Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Empresa brasileira desenvolve plástico biodegradável que se decompõe em 30 dias

por Luciana Reis | 30/11/2015
Copiado!

Um plástico biodegradável que se decompõe em 30 dias e é produzido através de métodos que duram menos de 10 minutos. Este é o resultado do estudo desenvolvido pelo engenheiro de alimentos Francys Moreira, pós-doutorando da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, a Embrapa. O material que garante essas características ao plástico é produzido à base de açúcares, como o amido.

plástico-blog-da-engenharia

Francys Moreira e o plástico biodegradável, resultado de seus estudos. Imagem: Vanessa Lopes



A possibilidade de utilizar matérias-primas naturais, sem a adição de substâncias químicas, permitiu a redução do tempo necessário para a produção do plástico de 24 horas, tempo normalmente necessário para o procedimento, para 6 minutos. A pesquisa foi realizada no Laboratório de Nanotecnologia da Embrapa, e o objetivo é que o plástico biodegradável possa ser utilizado em sacolas de lojas e supermercados.
A produção é feita a partir de substâncias como o colágeno, o amido e outros polissacarídeos que são transformados em películas finas através de um processo denominado casting contínuo. Estas substâncias naturais são originárias, por exemplo, da mandioca e da celulose, o que permite a fabricação de um plástico que poderá ser utilizado mesmo em contato com os alimentos.
embrapa-blog-da-engenharia

Imagem: Vanessa Lopes


Devido aos materiais orgânicos que são utilizados na produção, o tempo necessário para a decomposição é bem menor, quando comparado a outros exemplos de plásticos. Os métodos utilizam a nanotecnologia e os estudos vêm sendo aprimorados sob a coordenação do pesquisador Luiz Henrique Capparelli Mattoso.
A Embrapa desenvolve pesquisas com polímeros naturais há 20 anos, como forma de trazer novas opções para o mercado. A utilização do amido, por exemplo, é bem vista no mundo todo, tanto por ser biodegradável como por representar um baixo custo de produção.
casting-blog-da-engenharia

Imagem: Vanessa Lopes


Mesmo com os avanços das pesquisas, para a ampla disponibilização do plástico biodegradável é ainda necessário aprimorar os processos de transferência de tecnologia e estabelecer modelos de negócio viáveis. O objetivo, segundo Moreira, é que na fase atual dos estudos haja um controle rigoroso da qualidade, da espessura e das propriedades mecânicas do material.
Referências: Embrapa, UOL
 

Copiado!

Comentários