Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Qual a diferença entre tijolos e blocos e quando usar cada um?

por Simone Tagliani | 27/10/2020
Copiado!

Muitos materiais são utilizados em construções e reformas de casas e edifícios, como previsto em projetos arquitetônicos e estruturais. Dentre eles, os tijolos e blocos! Saiba como

Tijolos e blocos são materiais bastante utilizados na construção civil. Você sabe a diferença entre esses materiais? Sabe quais as principais variações que existem de cada um deles? E as suas finalidades? Pois o Engenharia 360 se propôs a responder estas e outras questões no texto a seguir! Se você gosta de arquitetura e engenharia civil, se se interessa sobre assuntos ligados à construção de casas e edifícios, então não deve deixar de ler este post!

Tijolos imagem ilustrativa
Pilha tijolos (imagem de PIXNIO)

Qual a diferença entre tijolos e blocos?

Quando montamos uma lista de materiais para construção ou reforma de edificação, nos deparamos com uma série de elementos conhecidos e desconhecidos. Cada um possui uma função específica! E, se apontado no projeto arquitetônico e civil como indispensável, deve ter um por quê. Portanto, não é certo ser substituído por nada similar ou muito menos inferior! Dentre as peças principais colocadas no orçamento estarão algumas como tijolos e blocos!

Desde o tempo dos nossos avós já se ouvia falar em alternativas diferentes de materiais para a construção de casas e edifícios. Sabe-se, por exemplo, que é possível montar estruturas com peças de madeira e metal. Mas também que há a cerâmica e o concreto. Pois justamente existem elementos moldados nestes materiais e que aparecem com frequência como solução em muitos projetos de arquitetura e engenharia civil.

mulher em cima de pilha de tijolo, lançando um deles para um homem
Pilhas de tijolos em canteiro de obra. (imagem de Pixabay)
Blocos concreto sobre grama
Blocos concreto (imagem de Pxhere)

Tijolos

Os tijolos já são velhos conhecidos neste segmento profissional. Desde os tempos dos romanos, este material já faz sucesso como elemento estrutural de arcos, abóbadas e mais. Trata-se de uma peças em formato retangular e mais achatada. Cada uma é colocada sobre a outra de modo alternado, sendo as camadas mescladas com uma massa cimentícia adequada – chamada de argamassa. Só que vale ressaltar que, numa composição como esta, vê-se uma proporção maior de massa, o que tende a deixar a construção final mais pesada!

Blocos

Uma alternativa mais leve seriam os blocos! Estas peças são maiores em relação aos tijolos. Elas podem ser feitas de cerâmica ou de concreto. Também são empilhadas de modo alternado e mescladas com camadas de argamassa – montando fiadas. Agora, neste conjunto, a proporção de massa é menor, deixando a construção mais leve. É preciso destacar que, devido ao seu design, os blocos precisam de menos argamassa para o assentamento – entenda melhor o caso clicando aqui.

imagem de Construção civil
Construção edifício com tijolos como fechamento de parede. (imagem de Pxhere)

Para o que são utilizados os tijolos e blocos na construção civil?

Já demos uma pista, no tópico anterior, sobre algumas utilizações de tijolos e blocos. Sim, ambos são bastante utilizados para a construção de paredes. Mas os tijolos, em especial, por serem menores e possuírem mais resistência, podem ser empilhados e até quebrados em pedaços menores. Deste modo, devem servir para a construção de arcos, abóbadas e mais elementos estruturais.

É preciso destacar que os tijolos e blocos podem, sim, ser utilizados para erguer paredes estruturais de casas e até pequenos edifícios – é o que os especialistas chamam de ‘alvenaria portante‘. Agora, em algumas situações de construção de casas, pequenos edifício e até grandes arranha-céus, tais peças passam a ser utilizadas só para o fechamento lateral das estruturas, sem função portante – estas são as chamadas ‘alvenarias de vedação‘.

homens trabalhando na construção civil
Canteiro de obra (imagem de Pixabay)

Quais os principais modelos de tijolos e blocos que existem?

Tijolos

Os tijolos mais comuns são os tijolos maciços de cerâmica, assim como aqueles conhecidos pelos romanos. Em especial, eles apresentam melhor isolamento acústico e térmico. Depois, tem o tijolo com furos, que não suporta cargas estruturais. Por último, o tijolo vazado, chamado popularmente de cobogó – uma invenção brasileira -, mais decorativo, permitindo uma maior passagem de vento e de luz nos ambientes. E alguns destes tijolos podem ser fabricados sem queima e liberação de gases tóxicos – algo que poderia ser chamado de ‘tijolo ecológico‘.

São exemplos de tijolos: de 6 e 8 furos; de canto curvo; de 45 graus; meia lua; e plaqueta de tijolo.

Tijolos
Pilha tijolos (imagem de Pixabay)

Blocos

Agora, quanto aos blocos, já existem opções mais variadas. Podemos encontrar, no mercado nacional, opções de blocos em cerâmica e concreto. Ambos são muito resistentes e bem mais fáceis de empilhar. E, dentre as opções, há peças especiais que podem funcionar como pilar, viga, vigota e laje também, se intercaladas ou preenchidas com ferragem e concreto.

São exemplos de blocos de cerâmica e de concreto: bloco estrutural 14x19x29; bloco de vedação 14x19x39; meio bloco 14x19x19; bloco canaleta 14x19x29; e bloco meia canaleta 9x19x19.

Blocos cerâmica e concreto
Blocos cerâmica e concreto (imagem de Pxhere e Wikimedia)

Referências: Só Reparos.

Leia também: Quais são os tipos de blocos e a finalidade de cada um?

Você já conhecia a diferença entre esses dois materiais da construção? Comente!

Copiado!
Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquiteta & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.

Comentários