Engenharia 360

Pesquisadores estudam ampliação de efeito de vulcão usando geoengenharia

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 22/08/2019 | Atualizado em 16/06/2022 2 min

Pesquisadores estudam ampliação de efeito de vulcão usando geoengenharia

por Larissa Fereguetti | 22/08/2019 | Atualizado em 16/06/2022
Engenharia 360

Quando um vulcão entra em erupção, ele expele muitas
partículas na atmosfera, tanto que elas podem até impedir o funcionamento de
alguns aeroportos. Alguns cientistas, no entanto, viram o outro lado da
história e enxergaram nessas partículas a possibilidade de combater o
aquecimento global usando geoengenharia.

Na geoengenharia, que consiste em uma busca pela mitigação dos efeitos do aquecimento global, há uma lista de ideias que vão das mais simples até as mais curiosas e bizarras. Essa é uma delas (se ela é simples ou bizarra, aí depende do seu ponto de vista).

geoengenharia
Imagem: youtube.com

Os pesquisadores usaram modelos sofisticados para investigar o
impacto de um único evento parecido com um vulcão, liberando partículas que
permanecem na atmosfera por alguns anos, e de uma implantação de geoengenharia
a longo prazo que requer a manutenção de uma camada de aerossol na atmosfera.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo

O que eles verificaram foi que, independentemente da forma
como essas partículas chegaram lá, quando esse material é injetado na
atmosfera, há uma rápida redução da temperatura da superfície, com a terra
resfriando mais rápido que o oceano. Porém, eles também verificaram que no caso
da erupção vulcânica, há uma diferença maior entre a terra e o mar. Isso
resultou em diferentes padrões de precipitação nos dois cenários.

Ainda, em ambas as simulações, a precipitação sobre o planeta Terra foi menor, um impacto com muitos efeitos negativos. Tal redução foi mais acentuada para a simulação da erupção vulcânica.

geoengenharia
Imagem: edition.cnn.com

Mas calma, ninguém vai sair por aí jogando cinza para cima e nem dando uma de cientista maluco. O que o estudo mostra é que as erupções vulcânicas são análogos imperfeitos da geoengenharia e que os cientistas devem ser cautelosos ao tentar realizar algumas ações. A melhor maneira de reduzir as mudanças climáticas continua sendo a redução das emissões, algo que já deveria ser óbvio para todo mundo.


Fontes: Science Daily.

Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Engenheira, com mestrado e doutorado. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo