Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


5 mitos e verdades sobre o ar-condicionado

por Redação 360 | 29/12/2020

Em um país com clima variado de norte a sul, tudo que o brasileiro quer é um ar-condicionado para ficar confortável, seja no trabalho ou em casa. No entanto, é preciso acabar com alguns mitos e saber o que é verdade ou não antes de fazer a instalação, seja em sua residência/empresa ou mesmo para orientar algum cliente durante o projeto. Para esclarecer definitivamente algumas dúvidas, nós contamos o que é falso e o que não é neste texto.

1. MITO: Ar-condicionado te deixa gripado

O que te deixa gripado não é o ar-condicionado, são vírus transmitidos pelo ar. Obviamente, se houver alguém doente no local, a chance de você se contaminar pode ser mais alta. Mas, a gripe, em si, não é causada pelo aparelho. O que pode acontecer é o ar-condicionado te deixar com a garganta ressecada, já que ele diminui a umidade do ar. Mas, já existe tecnologia e inovação que dá conta do recado, como as linhas da Midea.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vale lembrar que é importante configurar bem seu aparelho e manter a manutenção em dia para evitar o acúmulo de partículas de poeira nos filtros, que podem ser dispersadas no ambiente. 

Um exemplo é o Xtreme Save, da Midea, que garante segurança e qualidade do ar com um sistema Íon + Tripla filtragem reduz as impurezas do ar, eliminando até 99% dos vírus e bactérias. Ele também tem a função autolimpeza com a tecnologia Active Clean, que auxilia na limpeza do equipamento evitando acúmulo de poeira e fungos que causam odores desagradáveis. 

Ainda, o modelo janela Springer Midea Mecânico também possui sistema de renovação do ar, deixando-o mais puro e saudável.

banner Janela springer midea

2. VERDADE: O consumo de energia varia conforme a temperatura

O consumo do aparelho de ar-condicionado aumenta conforme ele opera nos extremos de temperatura (mínima ou máxima). Quanto maior for a diferença com a temperatura do local, maior a demanda por energia. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os aparelhos do tipo Inverter possuem uma vantagem que é menor consumo de energia, já que não desligam o condensador quando atingem a temperatura estipulada pelo usuário. O modelo AirStill da Midea, por exemplo, consegue atingir até 82% de economia de energia o modo Eco Noite, sendo o modelo mais econômico que você encontra no mercado.

banner ar condicionado midea

Outro exemplo é dos sistemas VRF (Fluxo de Gás Refrigerante Variável), que têm várias unidades internas conectadas em um mesmo sistema e são muito usados em edifícios com certificação sustentável (como a LEED – Leadership in Energy and Environmental Design). Clique aqui para conferir mais sobre eles.

3. MITO: Ar-condicionado é só para o verão

No Brasil, não temos um inverno tão rigoroso, mas não significa que não faça frio em algumas cidades. Os aparelhos chamados ciclo quente e frio são exatamente para esses locais e podem ser usados no frio e no calor. 

Exemplos de modelos Quente e Frio são os modelos AirStill e Springer Midea Mecânico da Midea, que também são extremamente econômicos. 

4. MITO: Todo ar-condicionado é ruidoso e consome muita energia

Os antigos aparelhos de ar-condicionado realmente faziam barulho e consumiam uma energia elevada, tanto que só existiam em casas de pessoas com melhores condições financeiras. No entanto, com a tecnologia atual, os equipamentos são silenciosos e muito mais econômicos, de modo que também são mais acessíveis à população de modo geral.

Mesmo os modelos portáteis, que são famosos por serem mais ruidosos, já estão disponíveis no mercado em versões silenciosas. É o caso do modelo portátil Springer Midea, que tem até o modo não perturbe e a função dormir, ambos silenciosos, oferecendo maior conforto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

banner ar condicionado midea

5. VERDADE: Locais muito ensolarados e com vento aumentam o consumo de energia

Se você for instalar um ar-condicionado, é preciso vedar bem as portas e as janelas, para evitar que o consumo de energia seja elevado e para manter a temperatura adequada no local. O ideal é fazer a instalação em uma parede onde não bate sol, para evitar que o aparelho esquente e também consuma mais.

Não se esqueça de optar por um modelo com Classificação A no PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem). Esses que nós já citamos aqui no texto todos são caracterizados por serem modelos econômicos, projetados pensando em locais tropicais. 

banner ar condicionado midea

Conhece mais algum mito ou verdade ou tem alguma dúvida? Deixe nos comentários!

Comentários

Engenharia 360
Artigo Patrocinado