Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Como se tornar a pessoa talentosa que toda corporação deseja? (+DICAS)

por Felipe Rocha | 15/08/2016
Copiado!

Que o mercado de trabalho está complicado, todo mundo já sabe. Que as oportunidades de emprego estão escassas, também. Então, como ser o profissional ideal para uma empresa? Como se diferenciar em meio aos demais candidatos e garantir a tão sonhada vaga na área? Apresentamos abaixo o ideograma C.H.A., uma metodologia muito utilizada no mercado e um bom exercício de autoavaliação (e evolução), além de várias dicas e cursos (muitos deles gratuitos).
 

Como se tornar a pessoa talentosa que toda corporação deseja?

A sigla que representa a máxima da competência pessoal no mundo do trabalho e que está diretamente ligada ao talento é a C.H.A., que significa: conhecimento (saber fazer), habilidade (poder fazer) e atitude (querer fazer).


Ela é uma maneira eficaz de fazer uma autoavaliação e mensurar sua competência como profissional.

Como posso aplicar os conceitos do C.H.A?

CONHECIMENTO: é aquilo que recebemos de informação sobre um determinado assunto, seja em aulas, cursos, leituras ou exemplos práticos. O conhecimento, mesmo sendo uma base teórica, é considerado a base de todo o C.H.A.
 

Imagem: IBCCOACHING

Imagem: IBCCOACHING

Dica: adquira o hábito de buscar sempre mais conteúdos do que aqueles apresentados em aula. Como? Investindo em cursos livres. Caso não tenha disponibilidade de tempo, existem ótimas opções de cursos online de assuntos que são altamente valorizados pelas empresas. Colocamos abaixo algumas sugestões:

AutoCADclique aqui  (EAD | Gratuito)
Excel: clique aqui (EAD | Com certificado | Pago)
Liderança de Gestão – IETEC: clique aqui (EAD | Com certificado | Gratuito)
Gestão de Projetos: clique aqui (EAD | Com certificado | Pago)
Portal Veduca (plataforma que engloba dezenas de áreas de conhecimento:  clique aqui (EAD | Opções com Certificação| Gratuito)
FGV Online: clique aqui (EAD | Com certificado | Gratuito)
TED (plataforma que oferece palestras de curta duração nos mais diversos temas): clique aqui – (EAD | Gratuito)

 
HABILIDADE: pode ser traduzida nas experiências que se adquire ao fazer as coisas na prática, dentro do campo de atuação profissional. É na habilidade que se aplica o conhecimento.
Como vimos aqui no BDE, muitas vezes saímos da faculdade sem base prática, isto é, sem transformar conhecimento em habilidade, mas com muito conhecimento estocado, que com certeza será esquecido caso não seja aplicado ou exercitado. Um exemplo são as aulas de AutoCAD, software essencial para todo engenheiro, que geralmente aprendemos no segundo ano do curso, mas cai no esquecimento nos anos seguintes.
Com o mercado de trabalho enfraquecido, está mais difícil conseguir um estágio para por em prática todo conhecimento adquirido. Para isso, separamos algumas dicas para você não cair no esquecimento:
 

Imagem: Universia

Imagem: Universia

Dica: Pratique, crie, descubra e sempre seja curioso!

Acabaram as aulas de AutoCAD? Você pode fazer o download da versão de estudante totalmente gratuita oferecida no site Autodesk e praticar. Sabe a casa dos sonhos que você planeja construir após os anos de luta com a engenharia? Que tal projetá-la?

Crie o hábito de se organizar por meio de planilhas de Excel, criar métodos de acompanhamentos, controle financeiro, planos de estudo. Vale tudo! Treine os comandos para não fazer feio em uma entrevista prática.

Exemplos como esse são simples, mas de extrema importância para estar preparado para quando a oportunidade surgir.

 
ATITUDE: a atitude está diretamente ligada à pró-atividade. É ter motivos e razões para a tarefa ser realizada. A atitude é algo muito mais mental do que prático e teórico.
Sabia que a maior dificuldade das organizações tem sido em relação à “atitude”? Isso porque não se pode ensinar alguém a ter atitude através da transmissão de informações simplesmente. É preciso criar todo um contexto motivacional que envolva as pessoas e faça com que elas realmente se empenhem nas tarefas que tem a realizar.
Tendo a atitude como um gatilho mental e motivacional, pense: quantas e quantas vezes você, eu, nós, tivemos que tomar uma atitude para buscar um novo conhecimento e aprimorar uma nova habilidade? De nada adianta ter competência, habilidade e não ter atitude.
 

Imagem: VPGroup

Imagem: VPGroup


 

Dica: desenvolva dentro de si o espírito da proatividade.

  • Seja um bom comunicador – Indico a leitura do livro Como fazer amigos e influenciar pessoas, do escritor Dale Carnegie, que mostra técnicas de relacionamentos interpessoais.
  • Seja receptivo ao feedback – Muitas vezes vemos o feedback como um “puxão as orelhas”, mas é preciso ter humildade para ouvi-lo e absorvê-lo, afinal, é ele que vai mostrar pontos fortes e pontos que precisam ser melhorados.
  • Trabalho em equipe – Do estágio à direção, não importa o cargo que você ocupe, saiba trabalhar integrado com os outros colegas. Não se chega a um determinado resultado de forma isolada e acreditar que a autossuficiência é o caminho para uma carreira promissora pode ser tornar um grande erro.

 
Diante disso tudo, o que os recrutadores buscam nos candidatos? O que qualifica um profissional como competente? Bom, podemos considerar que competência = conhecimento X habilidade X atitude.
Quando qualquer um desses pilares inexistir, o produto será zero! Um profissional competente é aquele detém conhecimento, sabe aplicá-lo e tem inciativa para tal. Lembre-se: a sua evolução depende apenas de você!
Que tal começar a praticar o C.H.A. ainda hoje? As dicas acima são um ótimo ponto de partida (e se você tem outras dicas, compartilhe com a gente). 🙂

Copiado!

Comentários