Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Arquitetura da Disney: saiba qual a inspiração destas obras temáticas e os arquitetos do seu planejamento

por Simone Tagliani | 16/02/2021

Walt Disney transformou uma paixão platônica em uma obra grandiosa de Arquitetura Temática como ninguém nunca tinha visto antes.

Muitas pessoas não admitem, mas o fato é que é impossível não ficar fascinado pelo mundo encantado da Disney e sua Arquitetura. Infelizmente, o próprio Walt Disney só esteve vivo na primeira metade do século XX. Porém, sua contribuição para o ramo do entretenimento foi absurdamente grande, avançando também para a área do design. E é justamente sobre isto que o Engenharia 360 abordará no texto a seguir! Confira!

Um breve panorama histórico

O senhor Walt Disney, depois da Primeira Guerra Mundial, tinha duas lindas filhas que gostavam muito de ir a parques de diversões. Walt, então, percebeu que estes locais costumavam serem sujos, barulhentos e sem qualquer opção de diversão para os pais. Foi quando ele teve a ideia de consultar arquitetos e outros profissionais para um plano bastante ousado: o de criar um parque como nada igual já visto pelo homem. E em 1955, Disney conseguiu transformar a sua vontade platônica em algo mais parecido ter saído dos sonhos infantis, a Disneyland de Anaheim, na Califórnia!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Claro que os planos de Disney eram bem maiores! Ele observou que vários visitantes do parque vinham do leste e começou a estudar a construção de um segundo parque, muito maior, na região de Orlando, na Flórida. Na época, estas terras eram de pouco valor, mas Walt enxergou longe e fez a sua aposta! Porém, lamentavelmente, ele faleceu pouco depois, em 1966. Isto fez com que o seu irmão, Roy Disney assumisse os negócios – o que fez com esmero até 1968, quando também faleceu. E finalmente, em 1971, a famosa Walt Disney World foi inaugurada.

Disney Parks
Disney Parks (imagem de Wikimedia)

O objetivo da Arquitetura da Disney

A Arquitetura da Disney é uma arquitetura completamente voltada ao entretenimento! Seu foco são os temas divertidos abordados em seus desenhos e longas metragens. Ela é projetada para estimular, ao máximo, a imaginação e a fantasia nas mentes das crianças e pais visitantes dos parques. Seria uma realidade refinada de um gigantesco cenário cinematográfico, onde a maior inspiração é a própria cultura americana.

A abordagem da Arquitetura Disney pode ser extremamente exagerada de imagens, ícones e motivos históricos e abstratos – tanto que até incomoda a maioria dos arquitetos -, mas inegavelmente é capaz de nos levar a um passeio utópico dentro dos mais maravilhosos contos de fadas!

Wald Disney
Disney Parks (imagem de Pixabay)

As principais características da Arquitetura Disney

Acredita-se que a Arquitetura Disney, de certo modo, retrata a vida, gosto e personalidade do próprio Walt Disney. O plano original era inserir os edifícios sobre um plano urbano de cidade autônoma, mas o conceito acabou resumido apenas à parques temáticos e resorts. Já os edifícios são ditos temáticos, a maioria recriações lúdicas de monumentos famosos ou de importância para a família Disney, com o objetivo de contar uma história.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em meio a jardins paradisíacos, que lembram jardins europeus, estão as “8 lands” da Disney. Ao entrar no parque, a primeira coisa que se pode ver é a réplica das cidades onde os Disney passaram a infância – em Missouri e depois Kansas. O destaque vai para a réplica do corpo de bombeiros onde o pai de Walt e Roy, Elias Disney, trabalhou durante quase toda a sua vida. É neste mesmo prédio que ficava o apartamento particular de Walt Disney.

As 8 Lands

A primeira land é a Main Street USA. Ela é inspirada no meio oeste americano. Ela tem estações de trem, praças, bondes e réplicas de edifícios do período vitoriano. Curiosamente, suas construções tem a escala reduzida em cinco oitavos. A razão disso é psicológica, ou seja, trabalhar com a ilusão de altura e de perspectiva para fazer com que a própria rua pareça um brinquedo.

Main Street USA Disney
Main Street USA (imagem de Wikipedia)

A segunda land é a Adventureland. Ela tem um visual mais selvagem, inspirado na cultura africana e nas florestas tropicais – que levou a criação de filmes, como Indiana Jones.

Adventureland Disney
Adventureland (imagem de Wikipedia)

A terceira land é a Frontierland. Esta lembra o velho oeste americano do século XIX, com direito a sallons, pedreiras, rios e várias construções em madeira. A intenção, neste caso, era reviver o passado dos Estados Unidos.

Frontierland Disney
Frontierland (imagem de wdw news tv)

A quarta land é a Fantasyland. Seu desenho original era medieval europeu. Porém, em 1983 a área foi reformada e passou a retratar uma vila na Bavária – que, de acordo com Disney, é uma “terra de esperança e sonhos”. É neste ponto do parque que está o Castelo da Bela Adormecida, com arquitetura inspirada no Castelo de Neuschwansteins, na Alemanha.

Fantasyland Disney
Fantasyland (imagem de Wikipedia)

A quinta land é a Tomorrowland. Esta é a área mais futurista do local. Uma parte dela é baseada nas histórias de Julio Verne. Já outra parte é inspirada na arquitetura de Nova Orleans do século XIX.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tomorrowland Disney
Tomorrowland (imagem de Wikimedia)

Por fim, a última land é a Mickey’s Toontown. Ela tem seu design inspirado nas construções de Los Angelis dos anos de 1930, onde fica a casa do personagem mais famoso da empresa, o Mickey.

Mickey’s Toontown Disney
Mickey’s Toontown (imagem de Wikipedia)

Os arquitetos e seus projetos mais famosos

“Se você pode sonhar, você pode fazer!” 

– Walt Disney

A Disney jamais cogitou trabalhar com uma arquitetura convencional para os seus parques. Desde sempre o negócio era mesmo o entretenimento. Bem no começo, a empresa já criou para si um grupo dedicado a desenvolver projetos personalizados. Talvez o segredo do seu império seja a WDI ou Walt Disney Imaginneering, o segmento de design da The Walt Disney Company. Ela é, hoje, responsável pela criação e manutenção criativa dos parques temáticos Disney em todo o mundo.

A WDI também sempre foi s supervisora dos projetos e execuções terceirizadas dos parques e adicionais. Sim, muitos outros profissionais aceitaram o desafio de trabalhar com a Disney! O primeiro foi Bruce W. McNeil da McNeil Construction Co. Junto dele, na época, vários engenheiros de estruturas detalharam os projetos de prédios e ruas, incluindo suas fundações e esqueletos. Mas, já na fase pós-moderna e contemporânea, teve-se a contribuição de vários arquitetos. Veja a lista!

Celebration, Florida
Celebration, Florida (imagem de Wikipedia)

Veja Também: O trabalho do Engenheiro de Produção na Disney

Arquitetos da Disney

  • Robert A. M. Stern:foi autor dos projetos para o BoardWalk e o Yacht and Beach Club Resorts do Walt Disney World Resort, inspirados nos clubes ingleses; também do Disney Ambassador Hotel em Urayasu-shi, no Japão; e do o Plano Diretor para a comunidade planejada da Disney conhecida como Celebration, Flórida, remetendo às pacatas cidades sulistas.
Walt Disney Robert A. M. Stern
Robert A. M. Stern (imagem de Wikimedia)
  • Philip Johnson: projetou o prédio urbano lúdico Town Hall.
  • Michael Graves: projetou os hotéis Walt Disney World Swan e Walt Disney World Dolphin, com formas de cisnes, golfinhos, ondas e conchas; uma agência postal em forma de farol; e um prédio em Burbank, Califórnia, revestido de anões.
Michael Graves
Michael Graves (imagem de Curbed)
Michael Graves
Michael Graves (imagem de Los Angelis Time)
  • Robert Venturi e Denise Scott Brown: autores de um banco imitando o antigo JPMorgan vault na esquina de Wall Street em Lower Manhattan.
  • Arata Isozaki: autor de um prédio da Team Disney em Orlando, Flórida, com relógios de sol e orelhas de rato.
Arata Isozaki
Arata Isozaki (imagem de Curbed)
  • Aldo Rossi = projetou o complexo de escritórios Celebration Place.

“(…) ousado e comum, original sem ser novo, revigorantemente simples na aparência, mas extremamente complexo no conteúdo e no significado. (seiria a Arquitetura Disney).” – palavras de Aldo Rossi, quando ganhou o Prêmio Pritzker, o “Oscar” da Arquitetura, em 1990.

Aldo Rossi
Aldo Rossi (imagem de Behance)

Fontes: Wikipedia, Pixelshow, Furniture Homewares, Ame Arquitetura, Greelane, Jessica Gayoso.

E você, já conhecia essas curiosidades? Comente!

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.