Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Chip é capaz de dessalinizar a água do mar

Engenharia 360

2 min

POR Gilberto Batisti Junior 27/11/2013

Visto que a disponibilidade de água doce potável no planeta parecer diminuir ao longo do tempo, novas maneiras de dessalinizar a água do mar estão sendo geradas (como pode ver aqui). Uma equipe internacional de químicos introduziu um novo método para a dessalinização da água marinha, que consome menos energia e é drasticamente mais simples do que as técnicas convencionais. O novo método usa um chip para criar um pequeno campo elétrico que remove os sais da água do mar, e exige tão pouca energia que pode ser executado em uma bateria comprada em loja. “A disponibilidade de água potável e para irrigação de culturas é um dos requisitos mais básicos para manter e melhorar a saúde humana”, disse Richard Crooks da Universidade do Texas, em Austin, que liderou a pesquisa com Ulrich Tallarek da Universidade de Marburg.
FotoPrototipoAGUA
O novo chip plástico funciona através da separação do sal a partir da água e dirigi-la ao longo de um caminho diferente. É necessária apenas uma pequena quantidade de tensão (3,0 volts) para alimentar esta separação. A água salgada atravessa o chip, uma pequena quantidade de tensão é aplicada, o que neutraliza alguns dos íons de cloreto na água salgada. Isso cria o que a equipe chama de “zona de depleção de íons”, que aumenta a quantidade de energia elétrica naquele local. O sal, em seguida, se separa da água quando se aproxima desta zona de depleção, saindo ao longo de um canal e água fresca ao longo de outro. Crooks e seus colegas têm, até agora, conseguido 25 por cento de dessalinização. Água potável requer 99 por cento de dessalinização, mas os cientistas estão confiantes em sua “prova de princípio” e acreditam que a dessalinização completa pode ser alcançada.
A técnica, chamada de dessalinização da água do mar eletro-quimicamente mediada, é patente pendente e está em desenvolvimento comercial pela empresa startup criada pelos cientistas. “As pessoas estão morrendo por causa da falta de água doce”, disse Tony Frudakis, fundador da empresa. “E isso continuará a acontecer até que haja algum tipo de avanço, e é isso que nós estamos esperando que a nossa tecnologia irá representar.” No momento, os microcanais do chip produzem cerca de 40 nanolitros de água dessalinizada por minuto. Mas os criadores estão confiantes de que o processo pode escalar até torná-lo prático para a produção de alguns litros de água por dia.

Apesar de ainda ser um processo demorado, o chip abre caminho para métodos mais práticos de dessalinização.

Apesar de ainda ser um processo demorado, o chip abre caminho para métodos mais práticos de dessalinização. (Imagem: www.utexas.edu)


Com informações

blog da engenharia
Blog de Engenharia
Blog de Engenharia Civil
Blog Engenharia
Dicas do curso de Engenharia
energia
Engenharia no Brasil
ENGENHEIRO
Site Engenharia
Sustentabilidade
tecnologia

Gilberto Batisti Junior

mais
Imagem padrão usuário Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
USP e UNICAMP oferecem cursos de Cálculo e Física gratuitos e completos no YouTube
Microsoft está treinando robôs em simulações da vida real em situações de risco extremo
5 autores de livros de ficção e algumas distopias | Lista 360
4 TED talks sobre como investir na humanidade e em si mesmo | Lista 360
Quais as atribuições de um Engenheiro de Produção?
Você sabe qual é o melhor horário para estudar?
Podcast 360
Ouça ou baixe podcasts
exclusivos da engenharia
Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ