Engenharia 360

[ATENÇÃO!] CREA-SP repudia a revogação da lei que garante o piso salarial de diplomados em Engenharia e Agronomia

Engenharia 360
por Redação 360
| 07/07/2021 | Atualizado em 01/11/2021 2 min

Imagina você se formar em Engenharia e não ter garantia de salário mínimo. É esta a proposta que está avançando no Congresso. Veja o que diz o CREA!

[ATENÇÃO!] CREA-SP repudia a revogação da lei que garante o piso salarial de diplomados em Engenharia e Agronomia

por Redação 360 | 07/07/2021 | Atualizado em 01/11/2021

Imagina você se formar em Engenharia e não ter garantia de salário mínimo. É esta a proposta que está avançando no Congresso. Veja o que diz o CREA!

Engenharia 360

O CREA-SP – o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo – está constantemente atuando em defesa dos seus profissionais. E não seria diferente agora, diante da Medida Provisória que está avançando no Senado Federal e que trata do salário mínimo dos diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária. Saiba mais no texto a seguir!

logo do CREA

A manifestação do CREA-SP

Recentemente, o CREA-SP lançou uma nota oficial para a imprensa com a mensagem clara de repúdio veemente contra a aprovação da Medida Provisória n° 1.040/2021. O Conselho se coloca contra essa emenda que sugere a revogação da Lei 4.950 de 1966 alegando que isso prejudicaria profissões essenciais ao desenvolvimento do Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que diz a Medida Provisória?

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1.040/2021 na noite de quarta-feira 23 de junho de 2021, em sessão virtual. Seu texto foi editado pela Presidência da República em março deste ano e segue agora para tramitação no Senado. Nele, está escrito que:

  • diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária não teriam mais um salário mínimo definido;
  • que os conselhos profissionais não poderiam mais suspender o registro por inadimplência interferindo em cobranças administrativas e vetando execuções judiciais de multas por violação de ética inferiores a R$ 2500.
CREA
Imagem de CREA

Qual a opinião dos especialistas?

O CREA-SP – com CAU, Confea, Creas e demais entidades da Engenharia, Agronomia e Geociências – lembra que o salário-mínimo é direito conquistado pelos profissionais! Também que tais mudanças podem prejudicar o funcionamento dos conselhos e afetar a fiscalização do exercício da profissão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A saber, hoje o CREA-SP – depois de 87 anos de exercício – está presente nos 645 municípios do Estado, conta com cerca de 350 mil profissionais registrados e 75 mil empresas registradas.

Diga para nós nos comentários se concorda ou não com esta Medida do Governo Federal?

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo