Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Como funciona sistema de cadeira elevatória para idosos? | 360 Explica

por Redação 360 | 03/12/2021

Subir e descer escadas pode ser uma tarefa muito complicada para os idosos. Inclusive, pode ser um motivo para acidentes domésticos. Há solução para isso!

De acordo com o Ministério da Saúde, 40% dos brasileiros idosos, com 80 anos ou mais, sofrem algum tipo de queda por ano. Já com pessoas na faixa dos 65 a 79, este número cai, embora um em cada três sofreram quedas no período de um ano e que, destes, um em cada 20 tiveram fratura ou precisaram ser internados. Aliás, alguns desses acidentes acontecem ao subir e descer escadas. Isso é terrível, não é mesmo? Ainda bem que existem tecnologias de engenharia que podem ajudar a evitar isso. Um exemplo é a cadeira elevatória para idosos e pessoas com dificuldade de locomoção. Veja a seguir!

cadeira elevatória
Imagem reproduzida de Sebrae Respostas

Como funciona a tecnologia?

A cadeira elevatória para idosos é um modelo de cadeira elétrica própria para ser instalada em escadas com cerca de cinco metros de extensão. Funciona como uma espécie de elevador aberto com pequeno motor. Ela é projetada para se mover de um ponto a outro em apenas alguns segundos. Para o usuário, basta pressionar um botão para subir ou descer o equipamento pelas escadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O movimento é suave – o que é perfeito para uma pessoa com menos equilíbrio, que poderia ficar inseguro e incomodado pela aceleração. E se a pessoa se sentir desconfortável ou sentir tontura durante o processo, a própria pode soltar o botão e interromper o processo a qualquer momento. Além disso, há um cinto de segurança e apoio para os pés para segurar o usuário sobre a base. E existem sensores de movimento com o objetivo de impedir que outras pessoas se machuquem ou sejam atingidas pela cadeira.

Quais as vantagens e desvantagens do sistema para os idosos?

A vantagem dos idosos usarem uma cadeira dessas é bem óbvia: reduzir a quantidade de acidentes domésticos! Esse risco é terrivelmente ameaçador principalmente para aqueles que sofrem de osteoporose ou outros males que afetam os ossos. É uma alternativa que traz conforto também para aqueles que sofrem de varizes, tipos de complicação neurológica e mais que influenciam de qualquer modo os movimentos do corpo.

A desvantagem? Bem, por hora, essa solução que mostramos é exclusiva para residências e não é aplicável em áreas coletivas ou abertas. Porém, fazendo uma pesquisa rápida na internet, você encontrará imagens e vídeos de protótipos de diversos equipamentos semelhantes, que serviriam para este fim. Aliás, a cadeira elevatória não seria mesmo recomendada para cadeirantes, já que a troca entre a cadeira de rodas e a elevatória deve demandar o apoio de uma segunda pessoa. Qual a opção, então? Talvez o uso de um elevador simples!

Veja Também: 6 mudanças necessárias para que a arquitetura amenize a desigualdade nas cidades

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Fontes: Gazeta do Povo.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.