Engenharia 360

Superadobe: Construção Sustentável e Resistente a Terremotos 

Engenharia 360
por Kamila Jessie
| 27/05/2019 | Atualizado em 01/02/2024 5 min
Imagem de Mick L em Flirck

Superadobe: Construção Sustentável e Resistente a Terremotos 

por Kamila Jessie | 27/05/2019 | Atualizado em 01/02/2024
Imagem de Mick L em Flirck
Engenharia 360

O Superadobe é amplamente reconhecido como um material altamente sustentável, devido à sua utilização de recursos locais e sua comprovada resistência a climas extremos e terremotos em todo o mundo. Embora já tenhamos discutido aqui, no Engenharia 360, sobre materiais alternativos na construção civil com uma abordagem sustentável, o Superadobe transcende essa perspectiva e se integra à arquitetura tradicional. Continue lendo este texto para saber mais!

superadobe
Imagem de Earthworm em Flirck - https://www.flickr.com/photos/earthworm/4694624229

Veja Também: Qual é a definição de construção pau a pique e de que maneira é usada na atualidade?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que é Superadobe para a Engenharia?

O superadobe é uma técnica de construção sustentável que utiliza sacos preenchidos com materiais do local, como terra ou areia, empilhados e compactados em camadas para criar estruturas resistentes. Essa técnica é conhecida por sua eficiência, custo relativamente baixo e resistência a terremotos.

Quais as principais vantagens do Superadobe?

As principais vantagens do superadobe incluem:

  • Sustentabilidade: Utiliza materiais locais, como terra, reduzindo a pegada ecológica e minimizando o impacto ambiental.
  • Custo Efetivo: Geralmente mais acessível em termos de materiais e construção, especialmente em comparação com métodos tradicionais.
  • Resistência a Desastres Naturais: As estruturas superadobe são conhecidas por sua resistência a terremotos e outros desastres naturais devido à flexibilidade e durabilidade do material.
  • Isolamento Térmico e Acústico: Oferece bom isolamento térmico e acústico devido à massa térmica das paredes.
  • Versatilidade: Pode ser usado para construir uma variedade de estruturas, desde casas simples até edifícios mais complexos, permitindo flexibilidade de design.
  • Fácil Aprendizado e Construção: A técnica é relativamente simples, o que pode permitir a participação da comunidade local na construção de suas próprias habitações.
  • Baixa Manutenção: Estruturas superadobe geralmente exigem menos manutenção ao longo do tempo.

Qual a origem do conceito de Superadobe?

A ideia por trás do Superadobe originou-se do visionário arquiteto iraniano-americano Nader Khalili. Ele apresentou pela primeira vez a concepção de construir com sacos de terra em um simpósio da NASA em 1984, quando a agência espacial desafiou os participantes a pensar em métodos de construção para a Lua e Marte, considerando a disponibilidade de materiais locais para evitar custos exorbitantes de transporte da Terra para o espaço.

Khalili se inspirou em habitações ancestrais localizadas em climas rigorosos, como os desertos do Oriente Médio. Essas estruturas serviram de base para o conceito do Superadobe, pois já haviam demonstrado uma notável capacidade de resistência a desastres naturais devastadores. De fato, edifícios construídos com Superadobe permaneceram de pé após eventos como o terremoto de magnitude 7,2 no Nepal em 2015 e o furacão Maria em Porto Rico.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

superadobe
Imagem de Jan Tik em Flirck - https://www.flickr.com/photos/jantik/7055156

Veja Também:

Descubra 10 casas com arquitetura surpreendente para alugar no Airbnb

Como é feito o Superadobe?

A fabricação do Superadobe envolve sacos de polipropileno preenchidos com uma mistura de terra e cal, empilhados e cobertos com camadas de terra, cal, grama e esterco de cavalo para criar as paredes da estrutura. Posteriormente, elementos regionais, como telhas de barro produzidas localmente, podem ser incorporados à arquitetura. O Superadobe, portanto, permite a preservação das culturas e tradições locais, tanto em termos de arquitetura quanto do uso da terra.

Embora o Superadobe compartilhe semelhanças com o adobe tradicional, que também é feito de terra e materiais orgânicos, sua formulação inclui cal e uma disposição em sacos de polipropileno, separados por arame farpado. Isso permite uma maior versatilidade na criação de formas arquitetônicas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além disso, as residências construídas com Superadobe têm uma durabilidade estimada em séculos e podem ser uma fonte lucrativa de produção. Em comunidades remotas, a fabricação do material também oferece potencial para criar autonomia e empregos mais bem remunerados para a população local.

superadobe
Imagem de Gabriel Anast em Wikimedia - https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Tube_walls.jpg

Veja Também: Engenharia Patológica: a arte de preservar as construções civis

Quais os exemplos de Superadobe pelo mundo?

O Superadobe tem sido adotado em todo o mundo, desde abrigos de emergência até residências luxuosas.

Ele foi utilizado em uma variedade de contextos, desde estruturas construídas pela Oxfam International em campos de refugiados na Jordânia até edifícios da organização educacional sem fins lucrativos Ojai Foundation, que sobreviveram a incêndios florestais devastadores em dezembro de 2017. Essas estruturas frequentemente apresentam formas de cúpulas, consideradas mais resistentes aos elementos devido à física por trás de sua construção, embora também seja possível adotar designs mais tradicionais.

Tanto o Adobe quanto o Superadobe têm demonstrado sua aplicabilidade em climas extremos, como o de Hueyapan, no México, que enfrenta temperaturas extremas durante o dia e a noite. Como materiais térmicos, tanto o Adobe quanto o Superadobe, como explicamos antes, têm a capacidade de absorver o calor do ambiente durante o dia, proporcionando uma sensação de frescor em seu interior, e liberando-o gradualmente durante a noite, contribuindo para o conforto dos ocupantes.

superadobe
Imagem de Ricardo Cacho em Pexels

Considerações Finais

Diante de todos esses benefícios e aplicações, fica claro que o Superadobe é uma alternativa concreta e promissora na construção sustentável e resiliente. Sua capacidade de resistir a desastres naturais, seu uso de recursos locais e sua longa durabilidade fazem dele uma escolha atraente para comunidades ao redor do mundo.

Além disso, ao preservar as tradições e culturas locais, o Superadobe não apenas constrói casas, mas também fortalece comunidades, oferecendo empregos e autonomia. Portanto, o Superadobe representa um exemplo inspirador de como a arquitetura pode ser verdadeiramente sustentável, adaptável e resiliente às adversidades do ambiente em que está inserida.

E então, a técnica de construção via superadobe parece ser uma alternativa sólida e viável atualmente? Escreva sua resposta na aba de comentários!

Veja Também:


Fonte: BBC. Vogue.

Foto de Capa: reproduzida de Flickr

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Kamila Jessie

Doutora em Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo (EESC/USP) e Mestre em Ciências pela mesma instituição; é formada em Engenharia Ambiental e Sanitária pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG) com período sanduíche na University of Ottawa, no Canadá; possui experiência em tratamentos físico-químicos de água e efluentes; atualmente, integra o Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica (CePOF) do Instituto de Física de São Carlos (USP), onde realiza estágio pós-doutoral no Biophotonics Lab.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo