “novas formas de fazer” o tempo todo. Gerar soluções sem comprometer o meio ambiente, por exemplo, é um desafio. É preciso muito mais do que máquinas para fazer as coisas funcionarem.
Tão importante quanto as tecnologias são as pessoas que as desenvolvem. Nesse sentido, a engenharia é a ciência que estuda novas formas de fornecer ao mundo o máximo de “coisas” que atendam suas expectativas. Algumas áreas são mais antigas, outras mais recentes… todas com o objetivo de inovar em sua área de atuação.
A engenharia fomenta o mercado de trabalho e supre praticamente tudo o que está em nossa volta. Até os robôs, tão mencionados e que fazem de tudo, funcionam por mecanismos resultantes da engenharia.

Fonte: Pixabay.

Necessidade e curiosidade vão existir para sempre. A busca por novas ideias e novas maneiras de se construir algo são o que alimenta a engenharia. Sempre será a profissão do futuro porque, além de se desenvolver em relação a outras coisas, a engenharia se reinventa a partir dela mesma.

Copiado!

Comentários