Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Energia Limpa e a Geração Distribuída

por Thiago Freire Brum | 08/04/2013
Copiado!

“Um mundo que queira se basear em energia limpa e ambientalmente correta deverá contar com uma série de pequenas usinas geradoras distribuídas, e não mais nas enormes plantas que concentram a geração de eletricidade atualmente.”

A conclusão é de um estudo experimental realizado na Alemanha, não através de simulações, mas da interligação de usinas reais.

O conceito foi chamado de “usina virtual” por seus criadores, o Dr. Kurt Rohrig e sua equipe do Instituto de Energia Eólica e Tecnologia de Sistemas Energéticos (IWES, na sigla em inglês).

A usina virtual, chamada RegModHarz (Regenerative Modellregion Harz) já conectou via internet 25 pequenas usinas que, juntas, somam 120 megawatts de potência.

“Cada fonte de energia – seja vento, sol ou biogás – tem seus prós e seus contras. Se conseguirmos combinar habilmente as diferentes características das energias regenerativas, nós poderemos garantir o abastecimento de energia,” disse Rohrig, referindo-se à natureza variável sobretudo das energias eólica e solar.

A geração distribuída também possui a vantagem de reduzir os custos na transmissão da energia gerada, visto que as plantas podem ser implantadas perto dos centros consumidores, ou até mesmo o próprio consumidor pode possuir o seu sistema de geração e conectá-lo à rede, como eu mencionei em meu primeiro post aqui no blog.

Leia também:
:: Sistema Híbrido Eólico Fotovoltaico para geração de energia

Além do mais, criar pequenos centros produtores com geração distribuída nos tornará menos dependentes de uma grande unidade geradora, o que traz transtornos quando esta unidade ou sistema de transmissão apresenta problemas, que é o que ocorre atualmente no Brasil.

geracao_distribuida_blog_da_engenharia

Exemplo de Geração Distribuída de Energia

Fonte: Inovação Tecnológica

Copiado!

Comentários