Engenharia 360

ZERO carros com motores a combustão depois de 2035, é o que decidiu a UE

Engenharia 360
por Redação 360
| 31/10/2022 | Atualizado em 02/11/2022 2 min

ZERO carros com motores a combustão depois de 2035, é o que decidiu a UE

por Redação 360 | 31/10/2022 | Atualizado em 02/11/2022
Engenharia 360

Estamos a um segundo do apocalipse ambiental; e, sim, é culpa do ser humano! Destratamos demais o meio ambiente; consumimos além do possível; e, durante anos, não ligamos para as consequências. Agora, estamos correndo atrás do atraso. Será que vamos conseguir? Infelizmente, só o tempo dirá! Ideias para amenizar os impactos já foram lançadas – aos montes. Mas já deveríamos ter as colocado em prática. Bom, pelo menos a União Europeia já decidiu abolir de vez a comercialização de motores a combustão em seu território depois de 2035.

motores a combustão
Imagem reproduzida de Notícias ao Minuto

O porquê da proibição

Esta decisão foi tomada com base no acordo provisório sobre reduções de CO2 lançado dia 27 de outubro deste ano em Bruxelas – com aprovação final ainda pendente pelos países membros do Parlamento Europeu e da Comissão Europeia. A ideia é cumprir o que foi chamado de “Fit for 55”, um plano para redução das emissões prejudiciais ao clima em 55% – com base no que tínhamos nos anos de 1990 – até 2030 e alcançar a neutralidade climática até 2050. E entra nisso a meta de 100% de veículos com emissão zero em 2035 com fases intermediárias entre 2025 e 2030.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

motores a combustão
Imagem reproduzida de Blog Oficinas ZF PROTECH

Este é um passo importante para a União Europeia cumprir sua promessa de neutralizar suas emissões de gases-estufa até o meio do século – meta hoje, aliás, ameaçada em razão da crise energética em torno da guerra na Ucrânia.

Veja Também: Engenharia Automotiva: qual o futuro da mobilidade para 2025, 2030 e 2050?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que diz o acordo da UE

Esta negociação é considerada histórica – anunciado às vésperas da COP 27, conferência climática da ONU que começa no dia 6 de novembro, no Egito. Agora as montadoras devem atingir um corte de 100% nas emissões de CO2 em novos veículos até 2035. Na prática, isso proibiria a venda de carros e vans novos movidos a gasolina ou diesel no bloco de 27 países. Seria 55% a menos de poluição gerada pelas fabricantes. Este pode ser o início de uma grande transição para o continente e o mundo!


A saber, atualmente, os carros respondem por 12% de todas as emissões de CO2 no bloco da União Europeia. Enquanto isso, o transporte em geral responde por cerca de um quarto. O lado bom é que 12% dos automóveis zero km vendidos hoje no bloco são elétricos.

veiculos elétricos
Imagem reproduzida de Revista Carro

Fontes: UOL, Globo.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo