Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça a incrível moto voadora testada pela Polícia de Dubai

por Redação 360 | 20/08/2021

Imagina sair por aí voando em uma moto voadora que mais parece um drone. Isso é o que algumas pessoas estão pensando em fazer. Então? Toparia dar uma volta?

A Hoversurf S3 é uma moto voadora, estilo drone, com decolagem e aterrissagem vertical. Ela é produto da empresa Hoversurf, a fabricante de drones fundada pelo russo Alex Atamanov, com sede nos Estados Unidos; e cujo objetivo é revolucionar a mobilidade urbana.

tecnologia
Imagem reproduzida de TurboSquid

Quais as principais características da moto voadora Hoversurf S3?

Movida a hélices e quatro motores elétricos, a Hoversurf S3, tem baterias híbridas de lítio, manganês e níquel, de 12,3 kWh e uma autonomia de 25 minutos. E ela pode ser pilotada remotamente (modo drone). Sendo que a sua bateria foi projetada para ser recarregada através de um sistema de carregamento portátil, em um tempo aproximado de 2,5 horas. Por fim, seus motores têm potência de 33kW cada; usados para girar as hélices de carbono de 3 pás – combinadas,  fornecem um empuxo total de 364 kg.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A saber, peso total da Hoversurf S3 é de 114 quilos, suportando o peso de uma pessoa de, no máximo, 100 quilos. Ademais, a velocidade atingida pela moto voadora pode chegar a 96 Km/h e a uma altura segura de 5 metros do nível do solo. 

Imagem reproduzida de Aniwaa
tecnologia
Imagem reproduzida de AeroExpo

Como funciona o sistema de pilotagem dessa moto voadora?

O sistema de pilotagem da Hoversurf S3 conta com:

  • três unidades de processamento individuais,
  • recursos de segurança que incluem auto-estabilizadores,
  • auto-decolagem e pouso automático,
  • além de um sistema eletrônico de segurança, que inclui pouso de emergência, sistema de alerta sonoro e visual e triagem anti-interferência.

O veículo possui também um display para exibição de informações do veículo e um módulo especial de “position round”, que mantém a posição e altitude estáveis. Ou seja, a Hoversurf S3 consegue ficar parada no mesmo lugar e altura!

tecnologia
Imagem reproduzida de Voicers

Para desenvolver a estrutura do Hoversurf S3, a empresa Hoversurf usou diferentes tipos de tecnologia de fibra de carbono. E, pensando na ergonomia, utilizou um modelo de assento que permite que o piloto se sinta confortável e seguro, em qualquer altura.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

tecnologia
Imagem reproduzida de Voicers

Como pilotar a moto Hoversurf S3?

A polícia de Dubai, cidade e emirado mais populoso dos Emirados Árabes, recebeu, em 2017, as primeiras unidades da Hoversurf S3 para treinamento dos seus oficiais. O departamento de inteligência artificial (IA) da polícia apostou no veículo eVTOL (veículo elétrico de decolagem e pouso verticalpara trânsito e acesso em áreas difíceis. O lado positivo é que, para pilotar a moto, não é exigida licença, pelo menos nos EUA, já que cumpriu os requisitos para ser classificada como ultraleve – isso dentro das normas norte-americanas da FAA (Federal Aviation Administration). 

Quer dizer que, em tese, pessoas comuns já poderiam encomendar sua Hoversurf S3 – que, em 2019, foi apresentada a um custo de 150 mil dólares. Entretanto, a empresa adverte que os compradores serão selecionados, para garantir que possam lidar com a nova tecnologia em segurança. Pela quantia adicional de 10 mil dólares, o cliente ainda pode adquirir um pacote de treinamento de 3 dias, com direito a passagem aérea para as instalações da empresa em Watsonville, CA, três noites de hospedagem e um traje de voo.

O vídeo a seguir mostra a polícia de Dubai em seu treinamento com a moto voadora Hoversurf S3:

Resultados obtidos nos treinamentos

Inicialmente, a Hoversurf S3 pode parecer um tanto quanto “limitada”, principalmente para ser usada por um departamento de polícia, levando-se em conta sua velocidade e autonomia de energia. Porém, alguns especialistas acreditam que, no futuro, com o emprego de novas tecnologias na fabricação das baterias – talvez com o uso do grafeno, por exemplo -, seja possível aumentar os tempos de voo dos eVTOLs. 

A empresa Hoversurf informou nas redes que já desenvolveu um novo sistema de ventiladores, com dutos menores e mais silenciosos, seguros e eficientes, com empuxo equivalente ao das hélices atualmente utilizadas. Além disso, ela planeja adicionar justamente essa ideia aos novos modelos de motos voadoras em projeto.


Fontes: Voicers, Auto Evolution, UOL, Tecno Games Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.