Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Zaha Hadid: papel da mulher na construção civil através do perfil de quem realmente fez história

por Simone Tagliani | 29/10/2020
Copiado!

Neste texto, trouxemos nomes de mulheres na construção e exemplos de suas criações, focando em Zaha Hadid, um nome de grande peso na Arquitetura e Engenharia Civil.

Atualmente, tem se questionado muito a limitada participação feminina em diversos setores da indústria, incluindo o da construção civil. Infelizmente, existe um tabu quanto às mulheres trabalhando com Arquitetura e Engenharia. Em síntese, a relevante atuação de grandes nomes, como a arquiteta Zaha Hadid, provam que as mulheres podem contribuir positivamente para o setor. Continue lendo para saber mais!

Zaha Hadid
Opera House de Guangzhou (imagem de Pxfuel)

Mulheres de destaque na história da Arquitetura e Engenharia

No Brasil

Vamos começar a lista pelo Brasil! A primeira mulher a se tornar engenheira no país foi Edwiges Maria Becker Hom’meil, no Rio de Janeiro, em 1917. Já a primeira mulher negra a se formar nesta profissão foi Enedina Alves Marques, no Paraná, em 1945. Contudo, foi uma estrangeira, chegada em solo brasileiro apenas um ano depois, que mais se destacou na construção civil. Logo, a italiana Lina Bo Bardi foi a responsável por um dos projetos mais emblemáticos da arquitetura moderna brasileira: o Museu de Arte de São Paulo (MASP).

imagem em preto e branco da fachada do MASP
Museu de Arte de São Paulo, o MASP (imagem Jorge Marazzo em Flickr)

No mundo

No âmbito mundial, uma das pessoas que mais ultrapassaram barreiras na profissão foi Jeanne Gang. Ela, além de ser mulher atuante na construção civil, defende a sustentabilidade nos projetos e foi a primeira mulher a projetar um arranha-céu – a Torre Aqua de Chicago, de 2007.

Emily Warren Roebling foi a mulher responsável pela construção da famosa ponte do Brooklyn, na década de 1870. Patricia Galloway foi a primeira presidente da Sociedade Americana de Engenheiros Civis, em 2006. Por último, Yvonne Farrel e Shelley McNamara foi a primeira dupla de arquitetas a ganhar o Prêmio Pritzker, em 2020 – considerado o “Oscar da Arquitetura”.

“Hoje em dia vemos o tempo todo mais arquitetas estabelecidas. Mas isto não significa que seja fácil. Às vezes os desafios são imensos. Houve uma mudança tremenda nos últimos anos e vamos continuar com este progresso.”

Zaha Hadid, durante o recebimento de uma medalha oferecida pelo Instituto Real de Arquitetos Britânicos.
Torre Aqua de Chicago
Torre Aqua, projeto de Jeanne Gang (imagem de Joevare em Flickr)

Sobre a participação das mulheres na arquitetura brasileira, é preciso considerar:

  • Predomínio dos homens no ensino e na profissão;
  • Porcentagem maior de mulheres atuantes na área atualmente;
  • Todas elas precisam enfrentar uma “jornada dupla”; e
  • Enfrentar notável desigualdade de gênero, como a baixa representatividade do sexo feminino em cargos importantes no mercado de trabalho.

O perfil da arquiteta Zaha Hadid

Zaha Hadid é outra profissional de destaque na história da construção civil, também ganhadora do Prêmio Pritzker, em 2004. Natural do Iraque, se graduou em Arquitetura na cidade de Beirute, capital do Líbano, no ano de 1972. Em Londres, anos depois, teve contato com profissionais como Rem Koolhaas, com quem trabalhou durante quatro anos. Enfim, nos anos 80, ela abriu o seu próprio escritório, o Zaha Hadid Architects – onde trabalhou até falecer, em 2016, aos 65 anos.

Zaha Hadid
Zaha Hadid (imagem de Dmitry Ternovoy, por Wikipedia)

As principais obras de Zaha Hadid

Sem dúvidas, a arquiteta Zaha Hadid construiu um ótimo legado na história da Arquitetura mundial. Suas obras têm como características principais as linhas curvas e traços orgânicos, seguindo um estilo não linear. Dessa forma, hoje em dia, seus projetos são descritos como sendo de uma estética desconstrutivista.

Enquanto esteve atuando no Office for Metropolitan Architecture, participou de trabalhos como o da ampliação do Parlamento Holandês. Já com o seu escritório, desenvolveu projetos ainda mais emblemáticos – como o projeto vencedor do concurso chinês para um clube em Hong Kong, o “The Peak“. Anos depois, criou um edifício escultural para o corpo de bombeiros do campus de design Vitra, na Alemanha. Também o plano para o teatro de Guangzhou, inaugurado em 2011; para o Centro Aquático de Londres 2012; e o Estágio para as Olimpíadas de Tóquio 2020.

Corpo de bombeiros Vitra, projeto de Zaha Hadid
Corpo de bombeiros Vitra (imagem de Markus Keuter em Flickr)
Centro Aquático de Londres 2012 , projetado por Zaha Hadid
Centro Aquático de Londres 2012 (imagem de George Rex em Flickr)

São outras obras importantes do currículo da arquiteta Zaha Hadid: o Centro de Arte Contemporânea de Cincinnatti; o Museu de Arte Contemporânea de Roma, Itália; o Edifício do Porto de Antuérpia, na Bélgica; e o Centro Científico Phaeno, em Wolfsburg, Alemanha.

Fontes: MKS Empreendimentos, Viva Decora, Mackenzie.

Leia também: Um debate sobre como o sexismo acontece na área da construção civil [e o que pode mudar]

Conhece mais alguma mulher notável nessa área que não foi citada? Comente!

Copiado!
Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquiteta & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.

Comentários