Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Será mesmo possível? Faculdade de Engenharia de Produção à distância

por Redação 360 | 15/03/2022 | Atualizado em 03/05/2022

Um dos cursos de Ensino Superior mais buscados atualmente pelos vestibulandos é o de Produção. A duração média da faculdade, nível bacharelado, é de cinco anos. Mas as dúvidas que muitos têm é se é possível cursar Engenharia de Produção à distância e como o profissional, formado ou não por esta modalidade, pode atuar dentro do mercado de trabalho depois da diplomação. Respondemos essas e outras perguntas no texto a seguir!

Engenharia de Produção
Imagem reprodução de Unicesumar

O que é Engenharia de Produção?

Claro que não podemos falar em universidades ou carreira no mercado de trabalho sem esclarecer, antes, o que é exatamente a Engenharia de Produção. Bem, trata-se de uma grande área do conhecimento que abraça uma série de disciplinas voltadas ao sistema produtivo – projeto de produto, viabilização, planejamento de fabricação e distribuição de insumos. Mas é claro que, além disso, essa Engenharia vai além, combinando conhecimentos científicos, tecnológicos e humanos para atingir melhores resultados em determinada produção. Ou seja, para atuar bem no mercado, esse engenheiro precisa ter visão global e domínio de vários processos e gestão de várias empresas. Saiba tudo que ele sabe fazer no tópico seguinte!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia de Produção
Imagem reprodução de Faculdade Multivix

Como é o mercado de trabalho para os engenheiros de produção?

Hoje em dia, o mercado de trabalho apresenta boas oportunidades para os engenheiros de produção – de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, neste momento, ele tem potencial para dar lugar a 1,15 milhão de profissionais graduados. Os setores que mais podem empregar, conforme a Associação Brasileira de Engenharia de Produção, são: financeiro – como bancos e seguradoras -; de serviços – como construção civil, telefonia e hospitais -; industrial – em diversos portes e ramos -; e público – incluindo empresas e instituições de todas as áreas. Ademais, os engenheiros de produção podem focar a sua carreira nas seguintes especialidades:

  • engenharia de produto, com pesquisas de viabilidade;
  • desenvolvimento de projetos;
  • cálculo de custos de produção;
  • planejamento e controle de produção em fábricas e indústrias – como metalúrgicas, químicas, alimentícias e mais;
  • aplicação de métodos gerenciais;
  • controle de compra e estoque;
  • programação de máquinas e gerenciamento de equipes;
  • acompanhamento de recursos utilizados;
  • acompanhamento da cadeia produtiva – do começo ao fim;
  • controle de ergonomia e segurança no trabalho;
  • logística e distribuição de produtos.
curso de engenharia
Imagem reprodução de Orientu

“Por ter formação bastante abrangente, que alia conhecimentos de Engenharia, Administração e Economia,
o engenheiro de produção tem espaço em organizações de diversos setores em cargos com grande
responsabilidade e boa remuneração. Pesquisas recentes apontam que esta carreira está entre as mais
promissoras do Brasil.”
– trecho reportagem de Guia da Carreira.

E é possível fazer curso de Engenharia de Produção à distância?

Sim, é possível! O curso superior de Engenharia de Produção a distância tem grande concentração de disciplinas das
Ciências Exatas, como Matemática, Física e Química. No início da faculdade, meio que num caminho inverso do que muitas outras graduações fazem, o aluno terá mais contato com disciplinas básicas das engenharias e atividades práticas em laboratórios – como de Química, Física e Resistência de Materiais, Desenho Técnico, Eletricidade e Automação. Já ao final da caminhada estudantil, o foco são as disciplinas teóricas, como Administração e Economia. E até há instituições que oferecem especializações para pós-graduação com foco em habilitações específicas, como em Mecânica, Engenharia Automotiva, Elétrica, Agroindústria e mais.

Engenharia de Produção
Imagem reprodução de UniAcademia

É importante destacar que mesmo cursando EAD, o estudante receberá, ao concluir a faculdade, um diploma superior reconhecido do mesmo modo como seria se fosse um curso presencial. A diferença mais perceptível está na metodologia de ensino, onde boa parte das atividades são apenas online, apesar dos alunos e professores conseguirem interagir de algum modo via plataforma na web. A vantagem maior é realmente a flexibilidade de horários. Basta que sejam cumpridas todas as horas mínimas de login, avaliações de provas e atividades presenciais na unidade de campus da universidade mais próxima.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Opções de faculdades

O Ministério da Educação (MEC) confirma que existem instituições com cursos reconhecidos de Engenharia de Produção EAD no Brasil. São exemplos:

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA);
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR);
  • Centro Universitário UNIBTA.

Veja Também: Engenharia de produção no agronegócio: logística e supply chain


Fontes: Guia da Carreira, Portal UnigranRio.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.