Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Vaso sanitário é capaz de detectar ataques cardíacos

por Larissa Fereguetti | 26/03/2019
Copiado!

Nos últimos anos, os aplicativos e apetrechos que monitoram a saúde estão bombando. Um exemplo são os que monitoram parâmetros relacionados ao condicionamento físico (batimentos cardíacos, calorias queimadas, etc.), como pulseiras e relógios. Alguns não são tão convencionais assim, como o vaso sanitário que pode detectar ataques cardíacos. Pois é, agora você pode ser monitorado até quando vai ao troninho.

vaso sanitário pode detectar ataque cardíaco
Imagem: futurism.com

+ Vaso sanitário que pode detectar ataques cardíacos

Na verdade, não é o vaso sanitário inteiro. Os sensores ficam no assento. Há três diferentes: um que realiza eletrocardiograma e mede a atividade do coração, um que mede a força com a qual o coração bombeia sangue para o corpo (balistocardiograma) e um para medir os níveis de oxigênio (fotopletismografia). Com esses dados, é fácil identificar os sinais de uma insuficiência cardíaca.

vaso sanitário pode detectar ataque cardíaco
Imagem: spectrum.ieee.org

A engenhoca é do time de pesquisadores do New York’s Rochester Institute of Technology. Os dados do assento podem ser transmitidos diretamente para os médicos por meio da conexão Wi-Fi. Quem diria que veríamos um troninho com conexão Wi-Fi, não é mesmo? Eles possuem, ainda, alimentação por bateria e são a prova d’água. Não é preciso que o paciente faça nenhuma configuração.

vaso sanitário pode detectar ataque cardíaco
Imagem: futurism.com

Benefícios

A ideia não é um monitor para todas as pessoas. O objetivo é que ele seja implantado na residência de pacientes de risco ou que já sofreram ataques cardíacos. Isso pode reduzir as taxas de internação hospitalar. Aindauase todos os dispositivos que moni, é mais fácil monitorar pelo vaso sanitário que esperar pelo monitoramento do próprio paciente, que pode ser feito de forma inadequada.

O preço, no entanto, é elevado: quase 2.000 dólares. Mesmo assim, para os pesquisadores, ele é considerado um investimento, visto que pode economizar dinheiro para hospitais. Eles consideraram que cerca de 25% dos pacientes são readmitidos no hospital 30 dias após a alta e 45% voltam dentro de 6 semanas.

Basicamente, é mais uma prova de como a tecnologia, nas doses certas, pode ser uma grande aliada do cuidado com a saúde. Ela também pode deixar um hipocondríaco muito mais feliz, mas é preciso ter cuidado para não interpretar os dados de forma errônea. Por isso que quase todos os dispositivos que monitoram a saúde não devem fazer diagnósticos completos, eles devem ser ferramentas auxiliares no diagnóstico médico. Use com moderação!

Referências: Daily Mail; Inquisitr.

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários