Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

4 TED talks sobre como investir na humanidade e em si mesmo | Lista 360

por Kamila Jessie | 30/03/2020
Copiado!

Em tempos de quarentena, vale ouvir vozes diferentes e opiniões também. Nesse sentido, TED talks são uma ferramenta edificante. Pensando nisso, a gente selecionou algumas TEDs que não são necessariamente motivacionais, mas que podem ajudar a encontrar propósito individual para investir no nosso tempo, lembrando sempre de tomar o cuidado com o que nos inspira de verdade.

1 – Competitividade reinventada | Mauricio Benvenutti

Mauricio Benvenutti é escritor de um best-seller de negócios, empreendedor, mentor e cidadão emérito pelo seu município. Nessa TED, ele trata de competitividade e soft skills que interessam de verdade, lembrando sempre que algo importantíssimo na hora de investir em si próprio é ter propósito e reconhecer o que você faz, para obter a versão melhorada de si mesmo.

2 – Qual o seu real tamanho? | Marcio Libar

Marcio Libar é ator, diretor e palhaço. Seu trabalho como artista vai além dessa cena e entra em filosofia de vida, inspirada no “perdedor”. Essa TED faz a gente questionar o que é sucesso e as dimensões das nossas emoções, o que é fundamental de ser entendido para que a gente se aceite e, nesse escopo, se baste.

3 – O manual anti-CEO | Hamdi Ulukaya

Acrescentamos essa TED de Hamdi Ulukaya para praticar o inglês e reforçar a ideia de que muitas figuras inspiradores são controversas. Elon Musk é exemplo desse tipo de pôster-boy.

Em um apelo aos líderes corporativos em todo o mundo, o fundador da Chobani, Hamdi Ulukaya, pede o fim do protocolo de negócios e compartilha sua visão de um novo “manual de instruções anti-CEO” que prioriza as pessoas. É um lembrete para quando a gente idealizar CEOs por aí, de que por trás desses impérios, há pessoas, que precisam de dignidade e gratidão.

4 – “Team Human” no futuro digital | Douglas Rushkoff

Por último, mas não menos importante, selecionamos outra TED Talk clássica para colocar o inglês em dia e reforçar que tecnologia precisa ser desenvolvida para os humanos e não o contrário. Essa ideia está no nosso juramento de formatura na Engenharia.

Douglas Rushkoff é um teórico de mídia que, em “Como ser do ‘time dos humanos’ na era da tecnologia digital” promove um desabafo sobre como precisamos pensar primeiro nas pessoas para lidar com os desafios do futuro e do presente. Aqui, criatividade é colocada como crucial para reconhecer o nosso valor e uma balança é colocada entre tecnologia e humanidade.

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários