Engenharia 360

Engenharia Aeronáutica: cuidado das aeronaves e atividades aeroespaciais

Engenharia 360
por Redação 360
| 24/03/2022 | Atualizado em 01/04/2022 2 min

Engenharia Aeronáutica: cuidado das aeronaves e atividades aeroespaciais

por Redação 360 | 24/03/2022 | Atualizado em 01/04/2022
Engenharia 360

Imagine poder projetar, construir e fazer a manutenção preventiva, além de reparos e inspeções periódicas das estruturas de aviões, helicópteros, foguetes, satélites e naves espaciais. Estas são atividades de um engenheiro aeronáutico, que também cuida, no seu dia a dia, de equipamentos e sistemas de voo, gerenciamento de obras e infraestrutura aeronáutica, planejamento construtivo de aeroportos, além de planejamento e fiscalização de linhas aéreas. Saiba mais sobre tudo que envolve a Engenharia Aeronáutica no texto a seguir!

Engenharia Aeronáutica
Imagem reprodução de JC Concursos

Melhores oportunidades de trabalho para um engenheiro aeronáutico

Hoje em dia, ainda é a melhor oportunidade para quem se forma em Engenharia Aeronáutica, lidar com projeto, construção e manutenção de aeronaves, além de seus sistemas. Claro que, com o avanço da nova corrida espacial, também abriram cada vez mais vagas no setor espacial – sobretudo dentro de órgãos de pesquisa científica. Lembrando também que o Brasil precisa trabalhar mais com as suas próprias pesquisas dentro de institutos, como o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Engenharia Aeronáutica
Imagem reprodução de Senge-CE

Entrada no mercado de trabalho para formados em Engenharia Aeronáutica

O universitário em Engenharia Aeronáutica fará uma trajetória de, no mínimo, cinco anos antes de se formar. Durante este tempo, ele estudará noções básicas de física, química, matemática e cálculo – podendo depois ainda escolher uma especialização. Na faculdade, lhe serão passadas informações sobre aeronáutica, aerodinâmica, estruturas, mecânica de voo, projeto e manutenção de aeronaves. Além disso, sistemas térmicos, dinâmica de fluidos, processos de fabricação, projetos de máquinas e ciência dos materiais – assuntos que, aliás, também são vistos em Engenharia Civil, mas com um foco diferente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo
Engenharia Aeronáutica
Imagem reprodução de AEROIN

Sim, é obrigatório fazer estágio, fazer trabalho de conclusão e, após a colação de grau, fazer o registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) se quiser exercer a profissão. Já quando estiver na ativa, o engenheiro aeronáutico poderá fazer muitas coisas bacanas, entre elas:

  • projetar e construir foguetes e satélites;
  • determinar estruturas de acordo com a trajetória a ser percorrida e as condições de estabilidade durante o voo;
  • realizar manutenção das estruturas, dos sistemas e equipamentos de aeronaves;
  • desenhar componentes de aviões, helicópteros, planadores, e mais;
  • fazer cálculos de aerodinâmica das fuselagens;
  • fazer cálculos de tensões;
  • definir materiais empregados nas fabricações;
  • executar ensaios e testes;
  • trabalhar com motores, instrumentos de controle e sensores;
  • definir especificações de mecanismos de controle de trem de pouso, alimentação de combustível, pressurização e temperatura de cabine;
  • e mais.

E você, gostou de saber sobre a Engenharia Aeronáutica? Sabe mais coisas bacanas que um profissional desta área faz? Comente na aba de descrição!

Veja Também: A Engenharia Eletromagnética e o uso da 3DEXPERIENCE Works Simulation

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo