Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça o betão que dura até 2 mil anos

Engenharia 360

2 min

POR Gilberto Batisti Junior 21/06/2013

Uma equipe de investigadores do Departamento de Engenharia Civil e Engenharia Ambiental da Universidade de Berkeley, na Califórnia, está estudando alternativas para a utilização de cimento Portland, ou betão, como é chamado na língua portuguesa européia, tendo por base a análise da constituição de amostras de cimento do tempo do Império Romano, recolhidas na cidade de Pozzuoli, perto de Nápoles.

Verificou-se que o cimento encontrado em Pozzuoli possui uma micro-estrutura de grande estabilidade e é extremamente durável, existindo estruturas com mais de dois mil anos ainda em excelentes condições. O betão moderno, fabricado com cimento, tem um tempo de vida útil que não ultrapassa os 50 anos.

betao-romano-02-blog-da-engenharia

A constituição do ligante usado pelos Romanos só agora é totalmente conhecida, graças à utilização da tecnologia de Advanced Light Source no Laboratório Nacional Lawrence Berkeley. Trata-se de um material baseado em  hidrossilicato de aluminato de cálcio, substância que é obtida pela mistura de cal e cinzas vulcânicas.

O betão assim conseguido tinha um comportamento especialmente interessante em ambientes agressivos, sendo usado frequentemente em obras portuárias e marítimas.
Nestes casos não era apenas o material usado que permitia obter betão estrutural de tão elevada qualidade. Também os métodos de fabricação usados eram determinantes, sendo a argamassa de cal e cinzas misturada com os agregados e submersa em  água salgada, confinada numa cofragem de madeira. Em vez de combater os elementos marítimos, os Romanos integravam-nos no próprio material.

betao-romano-blog-da-engenharia

A reprodução do processo de fabricação permitiu também concluir que o betão de Pozzuoli era mais ecológico e sustentável que o betão moderno, requerendo temperaturas de fabricação do ligante, inferiores a 1000ºC, ao contrário do cimento Portland que exige temperaturas próximas dos 1500ºC.

Apesar de possuir tempos de cura significativamente superiores ao betão de cimento portland e portanto não ser aplicável a todos os tipos de estruturas de Engenharia Civil, o betão de Pozzuoli é muito mais durável e sustentável. Além disso, a matéria prima básica do ligante, as cinzas vulcânicas, existe em grandes quantidades um pouco por todo o mundo, o que significa que a sua utilização pode ser novamente generalizada, tal como no tempo do Império Romano.

Via

Ambiental
Betão
blog da engenharia
Blog de Engenharia
cimento
dicas de engenharia
Dicas do curso de Engenharia
Engenharia
Engenharia Civil
Site Engenharia

Gilberto Batisti Junior

mais
Imagem padrão usuário Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
20 Peças de Teatro disponíveis no YouTube para assistir na quarentena | Lista 360
Crew Dragon é lançada em primeira missão tripulada da SpaceX
Você sabe o que é saúde 4.0?
ENEL realiza consumo médio de energia durante a pandemia: aprenda a fazer a medição
Saiba como medir a capacidade produtiva
Volkswagen lança seu novo modelo CUV, o Nivus
Podcast 360

Ouça ou baixe podcasts exclusivos da engenharia

Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ