Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

[ATENÇÃO!] CREA-SP repudia a revogação da lei que garante o piso salarial de diplomados em Engenharia e Agronomia

por Redação 360 | 07/07/2021

Imagina você se formar em Engenharia e não ter garantia de salário mínimo. É esta a proposta que está avançando no Congresso. Veja o que diz o CREA!

O CREA-SP – o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo – está constantemente atuando em defesa dos seus profissionais. E não seria diferente agora, diante da Medida Provisória que está avançando no Senado Federal e que trata do salário mínimo dos diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária. Saiba mais no texto a seguir!

logo do CREA

A manifestação do CREA-SP

Recentemente, o CREA-SP lançou uma nota oficial para a imprensa com a mensagem clara de repúdio veemente contra a aprovação da Medida Provisória n° 1.040/2021. O Conselho se coloca contra essa emenda que sugere a revogação da Lei 4.950 de 1966 alegando que isso prejudicaria profissões essenciais ao desenvolvimento do Brasil.

O que diz a Medida Provisória?

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1.040/2021 na noite de quarta-feira 23 de julho de 2021, em sessão virtual. Seu texto foi editado pela Presidência da República em março deste ano e segue agora para tramitação no Senado. Nele, está escrito que:

  • diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária não teriam mais um salário mínimo definido;
  • que os conselhos profissionais não poderiam mais suspender o registro por inadimplência interferindo em cobranças administrativas e vetando execuções judiciais de multas por violação de ética inferiores a R$ 2500.
CREA
Imagem de CREA

Qual a opinião dos especialistas?

O CREA-SP – com CAU, Confea, Creas e demais entidades da Engenharia, Agronomia e Geociências – lembra que o salário-mínimo é direito conquistado pelos profissionais! Também que tais mudanças podem prejudicar o funcionamento dos conselhos e afetar a fiscalização do exercício da profissão.

A saber, hoje o CREA-SP – depois de 87 anos de exercício – está presente nos 645 municípios do Estado, conta com cerca de 350 mil profissionais registrados e 75 mil empresas registradas.

Diga para nós nos comentários se concorda ou não com esta Medida do Governo Federal?

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.