Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Em Roraima, projeto transforma espaços ociosos em hortas urbanas

por Redação 360 | 19/01/2021

O projeto começou em 2018 e, para participar, basta ter um quintal e boa vontade em aprender o cultivo

Com cerca de 8,5 milhões de quilômetros quadrados, se tem uma coisa que não falta no Brasil é espaço! Com o objetivo de aproveitar melhor ainda toda essa riqueza territorial, uma inciativa em Roraima está transformando espaços ociosos em hortas urbanas, ao mesmo tempo que estimula o cultivo orgânico entre as famílias carentes.

mulher agachada cultivando horta urbana
Imagem: Clarice Rocha

Batizado de Quintais Sustentáveis, o projeto é resultado de uma parceria entre a Embrapa e o Lar Fabiano de Cristo (unidade Casa de Timóteo), que busca estimular a produção e consumo de hortaliças, frutas e plantas medicinais em quintais de Boa Vista.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pessoas observando as hortaliças cultivadas nas hortas em feira
Imagem: Rafael Porto

Iniciado em 2018, para participar basta ter um quintal à disposição e vontade para aprender a cultivar os próprios alimentos. Baseado na produção sustentável e com raízes na agroecologia, o projeto garante a segurança alimentar e nutricional de pessoas vulneráveis e ainda foca na geração de renda e inclusão social.

pessoas em torno da horta orgânica
Imagem: Clarice Rocha

Muitas vezes, as pessoas acham que precisam de fazendas inteiras para produzir, sendo que é perfeitamente possível plantar uma grande variedade de alimentos em simples hortas urbanas. E olha que para fazer isso nem precisamos de técnicas tão complexas!

mulheres cultivando hortas urbanas
Imagem: Clarice Rocha

Para capacitar os cidadãos, a iniciativa também promove uma série de cursos e oficinas práticas sobre o cultivo orgânico, produção de adubo, técnicas de compostagem, uso racional da água e formas de aproveitamento dos alimentos. Isso sem contar que eles também buscam estimular o comércio dos produtos excedentes gerados pelas famílias em feiras e comércios locais.

Vale lembrar que o Brasil é campeão mundial de uso de agrotóxico, o que significa que, hoje, estar apto a plantar seu próprio alimento é uma questão de saúde pública. “Tudo que cultivo é livre de agrotóxico, feito de forma natural. A alimentação lá de casa está muito mais saudável agora”, comemora Dona Gisaura – moradora do bairro Nova Cidade, localizado na periferia de Boa Vista-RR.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma das primeiras participantes do projeto, ela começou sem saber nada de cultivo orgânico e hoje está produzindo alface, cebolinha, coentro, tomate, rabanete e cenoura, além do próprio composto orgânico.

Como participar do programa?

Para ser beneficiado com um Quintal Sustentável, a família deve estar cadastrada na Casa de Timóteo e participar de uma seleção, observando a disponibilidade e compromisso do grupo familiar para manutenção dos quintais e viabilidade dos espaços para instalação das hortas e pomares.

Em seguida, uma vez selecionadas as famílias, iniciam-se as capacitações técnicas na linha de produção orgânica, com posterior doação de mudas e sementes para instalação inicial das hortas. Nessa etapa, o trabalho é realizado em mutirão, quando todas as famílias envolvidas ajudam na implantação dos quintais uma das outras. Por mais iniciativas assim!

Fonte: Ciclo Vivo

O que você achou da iniciativa? Comente!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.