Engenharia 360

EarEcho: conheça a ferramenta biométrica que desbloqueia o celular com fones de ouvido

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 22/10/2019 | Atualizado em 30/06/2022 2 min

EarEcho: conheça a ferramenta biométrica que desbloqueia o celular com fones de ouvido

por Larissa Fereguetti | 22/10/2019 | Atualizado em 30/06/2022
Engenharia 360

Desbloquear o smartphone com a impressão digital ou com leitor de retina é algo que já se tornou comum. Nessa onda biométrica, alguns pesquisadores estão desenvolvendo o EarEcho, uma ferramenta que usa os fones de ouvido para desbloquear os aparelhos celulares.

Como? A ideia é simples e se baseia no fato de que cada pessoa tem uma geometria exclusiva no canal auditivo. Não é o ouvido ser totalmente diferente em formas e tamanhos para todo mundo, a estrutura é a mesma. O que muda é como o som propagado é refletido e absorvido pelo canal auditivo.

O EarEcho consiste em um fone de ouvido que possui microfones. Por meio de técnicas de processamento acústico para limitar a interferência de ruído e modelos para comprar informações, os pesquisadores conseguiram identificar uma assinatura exclusiva em cada pessoa toda vez que o som tocado é propagado e refletido. Tal assinatura é gravada pelo microfone.

Earecho
Imagem: techxplore.com

Eles também conseguiram mostrar que, não importa qual seja o som, os ouvidos diferem e as gravações comprovam isso. O áudio gravado pelo microfone é enviado via Bluetooth dos fones para o smartphone, onde é analisado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo

Para fazer o teste, 20 pessoas se submeteram ao processo ouvindo amostras de áudio (incluindo fala, música e outros conteúdos) em diferentes ambientes e em diferentes posições. O resultado foi surpreendente: o EarEcho foi 95% eficaz quando foi dado 1 segundo para identificar os sujeitos. Aumentando a janela de tempo para 3 segundos, a eficácia subiu para 97,5%.

A proposta do EarEcho é fazer com que os usuários possam manter o uso contínuo do aparelho celular sem precisar dar um comando ou executar uma ação. É um sistema que também pode ser usado quando é preciso verificar a identidade de alguém sem a necessidade de senha.

Earecho
Imagem: fossbytes.com

Claro que, como todo sistema biométrico, existe aquela sensação de insegurança. As impressões digitais começaram assim, com aquela velha dúvida do “e se alguém espera eu dormir ou me amarra para desbloquear meu telefone?”, e não difere com o EarEcho. À medida que a tecnologia avança, nossa segurança digital melhora por um lado, mas também pode ser defasada em outros pontos. Cabe a nós, usuários, saber usar com parcimônia.


Fontes: Science Daily.

Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Engenheira, com mestrado e doutorado. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo