Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Como saber se escolhi a profissão certa?

por Patrícia Pereira Pacheco | 24/01/2017
Copiado!

A Engenharia, assim como toda as ciências, nos dá um leque multidisciplinar de experiências e, sobretudo, de conhecimento. Por isso, não é novidade o fato de tratarmos, na vida acadêmica e profissional, com decisões, e muitas delas de suma importância para o futuro que se aproxima.
A preocupação (e boa) é apenas uma: preciso fazer algo para uma vida toda, algo que me motiva a atender um telefonema no momento mais inusitado do dia, do fim de semana ou do feriado. Não, isso não subtrai sua capacidade de viver, de aproveitar a família, a namorada/esposa e/ou os amigos. Negativo! Quando a escolha é por prazer, por vocação pertinente do nosso caráter pessoal, não há indisposição, não há desculpas, não há “chateação”, há visão e o mais importante: o sentimento de ter acertado, escolhido algo para toda uma vida.

Profissão é extremamente parecido com uma relação, é preciso amar, é preciso entender nosso lugar e a missão que isso traz!

defina-suas-escolhas
CONHECER A SI MESMO E A SUA ÁREA PROFISSIONAL não é tão simples. Quando coloco este ponto, falo do eu profissional, e isso academicamente envolve a ciência, e na Engenharia, assim como na Saúde e nas demais áreas, temos muitas vezes cursos com uma denominação, que acreditamos que tem determinadas atribuições e, na prática, não se aplica.
Você precisa conhecer, saber os limites da sua área e ver isso a longo prazo (se imagine não se enfadar ao longo de sua vida com esse nicho), do contrário, irá se arrepender ao se formar, e esse é um risco recorrente entre nós.

+ Escolha

Tenha experiências. O estágio, particularmente, foi um momento que me ajudou de forma providencial, em que comecei a ter contato no escritório com os projetos em planta, as solicitações, os cronogramas físico-financeiros e, sobretudo, com os engenheiros formados com larga experiência. Só é possível tomar uma decisão acadêmica que refletirá um futuro profissional de sucesso quando se tem objetivo.
Por fim, é notável que é preciso ter maturidade para escolher bem, como também ter o “faro” da sua vocação e do legado que se quer deixar! Seja autor, sobretudo, senhor seu, das suas próprias escolhas profissionais!

“Avante. Somos os senhores dos nossos destinos. Aonde se pode pensar, se pode chegar!”
(Gabriel Chalita)

Copiado!

Comentários