Engenharia 360

Polêmica: duas novas vacinas geram dúvidas e trazem esperança

Engenharia 360
por Redação 360
| 17/11/2021 | Atualizado em 18/01/2023 3 min

Imagina ter agora uma vacina comestível. E que tal uma vacina contra HIV? Esperança! Confira algumas novidades da ciência!

Polêmica: duas novas vacinas geram dúvidas e trazem esperança

por Redação 360 | 17/11/2021 | Atualizado em 18/01/2023

Imagina ter agora uma vacina comestível. E que tal uma vacina contra HIV? Esperança! Confira algumas novidades da ciência!

Engenharia 360

Estamos enfrentando hoje uma das piores pandemias da história da humanidade. E, ao mesmo tempo, assistimos o avanço da ciência, na corrida pela busca por vacinas que possam combater a disseminação do Covid-19. De fato, a melhor prevenção que temos para diversas doenças é através de vacinas. E podemos ter boas expectativas para o futuro, pois os pesquisadores avançam em diferentes pesquisas, como para o combate ao HIV. Confira duas boas novidades no texto a seguir!

novas vacinas
Imagem reproduzida de hilab

Novas promessas de vacinas

Contra Covid-19

Atualmente, os cientistas estão realizando algo completamente inovador em Portugal! Uma equipe de cientistas do Instituto Politécnico do Porto (IPP) está desenvolvendo uma vacina COMESTÍVEL contra o Covid-19. A diferença deste imunizante é que, diferente dos demais, que estimulam a neutralização do vírus, teria a propriedade de IMUNIDADE. O legal é que ele é feito por base de plantas de frutos e probióticos – geneticamente modificados -, que seriam benéficos à saúde humana. Então, a tal “vacina” poderia ser ingerida em formato de iogurte ou suco de frutas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ambos são produtos preventivos, mas, neste caso, a vacina, vou dizer convencional, neutraliza uma infecção e as vacinas comestíveis têm a propriedade de poderem potenciar as outras vacinas comuns – disse Fernandes à Lusa.”

– biólogo Rúben Fernandes, um dos responsáveis pelo Laboratório de Biotecnologia Médica e Industrial (LaBMI do IPP), em reportagem de O Globo.

novas vacinas
Imagem reproduzida de Saúde Mais
novas vacinas
Imagem reproduzida de delas.pt

O objetivo dos pesquisadores é que esta vacina portuguesa chegue logo facilmente ao usuário final. A expectativa é viabilizá-la entre seis meses e um ano, se forem realmente usados apenas os probióticos no seu desenvolvimento. Por hora, eles estão prestes a finalizar os ensaios in vitro. Os cientistas planejam começar em breve os testes em animais, entre eles ratos, peixes e uma espécie pequena de minhoca.

Contra o HIV

Há mais de 40 anos ouvimos falar sobre o vírus da Aids, que já fez milhões de vítimas no mundo todo. Mas, agora, os cientistas trazem uma novidade bem animadora que pode alimentar a esperança para o combate desta doença. Trata-se de uma vacina que já está sendo testada em 8 países, incluindo o Brasil. O plano é que os voluntários desenvolvam anticorpos para combater o HIV, caso tenham contato com o vírus, por exemplo, numa relação sexual. Quem receber a vacina deve conseguir montar uma resposta imune contra o HIV sem o risco de se infectar por esse vírus. E se isso funcionar será, de fato, uma das melhores notícias da medicina dos últimos anos – comparável à descoberta dos coquetéis anti-HIV, há mais de duas décadas.

novas vacinas
Imagem reproduzida de HIV vaccine

“Basicamente a gente utiliza um outro vírus, que não é o HIV. Nesse caso seria o adenovírus-26, de um resfriado comum, altera em laboratório esse adenovírus-26 de forma a não causar doença e acopla a esse vírus estruturas genéticas, genes mesmo, do HIV tipo 1.”

– Bernardo Porto Maia, coordenador do estudo, em reportagem de G1.

srgi.org
Imagem reproduzida de srgi.org

E você, ficou animado com estas novidades de vacinas? Escreva nos comentários!

Veja Também: Confira duas novidades surpreendentes para vacina e teste para Covid-19

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Atualização: em outubro de 2021 a biofarmacêutica sueca Alzinova AB anunciou o estudo de uma vacina especial contra Alzheimer. O foco dela seria atacar o acúmulo anormal da proteína beta amiloide, uma das responsáveis por causar a doença neurodegenerativa e sem cura. Em um processo natural, as enzimas seriam capazes de “quebrar” essas proteínas e eliminá-las.


Fontes: Globo, G1, UOL.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo