Engenharia 360

Arquitetura da Disney: saiba qual a inspiração destas obras temáticas e os arquitetos do seu planejamento

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 16/02/2021 | Atualizado em 16/01/2023 6 min

Walt Disney transformou uma paixão platônica em uma obra grandiosa de Arquitetura Temática como ninguém nunca tinha visto antes.

Arquitetura da Disney: saiba qual a inspiração destas obras temáticas e os arquitetos do seu planejamento

por Simone Tagliani | 16/02/2021 | Atualizado em 16/01/2023

Walt Disney transformou uma paixão platônica em uma obra grandiosa de Arquitetura Temática como ninguém nunca tinha visto antes.

Engenharia 360

Muitas pessoas não admitem, mas o fato é que é impossível não ficar fascinado pelo mundo encantado da Disney e sua Arquitetura. Infelizmente, o próprio Walt Disney só esteve vivo na primeira metade do século XX. Porém, sua contribuição para o ramo do entretenimento foi absurdamente grande, avançando também para a área do design. E é justamente sobre isto que o Engenharia 360 abordará no texto a seguir! Confira!

Um breve panorama histórico

O senhor Walt Disney, depois da Primeira Guerra Mundial, tinha duas lindas filhas que gostavam muito de ir a parques de diversões. Walt, então, percebeu que estes locais costumavam serem sujos, barulhentos e sem qualquer opção de diversão para os pais. Foi quando ele teve a ideia de consultar arquitetos e outros profissionais para um plano bastante ousado: o de criar um parque como nada igual já visto pelo homem. E em 1955, Disney conseguiu transformar a sua vontade platônica em algo mais parecido ter saído dos sonhos infantis, a Disneyland de Anaheim, na Califórnia!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Claro que os planos de Disney eram bem maiores! Ele observou que vários visitantes do parque vinham do leste e começou a estudar a construção de um segundo parque, muito maior, na região de Orlando, na Flórida. Na época, estas terras eram de pouco valor, mas Walt enxergou longe e fez a sua aposta! Porém, lamentavelmente, ele faleceu pouco depois, em 1966. Isto fez com que o seu irmão, Roy Disney assumisse os negócios – o que fez com esmero até 1968, quando também faleceu. E finalmente, em 1971, a famosa Walt Disney World foi inaugurada.

Disney Parks
Disney Parks (imagem de Wikimedia)

O objetivo da Arquitetura da Disney

A Arquitetura da Disney é uma arquitetura completamente voltada ao entretenimento! Seu foco são os temas divertidos abordados em seus desenhos e longas metragens. Ela é projetada para estimular, ao máximo, a imaginação e a fantasia nas mentes das crianças e pais visitantes dos parques. Seria uma realidade refinada de um gigantesco cenário cinematográfico, onde a maior inspiração é a própria cultura americana.

A abordagem da Arquitetura Disney pode ser extremamente exagerada de imagens, ícones e motivos históricos e abstratos – tanto que até incomoda a maioria dos arquitetos -, mas inegavelmente é capaz de nos levar a um passeio utópico dentro dos mais maravilhosos contos de fadas!

Wald Disney
Disney Parks (imagem de Pixabay)

As principais características da Arquitetura Disney

Acredita-se que a Arquitetura Disney, de certo modo, retrata a vida, gosto e personalidade do próprio Walt Disney. O plano original era inserir os edifícios sobre um plano urbano de cidade autônoma, mas o conceito acabou resumido apenas à parques temáticos e resorts. Já os edifícios são ditos temáticos, a maioria recriações lúdicas de monumentos famosos ou de importância para a família Disney, com o objetivo de contar uma história.

Em meio a jardins paradisíacos, que lembram jardins europeus, estão as “8 lands” da Disney. Ao entrar no parque, a primeira coisa que se pode ver é a réplica das cidades onde os Disney passaram a infância – em Missouri e depois Kansas. O destaque vai para a réplica do corpo de bombeiros onde o pai de Walt e Roy, Elias Disney, trabalhou durante quase toda a sua vida. É neste mesmo prédio que ficava o apartamento particular de Walt Disney.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As 8 Lands

A primeira land é a Main Street USA. Ela é inspirada no meio oeste americano. Ela tem estações de trem, praças, bondes e réplicas de edifícios do período vitoriano. Curiosamente, suas construções tem a escala reduzida em cinco oitavos. A razão disso é psicológica, ou seja, trabalhar com a ilusão de altura e de perspectiva para fazer com que a própria rua pareça um brinquedo.

Main Street USA Disney
Main Street USA (imagem de Wikipedia)

A segunda land é a Adventureland. Ela tem um visual mais selvagem, inspirado na cultura africana e nas florestas tropicais – que levou a criação de filmes, como Indiana Jones.

Adventureland Disney
Adventureland (imagem de Wikipedia)

A terceira land é a Frontierland. Esta lembra o velho oeste americano do século XIX, com direito a sallons, pedreiras, rios e várias construções em madeira. A intenção, neste caso, era reviver o passado dos Estados Unidos.

Frontierland Disney
Frontierland (imagem de wdw news tv)

A quarta land é a Fantasyland. Seu desenho original era medieval europeu. Porém, em 1983 a área foi reformada e passou a retratar uma vila na Bavária – que, de acordo com Disney, é uma “terra de esperança e sonhos”. É neste ponto do parque que está o Castelo da Bela Adormecida, com arquitetura inspirada no Castelo de Neuschwansteins, na Alemanha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fantasyland Disney
Fantasyland (imagem de Wikipedia)

A quinta land é a Tomorrowland. Esta é a área mais futurista do local. Uma parte dela é baseada nas histórias de Julio Verne. Já outra parte é inspirada na arquitetura de Nova Orleans do século XIX.

Tomorrowland Disney
Tomorrowland (imagem de Wikimedia)

Por fim, a última land é a Mickey’s Toontown. Ela tem seu design inspirado nas construções de Los Angelis dos anos de 1930, onde fica a casa do personagem mais famoso da empresa, o Mickey.

Mickey’s Toontown Disney
Mickey’s Toontown (imagem de Wikipedia)

Os arquitetos e seus projetos mais famosos

“Se você pode sonhar, você pode fazer!” 

– Walt Disney

A Disney jamais cogitou trabalhar com uma arquitetura convencional para os seus parques. Desde sempre o negócio era mesmo o entretenimento. Bem no começo, a empresa já criou para si um grupo dedicado a desenvolver projetos personalizados. Talvez o segredo do seu império seja a WDI ou Walt Disney Imaginneering, o segmento de design da The Walt Disney Company. Ela é, hoje, responsável pela criação e manutenção criativa dos parques temáticos Disney em todo o mundo.

A WDI também sempre foi s supervisora dos projetos e execuções terceirizadas dos parques e adicionais. Sim, muitos outros profissionais aceitaram o desafio de trabalhar com a Disney! O primeiro foi Bruce W. McNeil da McNeil Construction Co. Junto dele, na época, vários engenheiros de estruturas detalharam os projetos de prédios e ruas, incluindo suas fundações e esqueletos. Mas, já na fase pós-moderna e contemporânea, teve-se a contribuição de vários arquitetos. Veja a lista!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Celebration, Florida
Celebration, Florida (imagem de Wikipedia)

Veja Também: O trabalho do Engenheiro de Produção na Disney

Arquitetos da Disney

  • Robert A. M. Stern:foi autor dos projetos para o BoardWalk e o Yacht and Beach Club Resorts do Walt Disney World Resort, inspirados nos clubes ingleses; também do Disney Ambassador Hotel em Urayasu-shi, no Japão; e do o Plano Diretor para a comunidade planejada da Disney conhecida como Celebration, Flórida, remetendo às pacatas cidades sulistas.
Walt Disney Robert A. M. Stern
Robert A. M. Stern (imagem de Wikimedia)
  • Philip Johnson: projetou o prédio urbano lúdico Town Hall.
  • Michael Graves: projetou os hotéis Walt Disney World Swan e Walt Disney World Dolphin, com formas de cisnes, golfinhos, ondas e conchas; uma agência postal em forma de farol; e um prédio em Burbank, Califórnia, revestido de anões.
Michael Graves
Michael Graves (imagem de Curbed)
Michael Graves
Michael Graves (imagem de Los Angelis Time)
  • Robert Venturi e Denise Scott Brown: autores de um banco imitando o antigo JPMorgan vault na esquina de Wall Street em Lower Manhattan.
  • Arata Isozaki: autor de um prédio da Team Disney em Orlando, Flórida, com relógios de sol e orelhas de rato.
Arata Isozaki
Arata Isozaki (imagem de Curbed)
  • Aldo Rossi = projetou o complexo de escritórios Celebration Place.

“(…) ousado e comum, original sem ser novo, revigorantemente simples na aparência, mas extremamente complexo no conteúdo e no significado. (seiria a Arquitetura Disney).” – palavras de Aldo Rossi, quando ganhou o Prêmio Pritzker, o “Oscar” da Arquitetura, em 1990.

Aldo Rossi
Aldo Rossi (imagem de Behance)

E você, já conhecia essas curiosidades? Comente!


Fontes: Wikipedia, Pixelshow, Furniture Homewares, Ame Arquitetura, Greelane, Jessica Gayoso.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital e Marketing Digital; estudante de Gestão de Projetos; e proprietária da empresa Visual Ideias.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo