Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

2 min

POR Kamila Jessie 09/04/2019

O cenário de poluição por plástico vem assumido dimensões oceânicas (trocadilho intencional) e, com isso, exige medidas na mesma proporção. Nesse contexto, uma organização não-governamental chamada The Ocean Clean Up concebeu um sistema de limpeza oceânica (o System 001), com o objetivo de retirar plástico da superfície do oceano.

A ambição do projeto é levá-lo ao Great Pacific Garbage Patch, o maior depósito de lixo oceânico do mundo. Para isso, estão sendo feitos testes, visando avaliar o potencial da máquina e melhorá-lo. No caso, os profissionais envolvidos são mais de 80 engenheiros, pesquisadores e cientistas, trabalhando diariamente para livrar o oceano do plástico.

sistema de limpeza oceânica
Imagem: theoceancleanup.com/updates/pacific-trials-results-system-001-is-go/

O sistema é na forma tubular e configura uma barreira flutuante em forma de U de 600 metros de comprimento com uma “saia” de três metros de profundidade anexada logo abaixo. A barreira foi projetada de forma sustentável e inteligente para ser impulsionada pelo vento e pelas ondas, a fim de capturar de forma autônoma o resíduo que cruza seu caminho, aproveitando-se das correntes marítimas que conduzem o lixo.

sistema de limpeza oceânica
Imagem: theoceancleanup.com/technology

“Devido à sua forma, os detritos são conduzidos para o centro do System 001. Movendo-se ligeiramente mais rápido que o plástico, o sistema atua como um gigante Pac-Man, “roçando” a superfície do oceano”. – explica a organização.

O objetivo da ONG é expandir o sistema de limpeza oceânica para uma frota de 60 pac-mans devoradores de plástico, o que permitiria remover aproximadamente metade do plástico da Great Pacific Garbage Patch em cinco anos.

Primeiros testes do sistema de limpeza oceânica:

O System 001 foi lançado em 8 de setembro de 2018. A experiência, em escala real, reforçou o tamanho do desafio e como as intempéries influenciam no projeto.

Live disponibilizada no lançamento do sistema de limpeza oceânica.

A implementação de grandes ideias requer grandes esforços. Este primeiro teste do sistema de limpeza oceânica durou quatro meses e foi necessário retorná-lo à costa, mas a equipe segue otimista.

“O System 001 é o nosso primeiro sistema e planejamos aprender muito com essa nova tecnologia. Durante os quatro meses de implantação, os desafios que enfrentamos nos trouxeram uma maior compreensão do ambiente do Great Pacific Garbage Patch e como nosso sistema se comporta nele. Todos os três turnos coletaram incríveis quantidades de dados que estamos usando agora para melhorar o design de nossa tecnologia. O sistema de limpeza oceânica foi trazido de volta ao porto, mas retornaremos ao Patch com um design melhorado nos próximos meses”, diz The Ocean Clean Up no vídeo de divulgação da primeira missão:

Vídeo resumo da primeira missão.

Referências: The Ocean Clean Up

limpeza oceânica
lixo oceânico
plástico nos oceanos
poluição dos oceanos
poluição oceânica
soluções engenharia

Kamila Jessie

Doutoranda em Hidráulica e Saneamento, formada em Engenheira Ambiental e Sanitária, sonhadora em tempo integral, amante de ciências e inventividades.

mais
Engenharia 360 Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
3 coisas que um engenheiro deveria olhar ao comprar um fone de ouvido
Pesquisadores desenvolvem ferramenta portátil para detecção de cianotoxinas
Substituição no anodo de grafite pode melhorar as baterias recarregáveis
Bombeamento de água subterrânea interfere na vazão de rios: veja efeitos nos EUA
Curso de especialização na Europa pode ser mais barato que um MBA no Brasil
Novo sistema de prótese manual promete maior precisão e treinamento mínimo
Podcast 360
Ouça ou baixe podcasts
exclusivos da engenharia
Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

6 Resultados